Pular para o conteúdo principal

MENU PRÓ-MÚSCULOS : DIETA VEGETARIANA AJUDA A DEFINIR O CORPO

"OS VEGETARIANOS PECISAM SE PREOCUPAR UM POUCO MAIS COM ÍNDICES DE VITAMINA B12, ZINCO E FERRO" (Foto: DIMITRIS SKOULOS / FOLIO-ID)

Menu pró-músculos: dieta vegetariana ajuda a definir o corpo

“É possível definir a musculatura e potencializar a performance sem consumir nenhum tipo de carne nem de laticínio. E isso vale tanto para esportistas profissionais quanto para praticantes regulares de atividades físicas”, diz nutricionista

Desenvolver massa magra sem comer carne pode parecer impossível para os mais incrédulos. Mas os adeptos da dieta vegetariana defendem que dá até para ser um atleta de ponta eliminando a proteína animal do cardápio. Um estudo feito pela Purdue University, em Indiana, nos Estados Unidos, comprova que dietas vegetarianas e veganas (sem nenhum alimento derivado de animais) são opções saudáveis e seguras para esportistas de alta performance, dispensando, muitas vezes, o uso de suplementos alimentares. O tema, inclusive, será debatido no 10º Congresso Internacional de Nutrição Funcional, que acontece entre os dias 11 e 13 deste mês, em São Paulo.
Ao contrário do que muita gente pensa, é possível definir a musculatura e potencializar a performance sem consumir nenhum tipo de carne nem de laticínio. E isso vale tanto para esportistas profissionais quanto para praticantes regulares de atividades físicas”, diz a nutricionista Paula Gandin, de São Paulo. “Hoje temos competidores de iron man (modalidade intensa de triatlo), jogadores de vôlei, lutadores de boxe e até levantadores de peso que seguem uma dieta vegetariana ou vegana.”

Segundo a especialista, a proteína vegetal – encontrada em grãos, sementes, leguminosas, cereais integrais – age de forma muito similar à animal no organismo. Ou seja, ajuda no crescimento e na regeneração dos músculos,  também da pele, das unhas e do cabelo. “Está comprovado, por exemplo, que quem consome proteína do arroz e pratica exercícios três vezes por semana, tem o mesmo ganho de força e massa magra de quem toma whey protein [proteína derivada do soro do leite]”, diz Paula.
O mais importante é ficar atento à quantidade de nutrientes no organismo, acompanhamento que deve ser feito em todos os casos, independentemente do tipo de dieta seguido. “Os vegetarianos precisam se preocupar um pouco mais com os índices de vitamina B12, zinco e ferro, ingredientes mais abundantes nos itens de origem animal”, diz Paula. “Na maioria das vezes, dá para garantir esses nutrientes com a alimentação. Contudo, se necessário, o médico deve receitar um suplemento.”
OUTRO LADO
Um vegetariano até consegue ganhar massa muscular e ter um ótimo desempenho em atividades de alto impacto. No entanto, a carne é considerada uma proteína padrão ouro, rica em todos os aminoácidos necessários ao desenvolvimento muscular”, diz a nutricionista Daniela Jobst, de São Paulo. Resumindo: o resultado esperado, de um corpo bem definido, pode demorar mais tempo para aparecer em uma pessoa que não come proteína animal.

Apesar desses benefícios, a carne precisa ser consumida de forma moderada. “O ideal é priorizar cortes magros, como lagarto e mignon, além das aves e dos peixes”, diz Daniela. Os laticínios também viraram vilões com a febre das dietas sem lactose. Mas, antes de eliminar esse grupo de alimento da dieta, lembre-se de que o iogurte e o leite, além de serem fontes de cálcio, contêm leucina, aminoácido que ajuda na formação de tecido muscular.

Fonte:http://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2014/09/menu-pro-musculos-dieta-vegetariana-ajuda-definir-o-corpo.html


Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …