Pular para o conteúdo principal

RECEITAS DE LEITES VEGETAIS PARA CRIANÇAS



mymidlifemumblings.wordpress

Leite vegetal para o bebê ou criança pequena é uma boa pedida na hora de oferecer mais vitaminas, minerais, fibras e também gorduras benéficas.
Na verdade, o dito popular acabou fixando as bebidas feitas com vegetais como “leite”.
Leite porque alimenta, e pronto.

LEITE DE AVEIA
Coloque 150 ml de aveia em flocos de molho em 1 litro de água, por cerca de 20 minutos.
Em seguida, bata no liquidificador, acrescentando 1 pitada de sal.
naturaltherapypagescomau -
Guarde em jarra de vidro esterilizada ou pote de vidro, bem fechado, na geladeira.
Para bebês, pode fazer cozido, como um mingau ralo, para garantir a segurança alimentar.
Coloque 250ml de água para cada 3 colheres de aveia, e leve ao fogo, com umA pitada de sal.
Para dar mais sabor, coloque raspas de laranja, bata com uma fruta doce, acrescente baunilha em favas ou cacau, alfarroba…
Evite alimentos crus para bebês pequenos, pelo risco de contaminação.
A menos quea família seja crudívora, e saiba lidar com esse tipo de alimentação adequadamente.
Como o Daniel, pai da Olivia:
LEITE DE GERGELIM ou LINHAÇA
2 xícaras de água
4 colheres de sopa de sementes de gergelim
Deixe as sementes de molho por cerca de 3 a 4 horas. Bata no liquidificador, depois coe.
Esse tipo de leite é melhor para uso em receitas como de pães, bolos, etc.
Não é aconselhável a ingestão de gergelim ou linhaça em quantidades maiores que 1 colher de café ao dia para crianças muito pequenas.
Essas sementes devem ser sempre hidratadas ou germinadas, e oferecidas sem a casca.
O gergelim é alergênico, portanto não deve ser oferecido aos bebês e crianças menores de 1 ano, á menos que comprovado que não há risco para a saúde. 
LEITE DE CASTANHAS com AVEIA
1/2 litro de água fervente
3 castanhas do Pará
2 colheres de sopa de flocos de aveia
1 pitada de sal
Deixe de molho por cerca de 1 hora, depois bata tudo no liquidificador.Coe. Pronto.
Ideal para uso em receitas de bolos, bolinhos, tortas, etc.
As castanhas e nozes possuem potencial alergênico, e elementos tóxicos se ingeridos em quantidade superior á recomendada ao dia.
O consumo de frutas oleaginosas deve ser extremamente moderado para crianças menores.
LEITE DE ARROZ
1 xícara de arroz cru lavado (prefira arroz moti, arbóreo ou integral)
4 xícaras de água, 1 pitada de sal marinho
Deixar de molho por cerca de 4 horas.
Coloque o arroz para cozinhar em fogo baixo, até que fique cozido e empapado. Não deixe a água secar. O caldo deve estar com os níveis sempre acima dos grãos de arroz, mesmo depois de cozido.
Deixe esfriar. Coloque a água do cozido com auxilio de uma concha, e algumas colheres do arroz já cozido, no liquidificador, com a própria água.
Para acrescentar cálcio á receita, coloque castanhas de molho em água fervente, por 4 horas, e bata junto com o arroz, ou acrescente 1 colher de café de gergelim ou linhaça germinados ou hidratados, ou misture o arroz com  Quinoa, que é rica em cálcio.
Coe em coador de pano grande (de café ou similar).
downloadLEITE DE COCO
Limpe 2 cocos médios.Retire a polpa. Pique e bata no processador ou iquidificador, com pouca água do próprio coco.
Transfira para um pano fino (tipo tule), ou uma peneira extrafina. Esprema para tirar todo o seu leite.
Ou faça dessa maneira:
Coloque o bagaço do coco em uma vasilha.
Misture com água. Deixe de molho por 30 minutos.
A seguir, despeje em um coador de pano e esprema bem.
Guarde em jarra de vidro esterilizada.
LEITE DE QUINOA
1/2 copo de grãos de quinoa lavada
2 xicaras de água filtrada
Coloque a quinoa de molho em água, em uma tigela de vidro.
Cubra com uma tampa ou filme plástico. Deixe na  geladeira durante a noite.
Na manhã seguinte, escorra a quinoa e passe em água limpa.
Coloque em uma panela, junte as 2 xícaras de água  e leve ao fogo até ferver.
deixe amornar e bata no liquidificador, acrescentado água aos poucos, se necessário.
Coe utilizando coador de pano grande (de café).
LEITE DE AMÊNDOAS DOCES
Coloque as amêndoas de molho (200g) em uma vasilha com cerca de dois dedos acima.
Deixe por cerca de 1 hora. despreze a água.
Bata com água (1 litro).
download (2)
Por recomendação da pediatra, a Karenina começou a dar leite de orchata pra sua filha, ainda bebê. No blog ela conta como foi essa experiência, muito bem sucedida!
Horchata
Tem ainda leite de inhame, de canjica, de milho, de quinoa, de alpiste, de cevadinha, de
Utilize baunilha em favas, cacau, alfarroba ou frutas doces para dar um up no sabor!
Leites de castanhas, nozes, gergelim ou linhaça devem ser consumidos com moderação, pois possuem substâncias que podem causar problemas se ingeridas acima da quantidade diária recomendada.
De onde veio?
Tomei conhecimento do leite de arroz lendo o livro de um médico alemão, que o recomendava como excelente para fortalecer o aparelho digestivo. Isso lá no outro século.
Ele citava a medicina chinesa, de onde sempre vem muita coisa boa, e a macrobiótica.
Anos depois, lembrei do leite de arroz como substituto ao leite de vaca para minha filha alérgica e intolerante.
O leite de grãos eu achava forte, depois soube que pode causar um desequilíbrio de nutrientes por conter muitos fitatos.
Deixei para quando ela estivesse maior, e os de gergelim e de castanhas conheci em um tópico do orkut.
Fonte:https://alimentosaudeinfantil.wordpress.com/category/leite-vegetal-para-bebe/

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …