Pular para o conteúdo principal

CURCUMA LONGA - AÇAFRÃO-DA-TERRA,CONHEÇA SEUS BENEFÍCIOS TERAPÊUTICOS E CONTRA-INDICAÇÕES

Açafrão


Açafrão-da-terra


Resumo

Planta medicinal com forte efeito antioxidante, tendo uma ação preventiva contra o câncer, pode ser encontrada em pó ou em cápsulas.
Nomes
Nome em português: açafrão-da-terra, açafrão-da Índia, curcuma
Nome binomial: Curcuma aromatica, Curcuma longa
Nome francês: Curcuma, safran des Indes
Nome inglês: curcuma
Nome alemão: Curcuma
Família
Zingiberaceae (Zingiberáceas)
Constituintes
Óleo essencial, curcumina
Partes utilizadas
Rizoma seco
Propriedades
Antioxidante, antiinflamatório, amargo, anticoagulante, colerético
Indicações
– Na prevenção do câncer, ação antioxidante da curcumina (um composto do curcuma).
– Contra os reumatismos, graças à sua forte ação antiinflamatória, contra a artrose
– Contra o excesso de colesterol
– Contra a acidez gástrica, a síndrome do cólon irritavél, a “crise de fígado”, doença de Crohn
– Em dermatologia, para aplicação local (por ex.: em forma de cataplasma), o açafrão pode ajudar no tratamento da psoríase e eczema.
Açafrão-da-terra
Efeitos secundários
Distúrbios gástricos (em alta dose)
Contra-indicações
Afecções gastro-intestinais, como oclusão das vias biliares, cálculos biliares
Interações do açafrão-da-terra
Desconhecemos
Preparações
– Pó de açafrão-da-terra, para consumir diretamente em uso interno (por ex: contra a gastrite) ou para uso externo, em forma de cataplasma.
– Cápsula de açafrão-da-terra
Em geral, deve-se consumir entre 2 e 3 gramas de cúrcuma por dia, equivalendo à ingestão de 60 a 100 mg de curcumina.
– Decocção de açafrão-da-terra
– Tintura de açafrão-da-terra
Onde cresce o açafrão-da-terra?
O açafrão é originário da Ásia e cresce principalmente na região da Índia e do sudeste da Ásia. Para se desenvolver, o açafrão-da-terra precisa de um clima quente e úmido.
Observações
– O açafrão-da-terra é uma planta clássica das medicinas asiáticas (indiana ou chinesa), mas nos últimos anos  fez uma aparição midiática  no ocidente, devido à sua ação antioxidante na prevenção do câncer.
– O açafrão-da-terra é naturalmente utilizado na cozinha indiana e serve para dar uma coloração amarelada aos pratos, no entanto, atualmente ele é mais utilizado como especiaria.
– Para aumentar a absorção da curcumina encontrada no açafrão-da-terra, é aconselhável consumir ao mesmo tempo que a piperina, encontrada na pimenta-do-reino.
– Você deve saber que a curcumina é um importante antioxidante (contra o câncer) e anti-inflamatório do açafrão. Os consumidores podem ser induzidos a comprar para a culinária, o pó com uma taxa de 3/4 gramas por colher de chá, tituladas a 5/6% de curcumina, neste caso as pessoas podem não sentir os benefícios exceto sobre a digestão. Na verdade, para obter um efeito anti-inflamatório a dose da curcumina deve ser extremamente elevada. Pergunte ao seu farmacêutico para mais informações.
– Na artrose, é aconselhável o consumo de cápsulas de 500mg de açafrão-da-terra (cúrcuma) 2 vezes por dia. Recomenda-se também tomar 4 gramas de óleo de peixe por dia.
– A Índia e a China são os dois principais produtores de cúrcuma (açafrão-da-terra).
Foto do açafrão-da-terra

Fonte:https://www.criasaude.com.br/N3319/fitoterapia/acafrao-da-terra.html



Cúrcuma ou Açafrão – Nutrientes, Benefícios e Contra-indicações


Gengibre dourado, cúrcuma ou açafrão da terra, é assim que é conhecido o rizoma amarelo ouro que encontramos substâncias poderosas e benéficas à saúde. De origem asiática, a especiaria não deve ser confundida com o açafrão, outra especiaria caríssima, retirada do pistilo das flores de crocus sativus, usada na paella entre outras receitas.
rizoma-da-curucuma-ou-acafrao-da-terraO açafrão da terra ou cúrcuma tem sabor levemente amargo, dá cor e sabor no arroz, no frango e em outros pratos e é rico em substâncias antioxidante, antiinflamatórias e foi considerado um ótimo aliado da saúde humana. Suas folhas podem ser usadas na culinária como aromatizante e sua linda flor branca causa admiração pela beleza. Quando as folhas da cúrcuma amarelam, é sinal que está na hora de colher os rizomas dourados, que são desidratados e usado em forma de pó na culinária. Depois, tudo recomeça….

Benefícios da cúrcuma

A curcumina é uma substância encontrada na cúrcuma, que tem efeitos benéficos à saúde, entre eles sua ação antioxidante e inflamatória, além de seu poder contra o mosquito da dengue.
O tempero vindo da Índia se aclimatou bem no Brasil e a curcumina, o corante amarelo do rizoma de onde é feito o pó amarelo intenso é uma das substâncias com poder terapêutico.
curcuma
Pesquisas feitas nos laboratórios da UFG mostram grandes variedades de benefícios do açafrão da terra como antiinflamatório, cicatrizante, combate as células de melanoma, um câncer de pele muito agressivo e grave, afirma Marcella Carneiro bióloga da UFG. A curcumina aniquila o tumor e impede o crescimento das células cancerígenas.
Pesquisas da Esalq, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, campus da Universidade de São Paulo USP em Piracicaba mostrou que a cúrcuma tem ação antidepressiva e antioxidante.
A cúrcuma tem Vitaminas C, do complexo B, ferro, potássio e fósforo. Ela atua contra os efeitos cancerígenos da poluição, ele ajuda eliminar as toxinas e substâncias químicas que inalamos, é um aliado da população da grande metrópole, que sofre com a grande quantidade de poluentes no ar.
A cúrcuma tem ação anti-séptica, ajuda clarear os dentes e favorece cicatrização.
Combate os radicais livres, o que previne o envelhecimento precoce.
Na prevenção do câncer, o açafrão da terra é indicado.
Ajuda emagrecer por acelerar o metabolismo.
Age no controle da glicemia no sangue. A cúrcuma previne ainda as complicações da diabetes. Combate a hipertensão. Melhora a digestão, ajuda controlar o colesterol e o triglicerídeos.
Melhora a resistência a doenças por ser ótimo para aumentar a imunidade. Evita a trombose e artérias e veias entupidas.
Ingrediente de cosméticos, do rizoma dourado é retirado o óleo-resina e colocado em cosméticos. Em remédios caseiros para a pele o açafrão da terra é indicado. Ela combate acne, manchas, cicatrizes da pele, ajuda controlar a oleosidade e limpa a pele de bactérias e impurezas.
O pó de cúrcuma ajuda clarear estrias, marcas de queimaduras, cicatrização de alergias, ferimentos, psoríase e erupções da pele.
O açafrão da terra tem ação detox nos órgãos como o fígado. A cúrcuma diminui a formação da gordura subcutânea e visceral pela sua ação antiadipogênica, termogênica e antiinflamatória.
Melhora a digestão, ajuda controlar o colesterol e o triglicerídeos.
Uma dica é mistura o açafrão da terra com pimenta do reino, o que aumenta muito seu efeito benéfico.
Fonte:http://essaseoutras.xpg.uol.com.br/curcuma-ou-acafrao-nutrientes-beneficios-e-contra-indicacoes/

Cúrcuma: O Que é, Benefícios, Efeitos Colaterais e Como Tomar


A cúrcuma ou açafrão é o tempero que dá ao Curry, famosa especiaria indiana, a cor amarela, o aroma e o sabor característicos. Ela é usada na Índia e por diversas tribos indígenas há milhares de anos como especiaria e também como erva medicinal. Nos Estados Unidos a cúrcuma é usada no preparo dos tradicionais molhos de mostarda.

Pesquisas recentes reafirmaram o que os antigos já sabiam: a cúrcuma realmente contêm substâncias com propriedades medicinais. São compostos chamados curcuminóides, o mais importante dos quais é a curcumina.
A curcumina é o principal ingrediente ativo do açafrão. Ela possui efeitos anti-inflamatórios potentes e é um antioxidante muito eficiente.

O que é a cúrcuma?

A cúrcuma (Curcuma Longa) é uma planta herbácea rizomatosa da família do gengibre, e tanto a sua folhagem quanto a raiz são bastante parecidas, diferenciando-se basicamente pela coloração interna. Enquanto o gengibre tem uma coloração amarelo-clara, a cúrcuma é de um alaranjado profundo.
A cúrcuma ou açafrão tem um sabor caracteristicamente picante e amargo e uma fragrância suave que lembra laranja e gengibre.
O rizoma ou raiz da cúrcuma é muito utilizado como anti-inflamatório tanto na medicina chinesa quanto indiana e, por causa de sua cor amarelo alaranjada, tem também sido utilizada ao longo da história como condimento, corante têxtil e remédio.
A raiz pode ser consumida fresca ou na forma de extrato. Para se preparar o extrato, os rizomas do açafrão são fervidos e, em seguida, secos em forno quente. Após isso, são moídos e obtém-se o pó que é comumente usado como tempero culinário, para tingimento de fibras têxteis e corante de alimentos, ou como medicamento.
A cúrcuma é um poderoso anti-inflamatório muito efetivo para o tratamento de doenças inflamatórias como artrites, tendinites e machucados em geral. A planta também é um excelente purificador do sangue efetivo também no controle do colesterol. Os chineses a usam nos seus tratamentos medicinais há mais de quatro mil anos e seu consumo é bastante seguro.

A Curcumina

O principal ingrediente ativo do açafrão é a curcumina. Ela é um pigmento fenólico que tem um sabor ligeiramente amargo e picante e um cheiro bastante característico que lembra a mostarda.
É a curcumina que dá ao açafrão a propriedade anti-inflamatória e seu caráter preventivo em relação ao câncer.
Embora ainda estejam sendo feitos estudos a respeito dos efeitos da curcumina sobre o câncer, nota-se que em países como a Índia e o Sri Lanka, onde a cúrcuma é consumida diariamente a incidência de câncer de colo, útero, próstata e pulmões é muito mais baixa do que nos países que não têm o hábito de consumi-la.

Benefícios da curcumina – A melhor forma de se obtê-los e como toma-la

O açafrão pode ser facilmente adicionado à dieta. Seja na forma de pó (depois de cozido, seco e ralado), ralado cru como se faz com o gengibre, ou como suplemento na forma de cápsulas, extrato ou gotas.

A maioria dos estudos sobre o açafrão mostra que seus benefícios à saúde ocorrem quando se consome uma dosagem superior a um grama por dia intercalado com as refeições. No entanto, é muito difícil chegar a este nível de consumo usando-o apenas como tempero dos alimentos.
Para obter seus efeitos completos, é preciso tomar um extrato que contenha quantidades significativas de curcumina.
Para aumentar a absorção de curcumina nos intestinos é recomendado o consumo concomitante de pimenta do reino, gengibre ou azeite.
Pesquisas mostraram que o consumo diário de duas a três gramas de cúrcuma por um período de dois meses curou úlceras estomacais em até 75 por cento dos pacientes tratados.

Perfil Nutricional


cúrcuma é uma excelente fonte de ferro e manganês. É também uma boa fonte de vitamina B6, fibras e potássio. Veja todos os valores de referência na tabela a seguir:
Valores em porcentagem ideal para o consumo diário tendo como referência uma quantidade de duas colheres de chá de cúrcuma ralada.


Calorias totais: 16
Nutriente                   Porcentagem
Manganês17
Ferro10
Vitamina B65
Fibras4
Cobre3
Potássio3


8 principais benefícios da cúrcuma


A cúrcuma pode ser o suplemento nutricional mais eficaz existente. Muitos estudos de alta qualidade mostram que ela tem grandes benefícios para o corpo e cérebro. Veja os 10 principais benefícios para a saúde atribuídos a ela.

1- A curcumina é um composto anti-inflamatório natural

A curcumina é um potente anti-inflamatório e, ao contrário da maior parte dos medicamentos usados para tratar inflamações, a ingestão do açafrão não provoca úlceras ou leva ao risco de hemorragias internas. Pelo contrário, ela ajuda a proteger os órgãos do sistema digestivo.
A curcumina age em vários estágios do processo inflamatório, mas sua eficácia está no fato de se tratar de uma substância bioativa, que combate a inflamação em nível molecular. Estudos já mostraram que a curcumina pode ser comparada com os fármacos tradicionais usados como anti-inflamatórios, porém, sem os efeitos colaterais que os medicamentos provocam.
A revista americana Oncogene publicou os resultados de um estudo comparativo entre vários compostos anti-inflamatórios e descobriu que a aspirina e o ibuprofeno são menos eficazes que a curcumina, o que a coloca entre os compostos anti-inflamatórios mais eficazes do mundo.
Algumas pesquisas mostram que a curcumina pode aliviar os sintomas de uveíte – inflamação intraocular. Outra pesquisa mostrou que tomar açafrão diariamente durante vários meses pode melhorar a função dos rins em pacientes com inflamação nestes órgãos.
Pesquisadores ainda ressaltam que algumas doenças fatais como câncer, colite ulcerosa, artrite, níveis elevados de colesterol e dor crónica podem ser resultado de inflamações.

2- Cúrcuma aumenta drasticamente a capacidade antioxidante do organismo

Acredita-se que a oxidação das células e tecidos é um dos mecanismos que leva ao envelhecimento e ao desenvolvimento de muitas doenças. A oxidação no organismo seria causada por radicais livres, moléculas que tendem a reagir com substâncias orgânicas importantes, tais como ácidos graxos e proteínas.


A curcumina é um potente antioxidante da cúrcuma que pode neutralizar os radicais livres, devido à sua estrutura química. Além isso, a curcumina também aumenta a atividade de enzimas antioxidantes próprias do corpo. Dessa forma, a curcumina age duplamente contra os radicais livres primeiro bloqueando-os diretamente e, em seguida, estimulando os mecanismos antioxidantes do próprio organismo.

3- A curcumina reduz o risco de doença cardíaca

As doenças cardíacas são atualmente a maior causa de mortes no mundo. Estudos sugerem que a curcumina pode ajudar a prevenir o acúmulo de placas que podem obstruir as artérias e levar a ataques cardíacos e derrames. Ela funciona porque seu princípio ativo pode ser capaz de impedir a oxidação do colesterol no organismo. Sabe-se que o colesterol oxidado é o que danifica os vasos sanguíneos e acumula-se levando a ataques cardíacos e acidentes vasculares no cérebro.
Além disso, a cúrcuma é uma boa fonte de vitamina B6, necessária para manter os níveis de um aminoácido chamado homocisteína. Altos níveis de homocisteína são considerados um fator de risco significativo para danos nos vasos sanguíneos, aterosclerose e doenças cardíacas. Já uma ingestão elevada de vitamina B6 está associada com um risco reduzido de doenças do coração.

4- Diminui os níveis de colesterol no organismo

Pesquisas revelam que as moléculas de curcumina funcionam como mensageiras que se comunicam com genes das células do fígado, direcionando-as para aumentar a produção de proteínas que criam receptores para o LDL (mau colesterol). Com mais receptores de LDL, as células do fígado são capazes de eliminar uma maior quantidade de colesterol do organismo do que naturalmente faria.

5- A curcumina melhora a função cerebral e diminui o risco de mal de Alzheimer

Os neurônios são células capazes de se dividir, se multiplicar e formar novas ligações ao longo de toda a nossa vida. Um dos principais fatores deste processo é fator neurotrófico (ou BDNF – Brain-Derived Neurotrophic Factor), um tipo de hormônio de crescimento que funciona no cérebro. Muitos distúrbios cerebrais comuns têm sido associados à diminuição dos níveis deste hormônio. Isto inclui a depressão e a doença de Alzheimer.

Curiosamente, a curcumina pode aumentar os níveis cerebrais de BDNF e com isso, retardar ou até mesmo reverter a diminuição de funções cerebrais relacionadas à idade e prevenir doenças cerebrais.
Um número grande de estudos tem sugerido que a curcumina também protege contra a doença de Alzheimer diretamente. Ela age acionando um gene responsável pela produção de proteínas antioxidantes no cérebro. Um estudo publicado no Jornal italiano de Bioquímica em 2003 detalhou o papel da curcumina na indução de um sistema de proteção de tecido cerebral. De acordo com esta pesquisa, quando tal sistema é acionado ele induz a produção de um potente antioxidante, que protege o cérebro contra lesões oxidativas causadas por radicais livres. A oxidação é tida como um fator importante no envelhecimento e responsável por doenças neurodegenerativas incluindo demências como a doença de Alzheimer.

6- Cúrcuma pode ajudar a prevenir e até mesmo tratar alguns tipos de câncer

O câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento descontrolado de grupos de células no organismo. Pesquisadores afirmam que a ingestão de cúrcuma pode interferir bloqueando o crescimento, o desenvolvimento e a propagação do câncer em nível molecular nas células.
Acredita-se que as funções antioxidantes da curcumina agiriam protegendo as células do cólon, da próstata, da mama, da pele, entre outros órgãos, dos radicais livres que podem danificar o DNA celular. No caso destes órgãos, a renovação celular é bastante rápida, o que os torna mais sensíveis à ocorrência de câncer. Isto se explica porque há uma replicação celular frequente e com isso a possibilidade de mutações no DNA também aumenta e pode resultar na formação de células cancerosas.

Um estudo americano de 2007 combinou a curcumina com a quimioterapia para o tratamento de câncer de intestino em células de um laboratório. Os resultados mostraram que o tratamento combinado matou mais células cancerosas do que a quimioterapia sozinha.
A curcumina também ajuda o corpo a destruir as células cancerosas que já sofreram mutação evitando que se espalhem através do corpo na forma de metástase. Esta ação se dá através do reforço da função hepática e da inibição da síntese de uma proteína que colabora na formação de tumores fornecendo sangue adicional necessário para o crescimento das células destes.
Novos estudos ainda estão sendo desenvolvidos para provar que doses elevadas de curcumina podem ajudar a tratar o câncer em seres humanos, no entanto, há evidências de que sua ingestão pode ajudar a prevenir a ocorrência do câncer especialmente do sistema digestivo. Num estudo com 44 homens com lesões no cólon que, por vezes, se tornam cancerosas, foram dadas quatro gramas de curcumina por dia, durante 30 dias. Observou-se uma redução de 40% do número de lesões nos pacientes.

7- Pacientes com artrite respondem muito bem à suplementação com curcumina

A artrite é um problema comum nos países ocidentais. Existem vários tipos diferentes, mas a maioria envolve algum tipo de inflamação nas articulações. Dado que a curcumina é um potente anti-inflamatório e age também contra a dor, ela poderia ajudar no tratamento contra a artrite.
Também pela sua ação antioxidante, a curcumina é capaz de neutralizar os radicais livres, substâncias químicas que podem viajar através do corpo e causar grandes danos às células saudáveis ​​e suas membranas celulares. Isto é importante em doenças como a artrite, onde os radicais livres são responsáveis ​​pela inflamação das articulações que geralmente causa dor e danos em sua estrutura. Por este motivo, pessoas com doenças nas articulações encontrar alívio quando usam o tempero regularmente.

Em um estudo recente entre pacientes com artrite reumatoide, compararam a curcumina com fenilbutazona e perceberam que as pessoas que receberam curcumina tiveram melhorias mais significativas em relação à rigidez matinal e a capacidade de caminhar, além de diminuição do inchaço das articulações.

8- Age na prevenção ao diabetes

Estudos preliminares sugerem que tomar açafrão diariamente pode ser essencial para a redução de açúcar no sangue e para reverter a resistência à insulina.
Em 2009, a revista Biochemistry and Biophysical Research Communications, especializadas em pesquisas biológicas, publicou um estudo sobre como a suplementação com cúrcuma pode ajudar a inverter o diabetes.
O estudo descobriu que a curcumina no açafrão é literalmente 400 vezes mais potente do que a metformina, uma droga usada comumente para melhorar a sensibilidade à insulina e ajudar a reverter o diabetes tipo dois.
Além de prevenir as causas da diabetes, a curcumina também tem provado ajudar a reverter muitas das questões relacionadas com a resistência à insulina e a hiperglicemia. Um exemplo a ser citado é o caso da retinopatia (doença da retina), uma das complicações mais comuns do diabetes onde vasos sanguíneos danificados causam cegueira. Um estudo descobriu que a suplementação com curcumina pode retardar essa complicação horrível do diabetes por causa de suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Como tomar? Ideias para servir a cúrcuma no dia a dia

– Adicione cúrcuma ao ovo cozido da salada para dar-lhe uma cor amarela mais apetitosa;
– Misture o arroz integral com passas e castanha de caju e tempere com açafrão, cominho e coentro;
– Adicione a especiaria diretamente à couve-flor cozida no vapor, ou ainda faça um molho cremoso para acompanha-la adicionando açafrão e cebola seca a um pouco maionese, sal e pimenta.
– Cúrcuma é um ótimo tempero para incrementar as receitas que levam lentilhas.
– Dê aos molhos para salada um tom amarelo-alaranjado, adicionando um pouco de pó de açafrão a eles.

Efeitos colaterais da cúrcuma e segurança do consumo

Cúrcuma não é um alimento que comumente cause alergias e não é conhecido por conter quantidades mensuráveis ​​de purinas ou oxalatos, no entanto algumas pessoas relataram reações alérgicas à cúrcuma, especialmente após a exposição da pele ao sol. Nestes casos foram relatadas suaves erupções cutâneas acompanhadas de coceira.
Há registros de reações adversas em pessoas que consumiram doses elevadas de açafrão. Nestes casos foram observadas as seguintes reações:
  • Náusea
  • Diarreia
  • Retardo na coagulação do sangue
  • Função hepática aumentada
  • Contrações da vesícula biliar
  • Hipotensão (pressão arterial baixa)
  • Contrações uterinas em mulheres grávidas
  • Aumento do fluxo menstrual
  • Diminuição drástica do nível glicêmico em diabéticos
  • Dores no estômago
  • Diminuição na absorção de ferro
Pessoas que tomam certos medicamentos também devem ter cuidado ao ingerir cúrcuma ou usar suplementos que a contenham. Seu princípio ativo pode interferir na ação de anticoagulantes como a aspirina e na absorção de medicamentos não esteroides, anti-inflamatórios e outros suplementos que estejam sendo tomados.
Referências adicionais:
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/curcuma-o-que-e-beneficios-efeitos-colaterais-e-como-tomar/#YYfITzUcbkmBYT7s.99


10 Benefícios do Açafrão – Para Que Serve e Propriedades

O açafrão, especiaria consumida mundialmente, é também uma fonte rica em nutrientes benéficos para o corpo e cérebro. Para que serve esse ingrediente? Ele costuma ser utilizado para aliviar sintomas de diversos problemas de saúde, como a asma, coqueluche, insônia, câncer, aterosclerose, depressão e doença de Alzheimer. Também é consumido pelas mulheres para suavizar o desconforto menstrual e os sintomas da TPM, uma vez que reduz o nível de cortisol e o estresse e aumenta o nível de estrogênio. Já os homens podem ingerir para prevenir a ejaculação precoce e infertilidade.


Além de conter alfa e betacaroteno, dois potentes antioxidantes naturais, o açafrão possui ainda o alfa-crocin, carotenoide responsável pela coloração dourada da especiaria, que protege as células nervosas e promove a regeneração dos nervos.
Entre os diversos benefícios do açafrão estão sua ação antisséptica, digestiva, anti-inflamatória, antioxidante, antidepressiva e anticancerígena, atuando principalmente na prevenção. É ainda uma grande fonte de minerais e rico em Vitamina A, ácido fólico, riboflavina e Vitamina C, essenciais para uma boa saúde.

Benefícios do Açafrão

Conheça abaixo para que serve o açafrão e sua propriedades.

1. Perda de peso

A perda de peso está entre os principais benefícios do açafrão, uma vez que possui habilidade de aumentar a serotonina no cérebro, hormônio que tem influência direta em nosso apetite. Uma descoberta mostrou que ao ingerir o açafrão, as pessoas sentiam menos fome. A própria influência do extrato em problemas emocionais tem seu reflexo no maior bem estar, o que consequentemente alivia a vontade de comer, que geralmente está ligada a algum descontrole emocional.

2. Ossos e massa muscular

O açafrão também ajuda a desenvolver ossos saudáveis e fortes e um bom tônus muscular, como resultado de seu alto nível de magnésio, que aumenta a absorção de cálcio nos ossos e assegura o bom funcionamento dos músculos e do coração.


3. Antidepressivo

Como já vimos, uma das propriedades do açafrão é ajudar na produção de serotonina, que ajuda a elevar o humor. Isso ajuda a levar o sangue para o cérebro e na redução da depressão e apreensão, melhorando o humor. É comprovado que o extrato proporciona a sensação de bem-estar.

4. Antioxidante

Os danos oxidativos estão associados ao envelhecimento e a várias doenças. Envolvem radicais livres, moléculas altamente reativas com elétrons desemparelhados. Os antioxidantes do açafrão protegem o organismo dos radicais livres e seus danos, neutralizando-os graças à sua estrutura química, e ainda estimula os mecanismos antioxidantes do próprio organismo.


Os carotenoides encontrados no açafrão ajudam na proteção dos olhos. Eles atuam contra doenças como a degeneração macular e catarata. Além disso, também ajudam na proteção dos raios solares nocivos e na regulação do ácido graxo das membranas celulares, tornando os olhos fortes e com uma proteção maior.

6. Para o Coração

As propriedades do açafrão antioxidantes ajudam na redução do colesterol e triglicérides no organismo, evitando problemas circulatórios. Também ajuda a bombear de oxigênio, tornando o sistema circulatório mais eficiente.

7. Na prevenção do câncer

Os carotenoides do açafrão, crocin e safranal, possuem propriedades que podem ajudar a inibir o crescimento de tumores no organismo. As substâncias mostraram serem benéficas na proteção contra os câncer de cólon, fígado e do ovário.

8. Para a memória

O açafrão auxilia na memória, através de seus ativos antioxidantes, crocin e crocetina, que ajudam a manter longe doenças como Alzheimer e Parkinson. O alimento também reduz os estresses celulares, protegendo o sistema nervoso central e melhora os processos de aprendizagem.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/10-beneficios-do-acafrao-para-que-serve-e-propriedades/#EVWCxZU7IlJUSlg4.99




Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …