Pular para o conteúdo principal

PESQUISAS MOSTRAM OS BENEFÍCIOS DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS



Pesquisas sobre benefícios das
bebidas alcoólicas

Beber vinho melhora o resultado da atividade física, comprovarem pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá. Altas doses de resveratrol, composto natural presente no vinho, melhorou o desempenho físico, a função do coração e a força muscular em testes em laboratório. O composto teve resultado similar à extensivos treinos aeróbicos. A ideia porém é fazer pílulas, para que elas simulem os benefícios dos exercícios para quem não pode fazê-los.

A beleza está em quanto você bebeu? Pode ser, mas não a beleza do outro, mas a sua própria. Um estudo publicado no jornal da Sociedade Britânica de Psicologia concluiu que quem acredita estar bebendo álcool se avalia como mais atraente, brilhante, original e engraçado do que realmente é. A pesquisa separou 86 homens franceses em quatro grupos: aqueles que beberam álcool achando que era álcool; os que beberam álcool, mas acharam que não; os que não beberam álcool, mas acharam que estavam bebendo um drink alcoólico; e aqueles que não beberam álcool e também não achavam que estavam. A surpresa vem aí: a auto-percepção foi melhor naqueles que pensaram estar ingerindo álcool e não nos que de fato beberam.

Beber álcool deixa as pessoas mais espertas, concluiu um estudo da Universidade de Illinois, em Chicago, nos EUA. Isso porque a substância melhora a resolução criativa de problemas, reduzindo a capacidade de concentrar a atenção em algo. Em outras palavras, o álcool diminui o que os cientistas chamam de capacidade de memória de trabalho. A psicóloga Jennifer Wiley explica que a memória de trabalho é a capacidade de lembrar de uma coisa, enquanto você está pensando em outra coisa. No passado, os cientistas descobriram que o aumento nesta capacidade melhora a resolução de problemas de análise, mas o mesmo não pode ser dito quando se trata de resolver problemas que requerem criatividade. Isso porque o álcool ajudou os participantes do estudo - que beberam vodka com suco de cranberry - a acessar idéias remotas, idéias que se formam por associação não por análise linear. Na verdade, o raciocínio linear pode manter as pessoas focadas em idéias que elas acham que são importantes, mas não são. Por exemplo, qual palavra vem a seguir? Azul, cottage, suíço. Se você disser "queijo" estará acessando suas ideias remotas.

O sabor da cerveja, mesmo sem qualquer efeito alcoólico, ativa o sistema de recompensas do cérebro e proporciona bem-estar. Neurologistas da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, pediram a 49 homens que escolhessem entre beber sua cerveja favorita e um isotônico, enquanto seus cérebros eram escaneados. Mesmo com uma quantidade irrisória de álcool ingerida, o sistema químico da dopamina, relacionado ao bem-estar e recompensas, foi ativado.

Mulheres casadas bebem mais álcool do que as solteiras ou viúvas. Se você pensou que elas bebem para aguentar o marido, você quase acertou. Na verdade, elas bebem mais para acompanhar os maridos. Estes, por sua vez são os que menos bebem comparados a solteiros e divorciados, também para acompanhar as esposas.

Casais que bebem álcool juntos são mais felizes, segundo pesquisa da Universidade de Otago, na Nova Zelândia. A pesquisa feita com mais de 1,5 mil casais mostrou que aqueles em que o dois bebiam mais ou menos a mesma quantidade e juntos eram mais felizes. As mulheres eram quatro vezes mais felizes se elas bebiam pelo menos uma vez por semana com seus parceiros; já os homens são três vezes mais satisfeitos com a relação.

O álcool pode estar diretamente ligado a acidentes, já que as pessoas perdem concentração e habilidades motoras e podem acabar fazendo "besteiras", mas o álcool no sangue também está associado a uma redução da mortalidade nos hospitais -- para aqueles que sobrevivem tempo suficiente para receber tratamento especializado. Para os pacientes que sofreram ferimentos penetrantes a associação é mais forte, segundo pesquisa da Universidade de Illinois publicada no jornal "Alcohol".

Já essa pesquisa é com vermes, mas talvez um dia se prove que também vale para humanos. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos EUA descobriram que pequenas doses de etanol dobra a expectativa de vida de um metazoário chamado "Caenorhabditis elegans": de 15 dias eles passaram a viver de 20 a 40 dias e ainda tinham uma aparência mais saudável.

Já para se curar de um fora, as moscas de frutas ensinam a lição: álcool. Machos da mosca drosófila consomem mais álcool quando rejeitados sexualmente pela parceira, indica estudo publicado pela revista Science.

Fonte:http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2013/05/28/

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …