Pular para o conteúdo principal

PSYLLIUM HUSK : CASCAS DAS SEMENTES DO PSILIO(PLANTAGO OVALATA) - FONTE FANTÁSTICA DE FIBRAS PARA INTESTINO PRESO E PARA COMBATER O COLESTEROL




Psyllium-  semente de platango ovata

Psyllium laxante natural

Origens e propriedades


A fibra que é o principal princípio ativo de Metamucil começou a ser consumida nos Estados Unidos há 75 anos como laxante natural. Também conhecida como ispaghula e isapgol, deriva da semente de platango ovata, uma erva nativa da Ásia, do Mediterrâneo e do Norte da África.
É uma fonte de fibras solúveis e insolúveis, que aumenta o volume das fezes e estimula o movimento intestinal.
Além disso, estudos clínicos indicam que apenas 7 gramas de Psyllium Husk por dia podem reduzir também o risco de doenças cardíacas, por auxiliar na redução do colesterol. Contribuindo assim com uma alimentação equilibrada.

Um aliado para seu coração

Não importa a sua idade, sempre é hora de cuidar do seu coração!
Todos nós sabemos as principais causas de doenças cardíacas: obesidade, sedentarismo, histórico familiar, fumo e colesterol alto. Mas você sabia que uma simples mudança no estilo de vida pode minimizar esse risco?
Uma dieta com baixos níveis de gordura saturada e de baixo índice de colesterol contribuem bastante para ter um coração mais saudável. E é aí que Metamucil entra como um importante aliado, adicionando fibras à sua dieta e deixando suas refeições mais leves.
Converse com o seu médico para entender como Metamucil pode ser o primeiro passo para ganhar mais qualidade de vida.

Psyllium Husk – Uma fonte excelente de Fibras solúveis 


 PsylliumPsyllium HuskPsyllium Husk pó
Psyllium Husk também conhecido por ispaghula ou isabgol, é o nome dado às cascas das sementes do Psílio (Plantago Ovata), uma planta nativa da Índia e do Paquistão. As cascas destas sementes são higroscópicas, o que lhes permite expandirem e tornar-se mucilaginosas.
As cascas das sementes de Psílio são indigestas, e são uma fonte de fibra dietética solúvel.

É muito difícil obter suficiente fibra quando se eliminam da dieta os hidratos carbono em cereais, grãos integrais e frutas. Os suplementos de Psyllium em pó ou cápsulas são uma maneira fácil de contornar esse problema. Cada 100 gramas de Psyllium fornecem 71 g de fibra solúvel, para ter uma comparação, 100 gramas de farelo de aveia contêm apenas 5 gramas de fibra solúvel. Sendo assim o Psyllium Husk está a tornar-se rapidamente uma das principais recomendações para as pessoas que utilizam dietas baixas em hidratos de carbono. O Psyllium abastece-o com fibras, reduzindo o apetite sem sobre-estimular o sistema nervoso, sendo uma abordagem muito mais saudável do que algumas formulas conhecidas contendo efedrina.

Psyllium Husk é actualmente um alimento de topo, usado no controle de peso e para a saúde intestinal em geral. As cascas das sementes do Psílio contêm uma fibra esponjosa que reduz o apetite, melhora a digestão e ajuda a purificar o sistema, tornando-o uma excelente escolha para uma dieta saudável. O Psyllium pode portanto proporcionar a fibra que está ausente em dietas de baixo teor de hidratos de carbono. Estudos e relatórios clínicos sugerem que Psyllium Husk pode aumentar a sensação de saciedade e reduzir os ataques de fome. Por estas razões, a incorporação de Psyllium Husk (casca de sementes de Psílio) e outras fontes de fibra na dieta podem ajudar no controle ou perda de peso. Este alimento proporciona uma sensação de plenitude que pode ser útil antes das refeições, para reduzir o apetite, e é uma das mais simples, saudáveis, e mais eficazes ervas conhecidas na actualidade para ajudar em regimes de controle de peso.

O Psyllium Husk também tem sido usado para dar apoio em casos de síndrome do intestino irritável (uma doença relacionada ao stresse com crises de diarreia e prisão de ventre alternados). Devido ao Psyllium produzir evacuações fáceis com fezes soltas, é muito usado por pessoas com fissuras anais (rachaduras na pele perto do ânus) e hemorroidas, e é frequentemente recomendado após a cirurgia anal ou retal, durante a gravidez e como um tratamento secundário simples, em certos tipos de diarreia, pois o Psyllium absorve uma quantidade significativa de água no tracto digestivo, tornando assim as fezes um pouco mais firmes, e sob estas circunstâncias, fica mais lenta a passagem da fezes pelo intestino. O Psyllium também tem algumas vantagens adicionais em relação a outras fontes de fibra por reduzir a flatulência e o inchaço.
Num estudo com pessoas com colite ulcerativa (um tipo de doença inflamatória do intestino), as Sementes de Psyllium demonstraram ser tão eficazes a diminuir as recorrências da doença, como o medicamento de prescrição médica Mesalamine. Os médicos recomendam o uso de Psyllium como um agente espessante para casos ligeiros de diarreia moderada a partir de qualquer colite ulcerativa ou a doença de Crohn (outro tipo de doença inflamatória do intestino).

Só Recentemente os cientistas descobriram que a fibra solúvel tem efeitos únicos sobre o metabolismo. Uma pesquisa relatada no The American Journal of Clinical Nutrition concluiu que a utilização de cereais de fibra solúvel são uma parte efetiva e bem tolerada de uma dieta prudente ajustada para o tratamento da hipercolesterolemia leve ou moderada. As fibras solúveis, tais como as da casca de sementes do Psílio, Goma de Guar, e Farelo de Aveia têm um efeito de redução do colesterol, quando adicionadas a um baixo teor de gordura em dietas de baixo colesterol, e estudos apresentados no The American Journal of Clinical Nutrition mostraram que o Psyllium é bastante eficaz na redução total dos níveis de Colesterol, bem como da LDL ("mau" ), o que pode ser muito útil para aqueles com níveis elevados de colesterol e os que estão em maior risco de hipercolesterolemia em desenvolvimento, tais como as pessoas com diabetes tipo 2. Algumas pesquisas recentes também mostraram ser promissor até no controle da diabetes.
Nos EUA a Food and Drug Administration (FDA) estabeleceu um benefício tangível com a ingestão da casca da semente do psyllium e uma diminuição do risco de doença cardíaca coronária (CHD), comprovando que as Fibras solúveis do Psyllium têm o potencial de diminuir o risco de doença coronariana.

Actualmente as cascas das Sementes de Psílio são usadas em suplementos ou dietas para aliviar a prisão de ventre, a síndrome do intestino irritável e diarreia, e como um suplemento dietético para melhorar e manter o trânsito Gastro Intestinal normal. A maior parte inerte das cascas ajuda a fornecer um volume constante de material sólido, independentemente dos outros aspectos da dieta ou de qualquer estado de doença do intestino.

Outros usos do Psyllium Husk incluem as receitas cozinhadas, onde as cascas de sementes de Psilio trituradas ou o Psyllium Husk em pó, se usam para reter a humidade e pegar os outros ingredientes da receita, e por exemplo ajudar a fazer pão ou bolos menos quebradiços.
As cascas se sementes de Psyllium podem ser usadas no seu estado natural, ou secas e partidas, ou também em pó para um consumo mais fácil. Em qualquer destas formas, ao misturar-se o Psyllium Husk com água ou outros fluídos, forma-se uma espécie de goma que dá consistência às receitas sem lhes adicionar Gluten, pois o Psyllium Husk não contém Glúten.

O Psyllium actualmente é o principal ingrediente em inúmeros laxantes e suplementos de fibras como Metamucil, Colon Cleanse, Serutan , Fybogel , Bonvit , Effersyllium e Konsyl.

Reações adversas e advertências: Possíveis reações adversas podem incluir; Reações alérgicas, possibilidade de obstrução do trato gastrointestinal, especialmente para aqueles com cirurgias intestinais prévias ou anormalidades anatómicas, especialmente se tomado com quantidades insuficientes de água.
Tomar este produto sem a quantidade de líquido adequado pode fazê-lo inchar e bloquear sua garganta ou esófago e pode causar asfixia em pessoas com obstrução anatómica do esófago, portanto é sempre importante tomar o Psyllium com suficiente quantidade de líquidos para que se dissolva sem se aglomerar e possa circular facilmente. 
Está disponível em pó em embalagens de 125g, 250g, 500g e 1Kg.
Emb Psyllium Husk
Modo de usar - Pode tomar-se apenas uma pequena dose com um copo de água, chá, batidos, cereais, iogurtes, e sopa. Ou então misturar em receitas cozinhadas ou cruas como fonte de fibras ou como um aglomerante sem Glúten. Pode tomar-se uma colher de chá com um copo de água ou chá de Yerba Mate, meia hora antes das refeições, ajudando assim a reduzir o apetite e a preparar o trato intestinal.

Dosagem diária recomendada - A dose típica diária de Psyllium Husk em pó, pode ser de 1 a 3 colheres de chá, misturado num ou mais copos de água, ou por exemplo 3,5g por cada 250ml de água.

Exemplo para uma receita - Batido com Psyllium Husk em pó
Ingredientes:
1/2 Banana, 1 Colher de sopa de Proteina de Cânhamo, 1/2 colher de sopa de Óleo de Cânhamo, 3/4 de um copo de bagas à sua escolha, 1/2 copo de Leite de arroz ou amêndoa, 1 colher de chá de Psyllium Husk em pó

- Ponha todos os ingredientes numa liquidificadora
- Misture
- Está pronto a servir. Desfrute!


Exemplo para uma receita - Bolinhas / Pães sem Gluten com Psyllium Husk em pó
Ingredientes:
5 copos de água morna, 1 copo e 1/2 de Farinha de Arroz, 1 copo e 1/2 de Farinha de Trigo Sarraceno, 8 colheres de sopa de Psyllium Husk em pó, 2 colheres de sopa de fermento seco, 1 colher de chá de Sal marinho

Instruções:
- Ponha o Psyllium e a água numa bacia e misture.
- De seguida junte-lhes o sal e o fermento, e depois as farinhas ao mesmo tempo que vai misturando bem todos os ingredientes
- De seguida usando as mãos vá amassando vigorosamente por um ou dois minutos
- Tape a bacia com um pano de cozinha limpo, e deixe a massa a repousar por 30 minutos para esta crescer
- Depois volte a amassar novamente com as mãos por alguns minutos, se a massa estiver pegajosa adicione-lhe mais um pouco de farinha, e mexa até que se mantenha aglomerada e não se cole às mãos
- Forme cerca de 20 pãezinhos (bolinhas), e coloque num tabuleiro de ir ao forno, alinhadas em cima de papel especial de culinária que possa ir ao forno
- Deixe repousar aí por mais 30 minuto para crescer mais um pouco
- Pincele um pouco de água por cima dos pãezinhos antes de os meter no forno pré aquecido a 200º celcius
- Coza os pãezinhos por 30 a 40 minutos, ou até os pãezinhos terem uma bonita cor dourada e estaladiça
- É importante deixá-los arrefecer sobre uma grelha antes de servir
Estão prontos!
(Devem consumir-se no máximo em 4 dias)

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …