Pular para o conteúdo principal

DIOXINA-GRANDE VENENO


Não é à toa que a Coca-Cola está voltando com as garrafas de vidro. Dioxina
Carcinogênica causa especialmente câncer da mama.
  

  
Não  congele sua água em garrafas ou utensílios de plástico, pois isso  provoca a liberação de dioxina do plástico. Edward Fujimoto, médico do  Catle Hospital, foi entrevistado por um programa de TV explicando este  alerta de saúde.
  

  
Ele  é o gerente do Programa de Bem Estar/Programa de Promoção da Saúde do  hospital. Ele falou sobre a Dioxina e seu risco de
saúde para nós.
  
Ele mencionou que não devemos esquentar alimentos em vasilhamesde plástico no forno de microondas.
  
Isto  é aplicável para alimentos que contém gordura. Ele mencionou que a  combinação de gordura, alta temperatura e plástico, libera a dioxina no  alimento e por fim, vai parar nas células do nosso corpo. Dioxinas são carcinógenos  altamente tóxicos. Ele recomenda o uso de refratário de vidro, pirex ou  porcelana para aquecer alimentos. Você tem o mesmo resultado... sem as dioxinas.
  
Sopas
semiprontas onde se adiciona água quente no invólucro de isopor ou  qualquer tipo de comida semipronta/congelada com invólucro de plástico,  próprio para ir ao forno ou microondas, deveriam ser retiradas das  embalagens originais e removidas para vasilhame de vidro ou louça para  aquecimento.
  
Invólucro  de papel não é ruim, mas não sabemos o que cada tipo de papel pode  conter, então, seria mais seguro utilizar refratário de vidro, pirex ou  porcelana. Vocês devem se lembrar quando alguns restaurantes fast-food (MacDonalds) trocaram invólucros de isopor pelo de papel.
  
O problema da dioxina seria um dos motivos. Para
acrescentar, filme-plástico (saran wrap)  utilizado para proteger e cobrir alimentos, quando aquecidos podem na  verdade respingar toxina venenosa contida na composição do plástico no  alimento a ser esquentado junto com o vapor condensado. Use papel  toalha, é mais seguro. Repasse esta informação para os seus amigos.  

Há pouco tempo, os países europeus entraram em pânico, especialmente a Bélgica que descobriu em seus alimentos, principalmente os derivados do leite, traços de uma perigosíssima substância, a dioxina.
A dioxina é hoje considerada a mais violenta substância criada pelo homem; seu grau de periculosidade, segundo alguns autores que escrevem a respeito dela, ultrapassa até o urânio e o plutônio.

Se moléculas de cloro, estejam onde estiverem, são submetidas à altas temperaturas, em presença de matéria orgânica, algum tipo de dioxina irá ser gerado. Algum tipo, visto que a dioxina é membro de uma numerosa família que atinge a 200 membros, onde se incluem os furanos, igualmente periculosos.
Entre os males causados pela dioxina no homem podemos citar o extermínio das defesas orgânicas (comparado à AIDS), o surgimento de vários tipos de câncer e a teratogenia, isto é, a propriedade de geração de crianças deformadas (falta de nariz, lábios leporinos, olhos cíclopes, ausência de cérebro etc.).
As dioxinas compuseram para os americanos, na guerra do Vietnan, violenta arma química denominada desfolhante laranja.
Em Seveso, na Itália, em 1976, uma nuvem desse produto dizimou 50 mil animais e fez com que o Vaticano autorizasse mais de dois mil abortos humanos. Pouco tempo depois, uma cidade na Alemanha, Rostatt, foi obrigada a remover todo o seu solo impregnado com esse produto, advindo de um alívio de pressão de uma caldeira de uma fábrica de hexaclorofeno. O hexaclorofeno, devido à pressão e a temperatura da caldeira, liberou dois quilogramas de 2,3,7,8 tetracloro- dibenzo-para-dioxina (TCDD), em forma de nuvem que pairou por quatro dias sobre a cidade. O produto é um tipo de dioxina, considerada a mais violenta substância até hoje criada pela ação do homem.
Mas, como, normalmente, aparece a dioxina? Basicamente, na queima de produtos que contém cloro. O PVC, por exemplo, nosso velho conhecido, é inofensivo em si; todavia, a sua queima irá gerar dioxina, além do que, para esse produto, haverá a liberação de ácido cianídrico, poderoso tóxico.
Muitos países da Europa (Japão também) julgavam que a queima de seus lixos era a solução tecnicamente perfeita para se desfazerem das montanhas de lixo doméstico existentes e constantemente geradas. Julgava-se que dioxinas e furanos pudessem ser destruídos a 800oC e pretendia-se, só na Alemanha, construir-se 200 mega incineradores para dar conta de 800 toneladas de lixo por dia, em cada incinerador. Todavia, descobriu-se que no resfriamento dos gases de combustão, em determinada faixa de temperatura, lá estavam, de novo, dioxinas e furanos.
As dioxinas e furanos têm grande afinidade pelas gorduras ou pelos alimentos que contém gorduras (lingüiças, queijos, leites, manteigas, carnes...). Caindo nas pastagens, ela passa às gorduras dos animais e daí para o alimento que o homem irá ingerir.
Devido a fortes pressões das comunidades esclarecidas, as grandes usinas incineradoras de lixo doméstico existentes no Primeiro Mundo tendem a ser desativadas,.a menos de rigoroso controle do que será incinerado e de caríssimos tratamentos dos gases evoluídos. Só esperamos que elas não sejam vendidas para nós, com a mesma finalidade.
Um outro grande gerador de dioxina é a produção do papel branco. O cloro é largamente utilizado para o branqueamento da celulose, matéria prima para a produção do papel.

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …