Pular para o conteúdo principal

PÃO DE GRÃO GERMINADO É O NOVO ALIADO DA ALIMENTAÇÃO FUNCIONAL

  (Foto: Marina Fuentes)
 

Pão de grão germinado é o novo aliado da alimentação funcional


A receita, novidade no feed de fitness, claro, vem para dar um boost na alimentação funcional: o pão de grãos germinados aparece como ótima opção para quem, além de reduzir (ou cortar) o consumo glúten e a lactose, quer multiplicar o valor nutricional dos alimentos. A dica é da nutricionista e insta-addicted Fernanda Scheer, que bolou a receitinha para melhorar a qualidade do café da manhã.
 
“Esse pão é ultrafresco e nutritivo, rico em proteínas e livre de gorduras, glúten e proteína do leite. Em contato com a água, o grão dá início a um processo de crescimento que vai dar origem à planta completa, com nutrientes multiplicados e muito mais fáceis de serem absorvidos pelo organismo", explica ela.

A receita pode levar chia, linhaça, amaranto ou quínoa (ou ainda uma combinação desses grãos) e deve ser programada com antecedência (para germinarem, os grãos devem ficar ao menos duas horas imersos na água – pense naquele grão de feijão que você plantava no algodãozinho quando criança, é mais ou menos esse efeito que se deseja). Fora este detalhe, é superprática: o pãozinho pode ser feito no forno ou na frigideira (neste caso, o resultado se assemelha a uma panqueca bem consistente).

Além de toda a riqueza de nutrientes, o pão de grãos germinados é daqueles alimentos que ajudam a combater a fome de leão. “Quanto mais nutritivo um alimento é maior a sua capacidade de saciar de verdade”. Com um sabor bem neutro, o pão funcional pode ser combinado com geleias, manteiga Ghee, pasta de tahine ou mesmo com um fio de azeite de oliva e sal do Himalaya – também é ótimo para fazer sanduiches.
 

Receita - pão de quínoa germinada
Rendimento: 1 porção
Ingredientes:
2 colheres de sopa de quinoa em grãos
1 colher de sopa de semente de linhaça
2 colheres de sopa de farinha de arroz
1 colher de café de fermento químico
Sal e temperos a gosto
Modo de preparo:
Coloque numa tigela a quinoa em grãos e as sementes de linhaça e cubra com água. Deixe germinando de um dia ao outro. Na manhã seguinte, escorra um pouco da água (não vai dar para escorrer muito porque a linhaça forma um gel com a água), acrescente mais um pouquinho de água (2 col. de sopa aproximadamente). Acrescente a farinha de arroz, o fermento químico e sal e tempero à gosto. A consistência deve ser a de um mingau grosso – se preciso, acrescente água e/ou farinha de arroz até chegar na consistência ideal. Unte uma frigideira com pouco azeite (espalhe com um guardanapo) e coloque a mistura. Cubra com uma tampa e deixe cozinhando. Quando dourar de um lado, vire-a com cuidado, até que fique cozido por completo. (MARINA FUENTES)

Fonte:http://vogue.globo.com/beleza/noticia/2013/07/pao-de-grao-germinado-e-o-novo-aliado-da-alimentacao-funcional.html

  (Foto: Marina Fuentes)

Postagens mais visitadas deste blog

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …