Pular para o conteúdo principal

ATLETAS VEGETARIANOS DE ALTA PERFORMANCE.É POSSÍVEL ?

Atletas Vegetarianos de alta performance. 

É possível ?


Atletas vegetarianos ? Isso é possível ? Mas como ? De onde tiram proteína ?
Existe uma lenda difundida e divulgada por vários meios, nutricionistas, médicos e especialistas que o ser humano necessita consumir proteína da carne para estar bem, absorver ferro, manter-se sadio e forte.
As associações americanas e canadenses de dietética já afirmam que a dieta vegetariana pode sim cobrir as necessidades energéticas e proteicas de um atleta, através de vários vegetais, proteína da soja, legumes, cereais, frutos secos, sementes, etc. O estudo está disponivel aqui
Esses atletas do passado e atuais mostram que é sim possível e viável ser vegetariano, respeitar os animais e ainda ter alta performance nos esportes e serem campeões. Se atletas que necessitam de uma dieta especial para ter um rendimento espetacular conseguem se alimentar através da dieta vegetariana, imagina a maioria de nós que não somos atletas de alta performance.
Nós do Yogui.co acreditamos que animais não estão no planeta para serem comidos e sim tem uma função mais nobre na natureza. Veja os atletas vegetarianos campeões em seus esportes.

Carl Lewis

Eleito o “Esportista do Século” pelo Comitê Olímpico Internacional, o velocista vegano, nascido nos Estados Unidos, colecionou 10 medalhas olímpicas em provas de velocidade, sendo nove delas de ouro. Em 1991, bateu o recorde de 9,86 segundos na prova dos 100 metros rasos.

Dave Scott

Foi seis vezes campeão do Ironman no Hawaii, a principal competição de triatlon no mundo, chegando em primeiro lugar em 1980, 1982, 1983, 1984, 1986 e 1987.



Éder Jofre

O maior pugilista brasileiro de todos os tempos, vegetariano desde os 20 anos de idade, desde 1956,  foi campeão mundial peso-galo em 1960 e do peso-pena em 1973 sem comer alimentos de espécie animal. Ele atribui a sua capacidade física, de resistência e força, à dieta vegetariana.

Murray Rose

Considerado um dos maiores nadadores de todos os tempos, este escocês vegetariano conseguiu, logo aos 17 anos, três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de 1956, em Melbourne, na Austrália. Nos 400m livre, 1500m livre e 4 x 200m livre. Em 1960, nas Olimpíadas de Roma, também ficou com o ouro, nos 400m livre.

Daniel Meyer

Triatleta e ultramaratonista, atua na promoção do veganismo através de suas conquistas no esporte, demonstrando que uma dieta estritamente vegetariana é totalmente compatível com alto desempenho esportivo

Fiona Oakes

Atleta vegana ganhadora de várias maratonas e responsável por um santuário no qual vivem centenas de animais.

Robert Cheeke

Fisiculturista e ativista vegano, promove palestras e promoções de seu livro Vegan Bodybuilding & Fitness – The Complete Guide to Building Your Body on a Plant Based Diet (2010)
Robert Cheeke1


Frank Medrano 

É super atleta conhecido mundialmente por sua força , flexibilidade e exercícios surreais que executa


Veja o Vídeo Frank Medrano

Fonte : thefrankmedrano

Hélio Gracie

Foi responsável pela difusão do Jiu-Jitsu no Brasil e idealizador do estilo de arte marcial brasileira conhecido mundialmente como Brazilian Jiu-Jitsu.  Descendente distante de escoceses, quando era apenas uma criança sua família mudou-se para o Rio de Janeiro. Devido à sua frágil saúde, Hélio, o mais franzino dos Gracie, não podia treinar o Judô tradicional ensinado pelos seus irmãos, especialmente Carlos Gracie.
Faleceu aos 95 anos de idade e desde os 67 anos era vegetariano, pois segundo ele,  descobriu que carne não fazia bem. Disse em sua última entrevista: “o boi foi morto, levado para o açougue, cortado, vendido, congelado em casa, ingerido posteriormente. Quantos dias esta carne ficou circulando desde o dia que o boi foi abatido até o dia que foi ingerida. Isso não deve fazer bem, pois o cadáver provavelmente já está vencido, só não putrifica porque os conservamos congelados“.

Fonte:http://yogui.co/atletas-vegetarianos/


Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …