Pular para o conteúdo principal

APRENDA A CONCILIAR ALIMENTAÇÃO E EXERCÍCIO PARA DEIXAR O TREINO POTENTE


euatleta coluna nutrição treino x alimentação (Foto: Getty Images)
Atletas amadores e praticantes regulares 
de exercício físico precisam de cuidado 
nutricional e atenção para conciliar saúde, 
família, treinos, trabalho e descanso

Aprenda a conciliar alimentação e exercício para deixar treino potente

26/08/2016 08h05 - Atualizado em 26/08/2016 08h05

É importante levar em conta as necessidades energéticas básicas para manter as atividades diárias, a modalidade esportiva; os hábitos alimentares e história clínica


Com o espírito olímpico e toda motivação que as Paralimpíadas estão trazendo para o nosso país, esse é um bom momento para começar ou experimentar uma nova modalidade esportiva, retomar seus treinos e organizar a dieta. Afinal, alimentação equilibrada e prática esportiva regulares são fundamentais para manutenção da saúde, redução do estresse, prevenção de doenças, gerenciamento do peso e melhora da performance esportiva.

Independentemente se você é um atleta de elite ou amador, na elaboração do programa alimentar é importante levar em conta as necessidades energéticas básicas para manter as atividades do dia a dia; a modalidade esportiva tipo, frequência, intensidade, duração do treinamento, os hábitos alimentares e a história clínica. 

Estudos apontam que atletas de alto rendimento muitas vezes não atendem às demandas nutricionais devido à dificuldade em organizar a alimentação e a alta carga energética, além de conciliar o ritmo de vida agitada, treinos, deslocamentos e a vida pessoal.

Atletas amadores e praticantes regulares de exercício físico também precisam de cuidado nutricional e atenção para conciliar saúde, família, treinos, trabalho e descanso. Portanto, é fundamental:

Planejamento e organização da dieta


- Planejar a compra e a preparação dos alimentos.
- Elaborar lista de compras para evitar desperdício ou consumo excessivo dos alimentos
- Fazer o “controle do ambiente”, evitando ter alimentos de alta densidade calórica, que promovam descontrole ou compulsão alimentar. Não mantenha estoque de guloseimas em casa.
- Após excessos em grandes festividades como Olimpíada, natal e carnaval, retome a organização alimentar sem alta restrição ou procura por dietas milagrosas. Nenhum alimento isoladamente é capaz de “salvar a humanidade”. A variedade alimentar é fundamental para alcançar as necessidades nutricionais.
- Dietas restritivas podem causar carência nutricional, efeito rebote de compulsão alimentar e riscos à saúde. 
- Pratique a “moderação” e o “equilíbrio” para se alimentar e fazer exercício físico, prevenindo over training e riscos à saúde.

Mulher comendo barra de cereal euatleta (Foto: Getty Images)
O programa alimentar deve ser elaborado 
de acordo com o objetivo a ser alcançado: 
melhora na composição corporal, perda de 
peso, aumento da performance esportiva 
(velocidade, força, potência...)

Manter o gerenciamento de peso


É preciso adequar à ingestão energética, de macro e micronutrientes, qualidade e quantidade de alimentos de acordo com a prática esportiva. Atletas amadores tendem a superestimar o gasto energético e o que comem, podendo apresentar dificuldade em manter peso saudável mesmo praticando exercício físico regularmente.

Treinos e programa alimentar devem estar “alinhados”
- O programa alimentar deve ser elaborado de acordo com o objetivo a ser alcançado: melhora na composição corporal, perda de peso, aumento da performance esportiva (velocidade, força, potência...)

- Estratégias nutricionais devem ser programadas de acordo com a modalidade esportiva, fase de treinamento e estilo de vida. Para cada tipo de prova (exemplo na corrida: asfalto, trail, areia...) e diferentes distâncias existem estratégias específicas. Não existe “receita de bolo”, não é igual para todo indivíduo mesmo praticando a mesma modalidade.


Uso de recursos ergogênicos nutricionais (suplementos)
- Atletas amadores podem ter a indicação do uso de suplementos, entretanto a base sempre será o alimento. Os suplementos devem ser utilizados como coadjuvantes da dieta para complementar as necessidades nutricionais que não são atingidas, para utilizar determinado nutriente isolado (ex: reposição de carboidratos, proteínas e aminoácidos), para facilitar a reposição dos nutrientes e acelerar a recuperação muscular.

- A indicação do suplemento deve ser feita por seu nutricionista ou médico. Deve ser comprado exatamente o que foi prescrito. São muitas opções nas lojas de suplementos, entretanto poucos suplementos tem eficácia ou são indicados exatamente para você. Antes de trocar de marca ou produto prescrito, consulte o profissional que prescreveu. 

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com
EuAtleta Cristiane Perroni Nutricao Especialista (Foto: EuAtleta)

CRISTIANE PERRONI
Nutricionista formada pela UFRJ e pós-graduada em obesidade e emagrecimento. Tem especialização em nutrição clínica pela UFF, especialização em nutrição esportiva pela Universidade Estácio de Sá e trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição


Fonte:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2016/08/aprenda-conciliar-alimentacao-e-exercicio-para-deixar-treino-potente.html

euatleta coluna nutrição treino x alimentação (Foto: Getty Images)

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …