Pular para o conteúdo principal

QUAL A DIFERENÇA ENTRE OVOS CAIPIRAS,ORGÂNICOS E DE GRANJA - OVO BRANCO OU VERMELHO,QUAL O MAIS NUTRITIVO

Diferença entre ovos caipiras, orgânicos e de granja


Lá vai você para o supermercado com o seu último discurso saudável: “só como ovo caipira” (já fez isso ou ainda não chegou a sua hora?).

Aí você chega lá, pega sua caixinha de ovos vermelhos super se achando da roça, crente crente que come ovo caipira.
Vou te contar um segredo: pra começar, não há diferença nutricional entre ovos de casca branca e os de casca vermelha (que na verdade é muito mais para marrom do que vermelha, mas chamam assim). Menos ainda pode-se dizer que os ovos vermelhos são ovos caipiras.
Vamos esclarecer tudo isso para você comprar exatamente o que deseja?

Ovos brancos e ovos vermelhos (marrons)

cor da casca do ovo tem relação apenas com a genética da raça da galinha que o botou.
Basicamente, galinhas de penas brancas botam ovos brancos e galinhas de penas vermelhas botam ovos vermelhos (marrons, na verdade). Até aqui não há nenhuma diferença entre os valores nutricionais dos ovos.

Ovos de granja

Ovos de “granja” não são ovos de galinhas criadas soltas na granja como parece. Esse tipo de ovo é produzido num esquema de produção industrial, em que as galinhas ficam confinadas e comem sem parar, sem sequer se mexer dentro da gaiola e tendo como único objetivo colocar ovos. E muitos ovos!
Essas galinhas têm seus bicos cortados (debicagem) para aumentar a produtividade, basicamente. Com essa prática, evita-se, por exemplo, que a ave escolha a ração (que dó!!) e desperdice alimento; que os ovos sejam bicados e portanto perdidos e que haja canibalismo entre elas. Tudo isso se resume em garantia de produtividade, como eu falei.
Desse tipo de criação, é que vêm os ovos enriquecidos, vitaminados e light (que inclusive são variedades questionadas por muitos nutricionistas). Eles são resultado de uma alimentação diferenciada das aves e nada têm a ver com o bem-estar das bichinhas.

Ovos caipiras

Ovos caipiras também são chamados de “ovos tipo colonial” e “ovos de capoeira“.
Pela legislação, as galinhas que produzem esses ovos devem ser criadas fora de gaiolas, ciscando livremente. Elas põem os ovos em ninhos cobertos, bem mais saudável do que naquelas gaiolas apertadas, né?
A alimentação nessas criações é toda de origem vegetal e sem pigmentação (que é usada na ração para dar uma cor mais amarelona à gema, artificialmente). Os animais não podem tomar remédios que estimulem o crescimento e nem antibióticos.
Bem, pelas condições em que as galinhas são criadas, no maior estilo “caipira”, nem hesito em preferir esses ovos aos de granja.

Ovos Orgânicos

Meus preferidos.
Ovos orgânicos são produzidos por galinhas que recebem uma alimentação 100% orgânica, ou seja, sem agrotóxicos e fertilizantes químicos. Não é permitido também usar remédios para crescimento e nem antibióticos. Com essas restrições, o ovo orgânico não vem com qualquer resíduo químico.
As galinhas são criadas em condições que prezam seu bem-estar e seu comportamento natural, bem ecologicamente correto. Por exemplo, é proibida a prática da debicagem e do confinamento em gaiolas. 🙂 Estudos dizem que galinhas criadas assim, soltas, põem ovos com cerca de 4 vezes mais vitamina A do que os de granja.
Para chamar seus ovos de “orgânicos”, o produtor precisa receber um certificado emitido por uma certificadora terceirizada, que segue parâmetros ditados pelo Ministério da Agricultura.
Por motivos óbvios, esses ovos são mais caros. E não vale a pena?
Fonte:http://socorronacozinha.com.br/diferenca-ovo-caipira-organico-granja/

MITOS

Ovo branco ou vermelho: qual o mais nutritivo?

Ovos têm alto valor biológico, contém vitaminas A, D, E, K e do complexo B (B1, B3 e B12), além de serem fonte de cálcio, ferro, zinco e manganês. Comparados a outras fontes de proteína animal, também têm poucas calorias, cerca de 75 por unidade. 

Estudos recentes apontam que sua ingestão não afeta de maneira negativa as concentrações sanguíneas de colesterol total e LDL (colesterol ruim). Uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Harvard mostrou que, para a maioria das pessoas, o colesterol presente em alimentos tem efeito mínimo nos níveis de colesterol no sangue. Pessoas sem restrições alimentares podem comer até sete ovos por semana. Entretanto, para quem está com os próprios níveis de colesterol elevado, a indicação é consumir no máximo três por semana. Uma boa dica também é consumir mais claras do que gemas. 

Esclarecidos estes pontos, ainda resta um que causa dúvida em muita gente: qual ovo é mais nutritivo, o branco ou o vermelho? Pois saiba que do ponto de vista nutricional, não há diferenças significativas entre os dois tipos de ovos. "Além da recente discussão na mídia sobre os hormônios em frangos, o que não passa de um mito, outra informação equivocada que circula por aí é sobre a qualidade dos ovos vermelhos", afirma o consultor agroeconômico Carlos Cogo.

Reprodução
Reprodução


Segundo o especialista, o mito de que um tipo de ovo é mais nutritivo do que o outro foi criado pelos próprios consumidores. "Primeiro: eles não são sinônimo de ovo caipira. São apenas ovos de uma linhagem de galinhas que botam na cor vermelha. Por isso, existem ovos caipiras de casca branca e ovos de granja de casca vermelha. A cor da casca do ovo está relacionada à genética. Diferentes linhagens de galinha podem botar ovos com casca de diferentes cores. Tampouco a cor da gema é indicativo de qualidade", explica. 

"Galinhas com uma alimentação mais variada, como as criadas soltas, com acesso a gramíneas e insetos, têm acesso a pigmentos em maior quantidade e variação. E como a galinha caipira bota menos ovos que a de granja, ocorre maior acúmulo desses pigmentos na gema, deixando-os mais avermelhados. Mas é possível obter ovos de granja com gemas bem vermelhas: basta acrescentar esses pigmentos na ração das galinhas, caso do urucum, por exemplo", justifica o consultor. 

O especialista lembra ainda que tamanho também não é documento. "Há ovos de granja tão pequenos quanto os caipira – geralmente, são pasteurizados e vendidos em galões. As poedeiras, ou galinhas de postura, são geneticamente selecionadas, para não ficar chocas e diminuir a produção. Quanto mais nova, menor o ovo que ela bota e, à medida que fica mais velha, o ovo fica maior, até atingir o peso necessário, melhor aceito pelos consumidores, para a comercialização", relata. (Com informações do Agrolink e Lucília Diniz))
Fonte:http://www.bonde.com.br/saude/nutricao/ovo-branco-ou-vermelho-qual-o-mais-nutritivo--377254.html

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …