Pular para o conteúdo principal

CUIDADOS ALIMENTARES PARA PREVENIR O CÂNCER



A ligação entre alimentação e o surgimento ou agravamento de doenças está cada dia mais evidente. E o oposto também: cada vez mais estudos provam que alguns alimentos podem melhorar a saúde.

No caso do câncer, não só o consumo em excesso e por longos períodos de alguns alimentos, como até mesmo o modo de prepará-los, pode colaborar para que a doença surja. Neste grupo entrariam gorduras e frituras, por exemplo.

Os apreciadores da carne bem passada e escura do churrasco correm riscos, pois este tipo de carne tem a presença de nitrosaminas, compostos químicos cancerígenos. Comer alimentos com excesso de sódio também pode provocar o aparecimento de câncer de estômago.

"Já sabemos que a alimentação tem forte relação com câncer de intestino, estômago, próstata e da mama", conta o cirurgião oncologista Samuel Aguiar Junior, diretor do Núcleo de Câncer Colorretal do A. C. Camargo, . Porém, ele admite que ao tentar modificar o fator dieta dos pacientes, não viu grandes impactos.



CONSUMA MODERADAMENTE:

Carne vermelha - uma alimentação saudável é rica em frutas, verduras e legumes e pobre em açúcares, gorduras e carne vermelha. "É o melhor ponto de partida para a prevenção do câncer", ensina Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. Ela acrescenta que o consumo excessivo de carne vermelha, mais de 500g na versão cozida por semana, aumenta em 35% o risco de câncer de intestino grosso. Já a também nutricionista Renata de Souza Alvim lembra que as carnes podem ser fontes valiosas de nutrientes, em particular proteínas, ferro, zinco e vitamina B12 e enfatiza que sua recomendação não é a favor de dietas sem carne, mas que sejam consumidas com moderação.

Pessoas que comem carne vermelha regularmente devem consumir menos de 500g por semana
Pessoas que comem carne vermelha regularmente devem consumir menos de 500g por semana

 Bebidas alcoólicas - "Seu consumo deve ser limitado a não mais do que dois drinques por dia para homens e um drinque por dia, para mulheres. Essa recomendação serve para todas bebidas alcoólicas. Um fator importante a se levar em conta é a quantidade de etanol presente", alerta Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp (Instituo do Câncer de São Paulo.

Vinho - seu benefício é por conta das uvas, cujas cascas são ricas em resveratrol, composto que auxilia na prevenção do câncer e de doenças cardiovasculares. "O vinho seria "melhor" do que o suco de uva por não haver tantas opções de suco de uva natural. Mas, pela presença do álcool, é preferível o suco de uva integral ao vinho. Se for consumi-lo, deve ser apenas um cálice por dia, do tinto, pois o resveratrol está nas cascas da uvas mais escuras", afirma Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. Já Renata de Souza Alvim, do Icesp, diz que o consumo deve ser limitado a não mais do que duas taças para homens e uma para mulheres, por dia .

Sal - a nutricionista Renata de Souza Alvim, do Icesp (Instituto do Câncer de São Paulo) recomenta que se limite o consumo de alimentos processados com adição de sal para assegurar uma ingestão de menos de 6 gramas por dia. "As evidências mostram que alimentos com e preservados em sal são, provavelmente, causa de câncer de estômago", diz ela.


 Frituras - excesso de peso e obesidade também são considerados fatores de risco para cânceres de mama, intestino, próstata e endométrio, avisa Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo . Por isso, alimentos gordurosos, como frituras, devem ser evitados, pois facilitam o aumento do peso. Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp (Instituo do Câncer de São Paulo), diz que frituras devem ser evitadas porque aumentam os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares .

Leite e derivados - excesso de peso e obesidade também são considerados fatores de risco para cânceres de mama, intestino, próstata e endométrio, avisa Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. Por isso, alimentos gordurosos como leite e derivados, na forma integral, devem ser evitados, pois facilitam o aumento de peso. Já a nutricionista Renata de Souza Alvim, do Icesp, lembra que esses alimentos são os maiores fornecedores de cálcio, mineral envolviddo na formação de ossos e dentes, na contração muscular e no sistema nervoso, e portanto podem ser consumidos, mas com parcimônia .

 Enlatados - contêm nitritos e nitratos que dão origem a nitrosaminas, substâncias prejudiciais à saúde. Prefira sempre os alimentos frescos. "Vale lembrar que atum e sardinhas, mesmo enlatados, contêm ômega 3, que faz bem à saúde", diz Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp (Instituo do Câncer de São Paulo).

Carnes processadas - "São causas convincentes ou prováveis de alguns tipos de câncer", afirma Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp. Ela diz que elevados níveis de gordura animal aumentam o risco de ganho de peso. Assim, pessoas que comem carne vermelha regularmente devem consumir menos de 500 gramas por semana, incluindo pouca ou nenhuma quantidade da versão processada. Porém, ela frisa: "As carnes podem ser fontes valiosas de nutrientes, em particular proteínas, ferro, zinco e vitamina B12, assim, enfatizo que minha recomendação não é a favor de dietas sem carne, mas que seja consumida com moderação".

Churrasco - este tipo de carne, por conta de seu preparo, contém nitritos que dão origem a nitrosaminas, substâncias prejudiciais à saúde, lembra a nutricionista Renata de Souza Alvim, do Icesp (Instituto do Câncer de São Paulo) .

Embutidos - o consumo excessivo de embutidos (presunto, lingüiça, salsicha) aumenta o risco em cerca de 50% de desenvolver câncer de intestino grosso. "Os embutidos ainda aumentam o risco de câncer de esôfago e estômago, por conterem nitrito como conservante", diz a nutricionista Thais Manfrinato do Hospital A.C. Camargo. "São causas convincentes ou prováveis de alguns tipos de câncer", confirma Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp.

Açúcar - excesso de peso e obesidade também são considerados fatores de risco para cânceres de mama, intestino, próstata e endométrio, avisa Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. Por isso, alimentos ricos em açúcar e doces em geral devem ser evitados. "Açúcar é um carboidrato simples, encontrado em diversos alimentos. Seu excesso pode causar, além de obesidade, problemas como cáries, diabetes e triglicérides alto", lembra a nutricionista Renata de Souza Alvim .

INVISTA:

Cereais e grãos - "Já está confirmado que o consumo de fibras auxilia na prevenção de vários tipos de câncer e é bem relacionado com a prevenção do câncer de intestino e mama, por exemplo", conta Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. Já a colega Renata de Souza Alvim frisa que eles têm quantidades substanciais de fibras dietéticas e uma variedade de micronutrientes, além de baixa densidade energética. Recomendados para as refeições diárias .

Leguminosas - a nutricionista Renata de Souza Alvim do Icesp frisa que elas têm quantidades substanciais de fibras dietéticas e uma variedade de micronutrientes, além de baixa densidade energética e de serem fontes de proteínas e ferro. Recomendados para as refeições diárias .

Tubérculos e pães - são alimentos ricos em carboidratos, necessários para manter o equilíbrio metabólico do organismo. "Prefira os pães integrais, que também devem ser consumidos com moderação", indica Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp.

Peixes de água fria como atum, sardinha, truta e salmão - excelentes fontes de ômega 3 que, além de melhorar o perfil de colesterol e gorduras no sangue, também auxiliam na prevenção de cânceres como mama, próstata e cólon, lembra a nutricionista Thais Manfrinato, do Hospital A.C. Camargo .

Água - aumente a ingestão de água, bebendo pelo menos dois litros por dia. "Sempre filtrada", diz a nutricionista Renata de Souza Alvim, do Icesp (Instituto do Câncer de São Paulo).

 Abóbora e cenoura - ambas contêm betacaroteno que auxilia na prevenção do câncer de pulmão, diz a nutricionista Thais Manfrinato, do Hospital A.C.Camargo .

Goiaba, melancia, tomate e seu suco - todos contêm licopeno, que atua na prevenção dos cânceres de próstata e mama, diz Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. "Frutas são ótimas fontes de vitaminas, sais minerais e antioxidantes, que diminuem o efeito do estresse oxidativo e dos radicais livres. Também possuem boa quantidade de fibras", lembra Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp.

Frutas cítricas - laranja, limão, acerola, abacaxi são ricos em vitamina C, que atua na prevenção de diversos tipos de câncer, especialmente o de estômago, devido a sua ação antioxidante, afirma Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo, acrescentando: "De um modo geral, frutas, verduras e legumes são considerados fatores protetores para o câncer". Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp lembra: "Frutas são ótimas fontes de vitaminas, sais minerais e antioxidantes, que diminuem o efeito do estresse oxidativo e dos radicais livres. Também possuem boa quantidade de fibras".

Frutas vermelhas - contêm flavonoides, que atuam como antioxidantes, diminuindo o risco de desenvolver a doença, diz Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. "De um modo geral, frutas, verduras e legumes são considerados fatores protetores para o câncer", acrescenta. Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp, lembra: "Frutas são ótimas fontes de vitaminas, sais minerais e antioxidantes, que diminuem o efeito do estresse oxidativo e dos radicais livres. Também possuem boa quantidade de fibras".

Soja - contém isoflavonas que agem como antioxidantes e inibidores de enzimas indutoras do câncer, conta Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo .

Couve-flor e brócolis - são fontes de isoticianato (óleo que estimula o fígado a produzir a bile), podendo auxiliar na prevenção do câncer de mama, cólon e esôfago, diz Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo. "São ótimas fontes de vitaminas, sais minerais e antioxidantes, que diminuem o efeito do estresse oxidativo e dos radicais livres. Também possuem boa quantidade de fibras", lembra Renata de Souza Alvim, nutricionista do Icesp .

Alho - atua na prevenção do câncer de estômago, devido à substância alicina (fitoquímico com propriedades antibacterianas e antivirais), afirma Thais Manfrinato, nutricionista do Hospital A.C.Camargo .

Linhaça - excelente fonte de ômega 3 que, além de melhorar o perfil de colesterol e gorduras no sangue, também auxilia na prevenção de cânceres como mama, próstata e cólon,

Fonte:http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/reuters/2013/08/14/

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …