Pular para o conteúdo principal

COMPOSTO ENCONTRADO NO BRÓCOLIS PODE AJUDAR NO COMBATE AO CÂNCER

Os cientistas estão desenvolvendo um novo tratamento conhecido como "quimioprevenção verde", no qual o brócolis e outros vegetais são usados ​​para prevenir a doença.

Descoberta! Composto encontrado no brócolis pode ajudar no combate ao câncer

Eles explicaram que os vegetais crucíferos, como brócolis, couve e agrião, possuem uma alta concentração de sulforafano, o que garante um sabor ligeiramente amargo. Estudos anteriores, incluindo testes em grande escala na China, têm mostrado que o sulforafano ajuda a 'desfazer' os efeitos de agentes causadores de câncer no organismo.
Agora, os testes de laboratório têm mostrado que o brócolis pode ajudar no controle do câncer de boca. Os cientistas americanos planejam realizar ensaios clínicos em pacientes com alto risco de terem um retorno do câncer de cabeça e pescoço.
Julie Bauman, da Universidade de Pittsburgh, disse: "As pessoas que são curadas de câncer de cabeça e pescoço ainda estão em risco muito elevado por um segundo tipo de câncer na sua boca ou garganta, e, infelizmente, esses cânceres secundários são, na maioria das vezes, fatais. Então, nós estamos desenvolvendo uma molécula segura, natural, encontrada em vegetais crucíferos, para proteger o revestimento bucal onde se formam esses tipos de câncer".
Com o estudo no laboratório, de vários meses, os cientistas descobriram que o extrato reduziu significativamente a incidência e o número de tumores em roedores. "O benefício claro de sulforafano na prevenção do câncer oral em camundongos, aumenta as esperanças de que este composto também possa agir para prevenir o câncer de boca em seres humanos que enfrentam a exposição crônica aos poluentes do meio ambiente e substâncias cancerígenas”, disse Daniel Johnson, da Universidade de Pittsburgh School of Medicine.
A pesquisa envolveu também dar suco de frutas a 10 voluntários saudáveis, ​​misturado com extrato de brócolis rico em sulforafano. Os voluntários não tiveram maus efeitos a partir do extrato e os cientistas descobriram que ele causou alterações na mucosa da boca, que os protegiam contra o câncer. Isto significou que o sulforafano foi absorvido e direcionado para o tecido em situação de risco.
Esses achados foram o suficiente para motivar um ensaio clínico que irá recrutar 40 voluntários que foram previamente tratados de câncer de cabeça e pescoço. Dependendo dos resultados, os ensaios clínicos em larga escala podem ser realizados.
"Nós chamamos isso de ‘quimioprevenção verde’, em que os preparativos de sementes simples ou extratos de plantas são usados ​​para prevenir a doença. Isso requer menos dinheiro e menos recursos do que um estudo farmacêutico tradicional e poderia ser mais facilmente disseminado nos países em desenvolvimento, onde o câncer de cabeça e pescoço são um problema significativo", acrescentou Bauman.
Estudos anteriores já ligaram o sulforafano à prevenção do câncer de mama. A substância também pode ajudar a reduzir o risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral, aumentando o sistema de defesa do corpo, mantendo as artérias desobstruídas. Uma pesquisa anterior também revelou que o sulforafano pode servir como tratamento para o autismo, asma, e doença de Alzheimer.

Fonte:http://www.jornalciencia.com/saude/mente/4765-descoberta-composto-encontrado-no-brocolis-pode-ajudar-no-combate-ao-cancer-

Postagens mais visitadas deste blog

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …