Pular para o conteúdo principal

IOGURTE GREGO : BENEFÍCIOS E RECEITAS CASEIRAS LIGHT


Iogurte Grego: Benefícios e receitas caseiras light

O iogurte grego light além de ter os mesmos benefícios do iogurte desnatado comum, ainda possui a vantagem de ter um sabor mais agradável e consistente.


Qual a origem do Iogurte tradicional

Iogurte é um leite fermentado cuja produção é feita com a adição de lactobacilos conhecidos como as bactérias benéficas a saúde, e graças as propriedades que tem em se proliferar consegue eliminar o ácido lático, substância responsável em aumentar a acidez da flora intestinal, impedindo com isso, a proliferação de bactérias nocivas.
Estudos revelam que o Iogurte foi criado pelos povos nômades, a cerca de 3 mil anos atrás já que sabiam reconhecer a importância desse alimento tão poderoso para a saúde, talvez porque na época não houvesse conhecimentos suficientes para conservação de alimentos perecíveis.
iogurte grego benefícios e receitas caseiras light
Créditos: Dollarphotoclub

O que é Iogurte Grego

Iogurte Grego é um alimento natural criado também a partir de lactobacilos, diferenciado do tradicional, devido principalmente pela sua cremosidade e consistência, com alto teor de proteínas.
A fórmula original vem do exterior onde vários processos de filtragem são aplicados, muito mais que no Brasil, o resultado desse processo é bem mais apurado, por isso, os Iogurtes Gregos fabricados no Brasil, são mais calóricos devido a adição na fabricação de creme de leite, leite integral e gelatina, tudo para chegar na consistência desejada. Por isso, dê preferência em consumir as versões light.
Quais os nutrientes presentes no Iogurte Grego
Proteínas, que são responsáveis na construção, reparação e renovação dos tecidos do organismo auxiliando inclusive, na produção de anticorpos, hormônios e enzimas;
Cálcio, muito importante para a manutenção e reparo dos ossos, dentes, e unhas;
Vitamina A, responsável pela restauração e na construção de novos tecidos, além de evitar a queda de cabelos, é excelente para os olhos, e ainda, deixa a pela macia livre de acnes;
Vitaminas Complexo B, beneficiam o metabolismo de proteínas, lipídios e carboidratos, sendo que a principal função é produzir energia, evitando a oxidação das células, excelente para o cérebro pois atua na produção de neurotransmissores e também nas funções neurológicas. São perfeito para as mulheres, pois atuam no controle dos hormônios;
Vitamina D, traz inúmeros benefícios ao organismo, graças ao alto teor de cálcio e ácidos graxos tão essenciais para o organismo;

Conheça os benefícios do Iogurte Grego

O iogurte comum é um alimento completo graças a vários tipos de nutrientes encontrados em sua fabricação, é ideal para evitar problemas como ossos frágeis, ótimo para ajudar o trânsito intestinal, tem baixo teor de gordura, mas, é bom observar que o consumo diário seja moderado mesmo sendo light.
Já o Iogurte Grego tem as mesmas propriedades, além de ser extremamente cremoso e firme, tem sabor mais acentuado, tem quantidades maiores de proteína e cálcio, sendo que o maior benefício é justamente a baixa quantidade de sódio e carboidratos utilizados na fabricação.
Este é um dos fatores importantes para quem procura ter uma alimentação saudável e balanceada pois a ingestão do Iogurte Grego, auxilia ainda mais na hora de eliminar as gorduras do corpo, por esse motivo é benéfico para as mulheres que desejam afinar a cintura e ficar com o corpo esguio.
O Iogurte Grego é perfeito para quem deseja chegar no verão com o corpo em forma, pois é livre de carboidratos, até mesmo os tipos vendidos que já vem com frutas, e como não possui sódio, ajuda a eliminar as toxinas do corpo promovendo um emagrecimento saudável, além de acelerar o metabolismo.
Outros benefícios encontrados no Iogurte Grego, é a quantidade de probióticos,lactobacillus, bifidobacterium, e de micro-organismos também encontrados em leites fermentados, sobremesas lácteas, sorvetes, e nos queijos.
Os probióticos atuam diretamente na saúde do intestino, já que são resistentes ao ácido gástrico e a bile, por isso, chegam ao intestino proporcionando uma resistência maior a doenças infecciosas, atuando beneficamente também sobre os casos de diarreia, agindo inclusive como anti-inflamatório em doenças no trato intestinal.
Quais os cuidados na hora de comprar o Iogurte Grego
Sempre é preciso verificar a data de validade do produto, portanto, abra o olho na hora de aproveitar as promoções com a metade do preço, muitas vezes o produto está prestes a vencer;
A embalagem deve estar sempre lacrada sem abertura, furos ou, orifícios aparentes;
Todos os produtos de geladeira devem ser colocados no carrinho do mercado na hora de ir para o caixa, e evite comprar produtos com embalagens com excesso de gotas d’água, isso pode significar que a geladeira do mercado é desligada toda noite;
Ao chegar em casa, guarde de imediato todos os produtos gelados, aproveite para verificar as datas de validades dos itens que já estavam em sua geladeira;
Como consumir o Iogurte Grego
A vantagem de todo iogurte é a facilidade no consumo, já que pode ser levado para a escola, a academia, ao trabalho, até mesmo numa caminhada.
Pode ser consumido pela manhã, fazendo parte de uma dieta saudável, ou entre as refeições como um lanchinho, e até mesmo servir como uma apetitosa sobremesa.
O importante é sempre variar os sabores e os acompanhamentos para deixar mais rico e nutritivo, como cerais como aveia, granola, frutas frescas e grãos como chia, amaranto, linhaça, e outros de sua preferência.
Receitinhas rápidas com o Iogurte Grego
Molho de Saladas
Para uma dieta leve e saudável nada melhor que uma salada de folhas verdes, legumes coloridos, algumas sementes de chia, noz picada, com um molho delicioso feito com 1 Iogurte Grego natural, 1 fio de azeite, mostarda, salsinha, ou cebolinha tudo a gosto e suco de limão.
Molho de espinafre para Frango
Numa frigideira refogue o espinafre cozido e escorrido, com azeite e alho. Acrescente o Iogurte Grego natural, tempere com sal e pimenta, e sirva sobre filé de frango grelhado.
Café da manhã com Iogurte Grego
Precisando de energia logo cedo? Experimente pegar uma gelatina de morango diet já feita no dia anterior, cobrir com Iogurte Grego e espalhar por cima folhas de hortelã, além de nutritivo, o aroma do hortelã permanece no hálito.
Aprenda a fazer o Iogurte Grego em casa
  • Esta é uma receita já testada e aprovada, e centenas de pessoas experimentaram e aprovaram.
  • Para fazer o Iogurte Grego, é necessário apenas 2 ingredientes:
  • 2 litros de leite C (não pode ser longa vida);
  • 1 pote de iogurte natural integral com fermento lácteo;
  • Obs.: Ambos da marca que preferir.
  • Para o sucesso da receita, é importante seguir o passo a passo, não pular nada e nem alterar a forma de fazer.
Modo de Preparar o Iogurte Grego
1º Passo Aquecer o leite
Os 2 litros de leite devem ser aquecidos no micro-ondas, em cerca de 180° no máximo, ou, até começar a surgir bolhas na borda, cuidado para não deixar ferver demais.
Para atingir o ponto necessário devido a diferença existente nos micro-ondas, pode ser calculado algo em torno de 15 minutos potência alta.
2º Passo Esfriar o leite
O leite precisa esfriar por aproximadamente 40 minutos, ou, até atingir a temperatura de 40°, para isso, é necessário o uso de um termômetro de cozinha, caso não tenha, teste nos lábios, igual se faz com chocolate derretido. Uma dica nesse ponto, a película formada em cima do leite quente deve ser removida, antes de seguir para o 3º passo.
Caso tenha pressa neste processo, parar acelerar o resfriamento basta encher com pedras de gelo uma panela grande, e coloque dentro a tigela com o leite quente para esfriar.
3º Passo Acrescentando o iogurte
Despeje os 2 litros de leite morno dentro de um pirex grande com tampa e acrescente o iogurte natural que tenha fermento lácteo em sua composição, e misture tudo muito bem.
4º Passo Criando uma incubadora
Feche bem o pirex com a tampa, o ideal é que seja uma tampa plástica, mas, se não tiver vede bem a borda da tigela com filme plástico, para não entrar nenhum ar.
Ligue o forno do fogão a gás a 180° por apenas 1 minuto e desligue. Embrulhe num cobertor a tigela com o leite, e guarde dentro do forno pré aquecido. Tempo pode variar de um fogão para o outro, ou de acordo com a temperatura ambiente da cidade.
O ponto para adquirir a consistência do Iogurte Grego pode variar entre 5 e 10 horas, mas, para locais mais úmidos pode ser preciso a incubação de 24 horas em seguida.
Realmente não tem como saber quanto tempo pode levar até atingir a textura desejada, mas, assim que estiver pronto já pode ser consumido.
5º Passo Deixando o Iogurte Grego mais consistente
Este é o passo que dará a consistência densa ao alimento, veja como fazer:
O que vai precisar:
Um escorredor de macarrão, e um pano de louças novo de preferência branco, daqueles tipo saco, muito usados na fabricação de queijos caseiros.
O que fazer
Forre o escorredor com o pano apoiando sobre uma outra tigela, e despeje todo o iogurte dentro.Guarde na geladeira tampado de 3 a 4 horas, até escorrer todo o líquido.
6º Passo Iogurte Grego e Whey Protein
Após as 4 horas de geladeira, a quantidade de iogurte diminui pela metade, é só pegar toda a parte cremosa e bater a mão, ou, com batedor para dar maior consistência.
O soro que separou do leite é conhecido como Whey Protein, que pode ser aproveitado em outras receitas.
Dica de ouro sobre o Iogurte Grego
Somente na 1ª receita de Iogurte Grego será preciso comprar o pote de iogurte natural, nas próximas receitas que fizer é só reservar 1 pote do seu próprio iogurte e guardá-lo no freezer para ser utilizado em futuras receitas, mas, sempre deverá estar na temperatura ambiente para o sucesso da receita.
Fonte:http://www.treinomestre.com.br/iogurte-grego-beneficios-e-receitas-caseiras-light/

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …