Pular para o conteúdo principal

MACA PERUANA E FERTILIDADE



Maca Peruana para melhorar a fertilidade?


Você já ouviu falar em Maca Peruana? Não! Pois bem, a Maca peruana é uma planta originária dos Andes, que parece um rabanete e cresce no alto das cordilheiras. Acredita-se que esta planta, cujas plantações sobrevivem em ambiente inóspito por cerca de 500 anos, tem uma boa ação como fortificante, revitalizante e aumenta a fertilidade das pessoas que a consome. Infelizmente ainda são poucos os estudos científicos comprovando os efeitos benéficos da Maca, entre eles estaria também o seu efeito como hipoglicemiante, tendo em vista que trata-se de uma planta rica em fibras.
Segundo o endocrinologista Gustavo Gonzales, que tem a maioria dos artigos publicados sobre a maca, afirma que a planta tem realmente um bom potencial como afrodisíaco, mas que vai além, aumentando a contagem de espermatozoides nos machos e diminui a mortalidade dos embriões em fêmeas, ou seja, aumenta a FERTILIDADE.
A maca é muito indicada para as pessoas que sofrem com a falta de concentração, cansaço físico e mental. Outra planta que também tem um bom efeito sobre esses sintomas é o Ginseng (Panax ginseng). Alguns estudiosos comparam a maca peruana com o Ginseng, mas estes comentam que a maca tem uma ação até melhor que o Ginseng.
Ah, Francis! Então quer dizer que se eu estiver cansado e sem ânimo, é só eu passar na farmácia e comprar a maca ou ginseng que o meu problema está resolvido? NÃO! Lembre-se que todo e qualquer fitoterápico (plantas que tem ação medicinal assim como os medicamentos, que podem ser na forma de extrato seco ou extrato alcoólico)  ele deve ser prescrito por um profissional habilitado e nas quantidades adequadas para o seu caso. Isso após prescrição e análise de exames laboratoriais. Ou seja, PROCURE UM NUTRICIONISTA!
Mas os estudos realizados com maca ainda não são conclusivos, necessitando assim de mais estudos e com melhores metodologias. Os cientistas acreditam que boa parte do efeito benéfico da planta pode estar relacionado a substâncias que estão presente em pequenas quantidades na planta. Entre essas substâncias estão os glicosinolatos, que também são encontrados em brássicas (couve, repolho, brócolis). Os glicosinolatos, para ter um bom efeito, precisam entrar em contato com uma enzima chamada mirosinase; essa enzima faz a quebra dos glicosinolatos e transforma em isotiocianatos, que tem uma boa ação antioxidante. Aproveito a oportunidade para lembrar os vários benefícios dos antioxidantes para o nosso organismos, entre eles a prevenção do câncer; evita o envelhecimento precoce; protege o coração; etc.
Os pesquisadores que estudam a maca apontam a falta de estudos da composição desta planta que parece ter muitos benefícios para a saúde do ser humano, entre eles estudos definindo muito bem a composição química da planta e quais serias as substâncias responsáveis pelos efeitos estudados da planta no ser humano e qual o mecanismo de ação. Até para que o profissional que for prescrever a planta o faça com base em estudos muito bem conduzidos.
Mas é sempre bom ressaltar que muitos dos seus sintomas podem estar relacionados a uma alimentação errada, e de nada adianta um fitoterápico maravilhoso sem os nutrientes necessário para que a planta tenha uma boa ação no seu organismo. Por isso, procure um nutricionista, cuide do seu intestino e da sua alimentação, ofertando os macro e micronutrientes para que seu corpo possa atingir e a potência máxima!
Fonte:  ANutricionista.Com - Francis Moura Santos - CRN5 3243/P -

O que é Maca Peruana e suas Propriedades

Uma raiz de origem peruana conhecida a muito tempo pelos seus benefícios.
Maca contém quantidades significativas de aminoácidos, hidratos de carbono e minerais,
incluindo cálcio, magnésio, fósforo, zinco, ferro, bem como as vitaminas B1, B2, B12, C e E e fibras, ajudando na saciedade e consequentemente na perda de peso.
Como um suplemento nutricional, Maca peruana tem efeitos tônicos abundantes no funcionamento bioquímico do corpo humano. O principal desses efeitos é a melhora da função endócrina. O sistema endócrino inclui todas as glândulas, e hormônios que segregam e existe no corpo, controle de fertilidade,tais como condições, a função sexual, digestão, cérebro e fisiologia do sistema nervoso, e os níveis de energia.

Benefícios da Maca Peruana 

Homens:
- Aumento da fertilidade 
- Estimula a atividade sexual 
- Aumenta a vitalidade e os níveis de energia 
- Promove o equilíbrio hormonal 
- Aumento da produção de espermatozoides 

Mulheres: 
- Auxilia na redução dos sintomas da menopausa 
- Ajuda a aliviar as cólicas menstruais 
- Reduz o stress 
- Aumenta a vitalidade e os níveis de energia

Modo de usar

Costuma ser consumida em pó ou em cápsulas
*Em pó: Tomar uma colher das de sopa no suco ou água uma vez por dia.
*Cápsula: 1 cápsulas três vezes ao dia antes das principais refeições. 
Ou como orientação de especialista.

Contra-indicações da Maca Peruana

Exceto para os alérgicos à planta, a maca peruana não possui contra-indicações nem interações. Ela está contra-indicada para as pessoas que consomem hormônios, porque pode acrescentar o efeito hormonal ou inibi-lo. Os casos mais freqüentes são as mulheres que tomam anticoncepcionais orais ou terapias de substituição.




Conheça a maca-peruana, que, entre outros benefícios, auxilia no emagrecimento, aumenta a potência sexual e ajuda as mulheres com dificuldade de engravidar 

A maca (Lepidium peruvianum – Lepidium meyenii), também conhecida como maca-peruana, é uma planta que se assemelha a um nabo e cresce nas montanhas andinas do Peru. A raiz da planta é seca e utilizada em pó há mais de dois mil anos para combater a fadiga e agir como um estimulante sexual, apesar de que diretamente não age no sistema nervoso central. Não contém cafeína, como guaraná e café, por isso não afeta o sistema nervoso central. A maca-peruana é basicamente um alimento muito rico em nutrientes e é vendida como um suplemento nutricional. Recentemente, a planta ganhou popularidade como uma erva afrodisíaca por aumentar o vigor e o desejo sexual. A raiz é um alimento muito nutritivo, repleto de vitaminas, esteróis de plantas, muitos minerais essenciais, aminoácidos e gorduras saudáveis. Tradicionalmente, tem sido usada por proporcionar uma variedade de benefícios à saúde. Tanto homens como mulheres têm relatado aumento significativo no desejo sexual, aumento de energia, vigor e sensação de bem-estar geral. Algumas mulheres relataram bons resultados para aliviar os sintomas da TPM e menopausa. Além disso, ela melhora a fertilidade e possui propriedades que estimulam a produção de hormônios pelo organismo. Isto a torna útil no tratamento de deficiências hormonais, sendo uma das melhores opções  para a reposição natural de hormônios. Vários homens relataram ereções mais fortes, que ao mesmo tempo duravam por maiores períodos, melhorando o prazer sexual. Não por acaso, no Peru, muitos homens e mulheres usam a planta para melhorarem a vida sexual. A erva está ficando cada vez mais popular em todo o mundo, particularmente nos os EUA, Europa e Japão, como um suplemento dietético para reforçar a vitalidade. A raiz da planta tem uma longa história de uso sem problemas de toxicidade. Ao contrário de ervas medicinais que podem ter vários efeitos negativos quando usadas indevidamente, esta não tem toxicidade conhecida, sem contar que faz parte da dieta diária de muitos peruanos nativos desde antes da chegada dos conquistados espanhóis. Pesquisadores concluíram que a planta não tem potencial de toxicidade, podendo considerar o seu uso a longo prazo como suplemento alimentar. A erva não possui restrições de uso durante a gravidez. Na verdade, a maca-peruana mantém os níveis de progesterona alta e os hormônios em equilíbrio, o que é benéfico para uma mulher grávida que está em seu primeiro trimestre de gestação. A grande quantidade de sais minerais, aminoácidos e vitaminas na raiz também a tornam um suplemento pré-natal nutricional. Alguns efeitos colaterais podem ocorrer ao iniciar o uso do pó de maca em virtude dos sintomas de desintoxicação, principalmente em pessoas acostumadas a consumir somente alimentos processados e cozidos. Pessoas com qualquer condição de doenças crônicas, doenças hepáticas (como insuficiência hepática, cirrose ou hepatite), doenças renais (como insuficiência renal) e alergias (alergias a alimentos, corantes e conservantes) só devem utilizar a maca com recomendação médica. Um resumo das propriedades medicinais da maca Efeito afrodisíaco Um dos grandes destaques da maca é seu divulgado efeito afrodisíaco. Um estudo publicado no Asian Journal of Andrology e conduzido por um pesquisador da Universidad Peruana Cayetano Heredia, no Peru, observou os efeitos da maca em homens com idades entre 24 e 44 anos durante quatro meses. Os resultados mostraram aumento da quantidade de sêmen, na contagem de espermatozoides e na motilidade espermática. Outras pesquisas destacaram ainda que a ingestão do tubérculo aumentava o desejo sexual e reduzia os níveis de estresse e ansiedade do indivíduo. Acredita-se que o alimento tenha ação sobre o hipotálamo e as glândulas suprarrenais, o que lhe conferiria tais efeitos estimulantes. Aliada no processo de emagrecimento "Muitas pessoas consideram carboidratos os grandes vilões do emagrecimento, mas isso não passa de mito", aponta o nutricionista Israel Adolfo. Quem deseja perder peso de forma saudável deve se preocupar com as calorias ingeridas e um plano que alie dieta e exercícios. Assim, embora mais da metade da composição da maca peruana seja de carboidratos (59%), ela pode ajudar quem deseja emagrecer por ser rica em fibras, que aumentam a saciedade, reduzindo o apetite. O profissional reforça, entretanto, que apenas o consumo do alimento sem qualquer mudança de hábito ou acompanhamento não apresentará mudanças significativas. Junto com um plano alimentar, por outro lado, pode ser um grande aliado. Atuante contra o diabetes Segundo o nutrólogo Roberto Navarro, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), a maca-peruana pode prevenir o desenvolvimento do diabetes de duas maneiras. "Ela diminui a velocidade da absorção de glicose pelo corpo graças ao alto teor de fibras e também porque inibe a ação de uma enzima que atua no processo de digestão", explica. Isso evita a liberação de grandes quantidades de insulina de uma só vez, o que poderia levar à resistência celular à substância, favorecendo o diabetes. Benéfica para o coração "A maca peruana contém ômega 3, que protege a saúde cardiovascular graças a seu efeito vasodilatador e regulador do colesterol", afirma a nutricionista Roseli Rossi, especialista em nutrição clínica funcional da clínica Equilíbrio e Nutricional, em São Paulo. O ômega 9 nela presente também atua sobre o colesterol, diminuindo o nível total e do colesterol ruim (LDL) e aumentando as taxas do bom colesterol (HDL). Para completar, aminoácidos da maca peruana estão envolvidos no controle de gorduras no sangue e da hipertensão. Auxiliar no tratamento da anemia "Em 100 g de maca-peruana é possível obter 16.6 mg de ferro, nutriente que em baixas concentrações no organismo pode levar à anemia ferropriva", explica o nutricionista Israel. A necessidade diária do nutriente varia de 11mg a 8mg para homens e de 15mg a 18mg para mulheres, conforme a idade. O ferro é um nutriente fundamental para a síntese de células vermelhas do sangue e para o transporte de oxigênio. Para aumentar a biodisponibilidade do nutriente no organismo, lembre-se de consumi-lo com alguma fonte de vitamina C para ajudar na absorção. Reforço para a imunidade A maca peruana também é conhecida por funcionar como um tônico revigorante. De acordo com a nutricionista Roseli, ela é conhecida como uma planta adaptógena, que como o próprio nome sugere, auxiliam na adaptação a condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência muscular. "Fitoterapeutas afirmam terem bons resultados na recomendação da maca para tratamento de pacientes com síndrome da fadiga crônica", conta. Inimiga da osteoporose A osteoporose é uma grande preocupação principalmente do público feminino após a menopausa, quando os níveis de estrógeno, hormônio que protege os ossos, diminuem no organismo. "Neste caso, a indicação do uso da maca peruana pode funcionar como uma medida de prevenção da doença, já que 100 g oferecem 150 mg de cálcio", afirma o nutricionista Israel. Para se ter uma ideia do que isso significa, vale lembrar que 100 g de leite oferecem cerca de 100 mg do mineral. A prática regular de exercícios e a exposição solar saudável também são recomendadas para evitar a osteoporose. Calmante da menopausa "A maca alivia os sintomas comuns da menopausa, como ondas de calor, sem os efeitos colaterais de tratamentos químico-hormonais disponíveis no mercado", aponta a nutricionista Roseli. A atuação do alimento sobre os níveis hormonais é, até o momento, a melhor hipótese para explicar a relação. Diminuição da fadiga, elevação na libido e barreira contra a desidratação da pele são algumas das características observadas com o consumo do alimento. 

Fontes: Blog da dra. Débora Fonseca e Portal Minha Vida - http://www.curapelanatureza.com.br/2013/03/




"A Maca Peruana (Lepidium meyenii) é uma raiz parecida com o nabo. Cresce a quase 4 kilômetros de altitude acima do nível do mar, e só é encontrada no alto da Cordilheira dos Andes do Peru e Equador.
Por mais de dois mil anos, os nativos usavam a raiz de maca como comida e medicamento para promover fertilidade, resistência, energia, vitalidade e virilidade sexual.
Conta a história que os espanhóis conquistaram a área das montanhas dos Andes e logo ao começarem a habitar lá, eles começaram a perder interesse sexual. As mulheres e os homens passaram a sofrer de esterilidade e falta de libido devido à grande altitude. As mulheres não ficavam mais grávidas, e quando conseguiam, não levavam as gestações adiante.
Se isso já não fosse o bastante, seus cavalos, cães e mulas pararam de se reproduzir. Até que eles perceberam que o povo nativo, suas lhamas e outros animais se reproduziam bem e não tinham problemas com libido.
A razão disso era que o povo nativo e seus animais comiam uma raiz que crescia somente no alto das montanhas. As pessoas secavam, transformavam em pó e cozinhavam com a comida regularmente.
Os espanhóis começaram a comer e alimentar os animais com maca e então descobriram o que os indígenas já sabiam por anos. A libido voltou aos homens, seus animais se voltaram a ter energia, as mulheres e fêmeas engravidaram e levaram suas gestações até o fim, e viveram feliz para sempre…
Como a Maca funciona?
Maca é um alimento nutritivo ao sistema endócrino, auxiliando as glândulas pituitária, suprarenal e tireóide que são responsáveis pelo equilíbrio hormonal. A maca tem a capacidade de afetar os hormônios chave tanto dos homens quanto das mulheres sem conter hormônios em sua composição.
Ela ajuda a estimular e alimentar a glândula pituitária, agindo como um tônico para o sistema hormonal. Quando esta glândula funciona corretamente, todo o sistema endócrino se mantém equilibrado, pois ela controla a produção de hormônio das outras glândulas.
Nas mulheres, a maca controla os níveis de estrogênio. Quando este hormônio aumenta ou abaixa muito nos períodos errados, ele impede a mulher de ficar grávida ou de levar sua gestação até ao fim. O excesso de estrogênio também faz com que a progesterona fique baixa demais. Tomar maca pode ajudar a aumentar os níveis de progesterona que são essenciais para uma gestação saudável (sem precisar ficar tomando hormônios).
O estrogênio nos homens produz disfunção erétil e falta de libido, baixa contagem de espermatozóides e pouca produção de líquido seminal.
A maca ajuda a
Equilibrar os níveis hormonais nas mulheres
Aumentar a libido tanto no homem quanto na mulher
Melhora a saúde dos óvulos
Aumenta o volume de líquido seminal, contagem de espermatozóides por ejaculação e motilidade dos espermas
Como usar maca?
A maca é ótima para quem está querendo engravidar. É um alimento natural que pode ser tomado diaramente.

É indicado para mulheres que tem:
Óvulos ruins
Endometriose
SOP (síndrome dos ovários policísticos)
Abortos de repetição
Preparação para IFV (inseminação artificial)
Infertilidade devido à stress

Além disso, a estabilidade hormonal melhora a mente e causa sensação de bem estar (lembra daquelas depressões e acessos de raiva da TPM? então… desequilíbrio hormonal!)

Maca Peruana: um potenciador natural da fertilidade que ajuda a engravidar

Os Incas usavam a Maca como alimento para aumentar a vitalidade dos seus soldados durante as batalhas e também como um potenciador da fertilidade e do vigor sexual.

Mas, o que é a Maca?

A Maca é semelhante a um pequeno nabo. O seu cultivo é feito entre os 2800 e os 4800 metros acima do nível do mar, nos Andes Peruanos, daí a sua designação de Maca Peruana.
Já se cultivava Maca no Peru lá pelo ano 1600 a.C. e era então considerada pelos Incas como um presente dos Deuses. Na época colonial a Maca era tida em tal valor, que os nativos pagavam os seus tributos ás autoridades espanholas usando este tubérculo como moeda.

O que é que aconteceu então, que levou os espanhóis a aderirem à Maca? Bom, é sabido que quando os espanhóis conquistaram as terras altas dos Andes e aí se estabeleceram, depressa constataram que as suas mulheres se tornavam incapazes de dar à luz ou de levar uma gestação até ao fim, enquanto que eles perdiam vigor e apetência sexual. E isto, por causa da altitude. Mas, observando os nativos, os colonizadores verificaram que tanto mulheres como homens eram vigorosos e fecundos. Perguntaram aos Incas qual a razão para que assim fosse e, então, descobriram um precioso segredo: o povo das alturas usava Maca para tudo: para se alimentar, para estimular a fertilidade, para agraciar os Deuses. Os espanhóis não hesitaram: adotaram a Maca na sua alimentação e logo as suas mulheres puderam voltar a ter filhos, enquanto eles ganhavam de novo disposição e vigor acrescido. Mas este segredo ficou-se lá pelas terras altas do Peru.

Então porque é que agora, passados tantos e tantos anos, a Maca anda na boca (literalmente) do mundo ocidental? A razão é simples: o ocidente descobriu os poderes afrodisíacos e curativos da Maca.


Propriedades da Maca

A Maca promove um sono descansado, melhora a memória e a função cerebral, retarda o processo de envelhecimento, detém a queda do cabelo e fortalece as unhas, diminui o cansaço e aumenta a sensação de bem-estar.

Mas, vamos ao ponto que nos interessa. Quais os benefícios da Maca para a fertilidade do casal?

Sabe-se que a Maca do Peru já era utilizada pelos curandeiros ancestrais como remédio para aumentar a fertilidade das mulheres.

Propriedades da Maca para a saúde reprodutiva da mulher:

- Equilibra as hormonas.

- Aumenta a fertilidade.

- Aumenta a libido.

- Reduz a fadiga.

- Melhora o humor.

Propriedades da Maca para a saúde reprodutiva do homem:

- Aumenta a fertilidade.

- Estimula a produção de esperma e melhora a sua qualidade.

- Aumenta o desejo sexual (é conhecida popularmente como o "viagra dos Incas").

Apresentações da Maca: é possível adquirir Maca Peruana em pó em qualquer loja de produtos naturais.

Utilização:


Batido de Maca

1 colher (de chá) de Maca, 1 colher (de chá) de cacau em pó, 200 ml de leite. Misture os ingredientes, adoce com frutose e polvilhe com canela. Experimente, que o sabor é bem agradável!

Outros conselhos de utilização: adicione Maca à sua bebida preferida, cereais, batidos, sumos, iogurtes, bolos, pudins, sopas.

Atualização: A MINHA EXPERIÊNCIA

Após um mês a tomar Maca notei que:

- A minha pele melhorou muito: está mais limpa, suave e viçosa.

- Perdi peso (não era o objetivo, mas foi uma perda de peso muito bem vinda; perdi pelo menos 2 quilos).

- Meu período está mais regular e tenho a impressão que os meus ovários começam a querer funcionar normalmente. Os benefícios hormonais são o melhor que a Maca oferece. É extraordinário.

- Noto mais lubrificação vaginal. Excelente!

- Estou menos cansada. A Maca dá mais energia, sem dúvida.

Só por isto já valeu a pena. E, claro, vou continuar até alcançar o meu objetivo.

AVISO: Devo porém avisar as leitoras do seguinte: a Maca em pó provocou-me diarreia. Parece ser um dos seus efeitos desagradáveis. Se calhar o único. Por isso, recomendo a todas que optem pela Maca em cápsulas. Aconselhem-se na vossa ervanária habitua
l.
Fonte:http://osmeusremedioscaseiros.blogspot.com.br/2014/02/

Maca peruana (Foto: Agência google)Raiz pode ser consumida em pó (Foto: Google)

Maca Peruana aumenta libido, ajuda a emagrecer, dá energia e evita doenças


Tubérculo originário da Cordilheira dos Andes tem nutrientes importantes para a saúde e pode ser encontrado sob a forma de pó ou em cápsulas


Quanto mais a ciência estuda, mais se descobre o que a natureza pode oferecer aos seres humanos para garantir melhorias nasaúde e no bem-estar. Muitas plantas eram simplesmente esquecidas e atualmente começam a ser reconhecidas por suaspropriedades benéficas ao nosso organismo. Uma delas é a Maca Peruana (Lepidium Meyenii), um tubérculo originário da Cordilheira dos Andes, com formato semelhante ao de um rabanete.
Maca Peruana tem uma gama denutrientes importantes como: aminoácidos, carboidratos, fibras, cálcio, ferro, magnésio, ômegas3 e 9, fósforo, potássio, zinco, selênio e vitaminas B1, B2, C e E. Ela também é conhecida comGinseng Peruano, uma das raízes mais fortes em forma de alimento. Ainda existem estudos sendo aplicados para comprovar a real eficácia desta planta, porém alguns já relatam inúmerosbenefícios, tais como:

Aumenta fertilidade libido, tanto no homem quanto na mulher. Alguns estudos relacionam a combinação de vitaminas do complexo B, zinco e vitamina E com a formação dos hormôniossexuais do organismo, melhorando problemas de falta de libido e infertilidade. A Maca Peruana também apresenta fitoquímicos como os alcalóides, que contêm características semelhantes ao estrogênio e às prostaglandinas, fazendo que a raiz atue na regulação das funções sexuais. Ela também atuaria sobre o hipotálamo e as glândulas suprarrenais, proporcionando efeito estimulante;
- Auxilia no controle dos sintomas causados pela menopausa, principalmente a osteoporose, pela presença do cálcio. Além da combinação de vitaminas do complexo B, zinco e vitamina E auxiliarem na formação dos hormônios sexuais, aliviando as famosas ondas de calor;

Mulher após corrida demonstrando cansaço (Foto: Getty Images)Maca alivia calor da menopausa(Foto:Getty Images)











- Promove o aumento de energia e vigor físico. É uma raiz rica em carboidratos complexos, principal nutriente responsável pelo fornecimento de energia, além de ser fonte de vitaminas do complexo B, que participam das reações relacionadas à produção de energia ao organismo;

- Por ser uma raiz rica em muitos minerais e vitaminas do complexo B, melhora ometabolismo energético, propiciando ganho demassa muscular;

- Auxilia na prevenção tratamento dedoenças cardiovasculares, ajuda no controle da hipertensão arterial e hipercolesterolemia, pela presença dos ômegas 3 e 9;

- Atua na prevenção da anemia, devido à sua grande concentração de ferro;

- Apresenta o aminoácido arginina, que atua no aumento da imunidade;
.
Auxilia as dietas de emagrecimento pela grande quantidade de fibras, aumentando a saciedadee diminuindo o apetite;

- Com grande quantidade de fibras, ajuda no controle da diabetes, evitando a liberação de grandes quantidades de insulina de uma só vez.

Maca Peruana pode ser encontrada sob a forma de pó ou cápsulas. O pó pode ser usado em saladas, sucos e sopas. Recomenda-se o consumo de 500mg a 1200mg ao dia. Vale ressaltar que, para o emagrecimento, apenas o consumo da Maca sem qualquer alteração nos hábitos alimentares não irá proporcionar mudanças significativas.

Todo e qualquer fitoterápico deve ser prescrito por um profissional habilitado e nas quantidades adequadas para o paciente, sempre após a análise de exames laboratoriais.
Por Natalia de Oliveira,Nutricionista
Fonte:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2014/05/

Resenha : Maca Peruana, a planta da fertilidade

A Maca Peruana (Lepidium meyenii) é uma raiz parecida com o nabo. Cresce a quase 4 kilômetros de altitude acima do nível do mar, e só é encontrada no alto da Cordilheira dos Andes do Peru e Equador.
Por mais de dois mil anos, os nativos usavam a raiz de maca como comida e medicamento para promover fertilidade, resistência, energia, vitalidade e virilidade sexual.
Conta a história que os espanhóis conquistaram a área das montanhas dos Andes e logo ao começarem a habitar lá, eles começaram a perder interesse sexual. As mulheres e os homens passaram a sofrer de esterilidade e falta de libido devido à grande altitude. As mulheres não ficavam mais grávidas, e quando conseguiam, não levavam as gestações adiante.
Se isso já não fosse o bastante, seus cavalos, cães e mulas pararam de se reproduzir. Até que eles perceberam que o povo nativo, suas lhamas e outros animais se reproduziam bem e não tinham problemas com libido.
A razão disso era que o povo nativo e seus animais comiam uma raiz que crescia somente no alto das montanhas. As pessoas secavam, transformavam em pó e cozinhavam com a comida regularmente.
Os espanhóis começaram a comer e alimentar os animais com maca e então descobriram o que os indígenas já sabiam por anos. A libido voltou aos homens, seus animais se voltaram a ter energia, as mulheres e fêmeas engravidaram e levaram suas gestações até o fim, e viveram feliz para sempre…

Como a Maca funciona?

Maca é um alimento nutritivo ao sistema endócrino, auxiliando as glândulas pituitária, suprarenal e tireóide que são responsáveis pelo equilíbrio hormonal. A maca tem a capacidade de afetar os hormônios chave tanto dos homens quanto das mulheres sem conter hormônios em sua composição.
Ela ajuda a estimular e alimentar a glândula pituitária, agindo como um tônico para o sistema hormonal. Quando esta glândula funciona corretamente, todo o sistema endócrino se mantém equilibrado, pois ela controla a produção de hormônio das outras glândulas.
Nas mulheres, a maca controla os níveis de estrogênio. Quando este hormônio aumenta ou abaixa muito nos períodos errados, ele impede a mulher de ficar grávida ou de levar sua gestação até ao fim. O excesso de estrogênio também faz com que a progesterona fique baixa demais. Tomar maca pode ajudar a aumentar os níveis de progesterona que são essenciais para uma gestação saudável (sem precisar ficar tomando hormônios).
O estrogênio nos homens produz disfunção erétil e falta de libido, baixa contagem de espermatozóides e pouca produção de líquido seminal.

A maca ajuda a

  • Equilibrar os níveis hormonais nas mulheres
  • Aumentar a libido tanto no homem quanto na mulher
  • Melhora a saúde dos óvulos
  • Aumenta o volume de líquido seminal, contagem de espermatozóides por ejaculação e motilidade dos espermas

Como usar maca?

A maca é ótima para quem está querendo engravidar. É um alimento natural que pode ser tomado diaramente. É indicado para mulheres que tem:
  • Óvulos ruins
  • Endometriose
  • SOP (síndrome dos ovários policísticos)
  • Abortos de repetição
  • Preparação para IFV (inseminação artificial)
  • Infertilidade devido à stress
Além disso, a estabilidade hormonal melhora a mente e causa sensação de bem estar (lembra daquelas depressões e acessos de raiva da TPM? então… desequilíbrio hormonal!)

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …