Pular para o conteúdo principal

RECEITAS VIVAS - PROJETO SEMENTE N'ATIVA

Resultado de imagem para Receitas vivas - Projeto semente N'ativa
Receitas vivas - Projeto semente N'ativa

Resultado de imagem para Receitas vivas - Projeto semente N'ativa
Caros leitores,

Já comentei aqui no blog sobre o livro "Lugar de Médico é na cozinha" do colega Dr. Alberto Peribanez Gonzalez, médico e professor de Fisiologia Cardiovascular, Respiratória e Neurofisiológica do Curso de Medicina da Universidade Estácio de Sá. Coordenador do projeto científico Oficina de Alimentos Funcionais "Oficina da Semente" e do curso de extensão Bases Fisiológicas da Terapêutica Natural e Alimentação Viva, na Universidade Estácio de Sá. Autor de dezenas de trabalhos em pesquisa cirúrgica da microcirculação. Mestrado e Doutorado no Instituto de Pesquisa Cirúrgica de Munique, Alemanha.

O livro é bastante interessante para quem deseja ter uma nova visão sobre a alimentação vegetariana. Explica com  extensa base científica que a nossa saúde pode estar contida nos alimentos que colocamos no nosso prato. Também explica o porquê de se adotar uma dieta vegetariana ( e de preferência alimentação viva) ou com o mínimo possível de proteína animal. Ao longo do livro, Dr. Alberto aborda assuntos como germinação de alimentos, elaboração de leites vegetais e um pouco da sua prática na oficina por ele criada, denominada "Oficina da semente". Para maiores informações sobre a Oficina: http://www.oficinadasemente.com/

Dr. Alberto acabou sendo  o pioneiro num movimento que já existia no Brasil, porém não havia tanta divulgação. Pessoas como Adriano Caceres de Brasília - DF possui um projeto semelhante ao do Dr. Alberto e procura difundir as chamadas "Receitas vivas". 

Hoje, trago para meus leitores um material cedido pelo Adriano e espero que façam bom uso. Em breve, o mesmo será editado em livro editado.  Fica aqui meu agradecimento ao Adriano poder ceder um material tão valioso.

Grande abraço 


Dr. Frederico Lobo (CRM-GO 13192 - CRM-DF 18620) - Ambientalista, médico, clínico geral e utiliza das estratégias ortomoleculares na sua prática clínica.
http://www.drfredericolobo.com.br e http://www.ecologiamedica.net
E-mail: doutorfredericolobo@gmail.com
Twitter: http://www.twitter.com/ecologiamedica
GOIÂNIA:  IMEG - Instituto de Medicina de Goiás - Rua 10, nº 707, Setor Oeste - Goiânia - GO. Fones: (62) 4018-1155 / 3215-5788 (Secretária Ludmila).  




RECEITAS VIVAS – PROJETO SEMENTE N’ATIVA

CURSOS, APRESENTAÇÕES E CONSULTORIAS
Elaboração: Adriano Caceres
Contatos: (61) 8141-2299 / 3447-7649
adrianocaceres@yahoo.com.br


GERMINAÇÃO DAS SEMENTES

 Colocar as Sementes de trigo, linhaça, girassol, amendoim, gergelim, quinua, aveia, centeio, amaranto ou qualquer outra em recipiente de vidro e colocar água mineral ou outra água livre de contaminantes como cloro e flúor.

 Deixar de molho por 8 horas (durante a noite).

 Escoar a água e utilizar as sementes.

 Se quiser produzir brotos, manter as sementes úmidas por mais 16 horas ou até a raíz brotar em recipientes de vidro protegidos com paninhos circulares de voal amarrados com liga de borracha. Não tampar os vidros, a semente deve respirar.



FABRICAÇÃO DAS REDES DE COAR

 Comprar tecido de voal em qualquer loja de tecidos. Demarcar um círculo de aproximadamente 50cm de diâmetro, que ultrapasse o diâmetro da tigela de vidro que você dispõe.

 Cortar o pano com tesoura em formato circular.

 Queimar as bordas do círculo com isqueiro, para que não fique desfiando.

 Com um incenso aceso, fazer furinhos perto da extremidade do pano, distantes 2,5cm um do outro.

 Colocar o elástico passando pelos furinhos e depois amarrar as pontas com um nó.

 Para fazer os paninhos circulares de voal, que protegerão as sementes em germinação, basta cortar o tecido em formatos circulares menores, que consigam abraçar os recipientes de vidro. 

 Proteger os potes que contem as sementes com os paninhos, amarrados com elástico.

Obs.: Se não puder fabricar sua própia rede, as redes de coar podem ser compradas no Restaurante Bhumi (113 sul) ou no Restaurante Girassol (409 sul) ambos em Brasília-DF.


RECEITAS VIVAS:

SUCO DA LUZ DO SOL (VERDE) – LEITE DA TERRA

INGREDIENTES:

→ 3 maçãs fuji

→ ½ inhame pequeno sem casca

→ 1 cenoura

→ 1/2 abóbora pequena

→ 1 água de côco

→ Polpa de côco

→ Sementes germinadas de quinua, girassol, linhaça e gergelim (variar a acada dia)

→ Castanha do Pará hidratada

→ Amêndoas hidratadas

→ Folhas de couve, morango, cenoura, alface, acelga, amora, hortelã ou capim de trigo (variar a cada dia) 

Rendimento: aproximadamente 700mL

MODO DE FAZER:

Colocar as sementes de quinua, girassol, linhaça e/ou gergelim em recipiente de vidro com água durante 8 horas. Pela manhã, escoar a água, descartando-a.
Colocar uma água de côco no liquidificador. Abrir o côco, raspar a polpa e colocar no liquidificador. Colocar 3 maçãs, ½ inhames sem casca, 1 cenoura e ½ abóbora menina brasileira, todos cortados em pedaços pequenos. Utilizar um biosocador (cenoura ou pepino) para ajudar a socar a mistura em direção à hélice do liquidificador. 
Colocar a mistura para coar em pano de voal esticado numa tigela de vidro. Recolher o suco já coado e e colocar no liquidificador. Adicionar as sementes germinadas de girassol, quinua, gergelim preto ou branco. Bater e depois coar a mistura. Novamente, colocar o suco já coado no liquidificador. Por último, adicionar folhas de couve e/ou folhas de morango e/ou folhas de cenoura ou capim de trigo. Utilizar um biosocador (cenoura ou pepino) para ajudar a socar a mistura em direção à hélice do liquidificador. Deixar bater por mais de 2 minutos, até o suco ficar homogêneo. Coar novamente em pano de voal. 
Está pronto o suco da luz, que substitui um café da manhã, limpa e mineraliza o sangue, libera líquidos retidos no corpo, promove a revascularização de tecidos, melhora a circulação sanguínea e melhora a disposição. O suco da luz deve ser tomado diariamente em jejum, pela manhã.

Efeitos do suco da luz e da alimentação viva:

→ “limpeza intestinal”, traz bactérias benéficas para o intestino (lactobacilos);

→ limpeza do sangue, normalização da carga elétrica das hemácias, redução de prostaglandinas inflamatórias PG-2, diminuição da viscosidade sanguínea;

→ Neovascularização, melhoria da circulação sanguínea, estímulo à produção de células sanguíneas

→ Fortalecimento do sistema imunológico;

→ Desintoxicação do Terreno Biológico.

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.


SUCO DA LUZ DO SOL (ROXO)

INGREDIENTES:

→ 3 maçãs fuji;

→ 2 beterrabas;

→ 1 inhames pequeno sem casca;

→ 1 cenoura;

→ 1/2 abóbora pequena;

→ 1 água de côco;

→ Polpa de côco;

→ Sementes germinadas de quinua, girassol, linhaça e gergelim (variar a acada dia);

→ Castanha-do-Pará hidratada;

→ Amêndoas hidratadas;

→ Folhas de couve, morango, cenoura, beterraba, repolho roxo, alface, acelga, amora, radichio, hortelã ou capim de trigo (variar a cada dia). 

MODO DE FAZER:
Colocar as sementes de quinua, girassol, linhaça e/ou gergelim em recipiente de vidro com água durante 8 horas. Pela manhã, escoar a água, descartando-a.
Colocar uma água de côco no liquidificador. Abrir o côco, raspar a polpa e colocar no liquidificador. Colocar 3 maçãs, ½ inhames sem casca, 1 cenoura, ½ abóbora menina brasileira e as 2 beterrabas, todos cortados em pedaços pequenos. Utilizar um biosocador (cenoura ou pepino) para ajudar a socar a mistura em direção à hélice do liquidificador. 
Colocar a mistura para coar em pano de voal esticado numa tigela de vidro. Recolher o suco já coado e e colocar no liquidificador. Adicionar as sementes germinadas de girassol, quinua, gergelim preto ou branco. Bater e depois coar a mistura. Novamente, colocar o suco já coado no liquidificador. Por último, adicionar folhas de couve e/ou folhas de morango e/ou folhas de cenoura, folhas de beterraba ou capim de trigo. Utilizar um biosocador (cenoura ou pepino) para ajudar a socar a mistura em direção à hélice do liquidificador. Deixar bater por mais de 2 minutos, até o suco ficar homogêneo. Coar novamente em pano de voal. 
Está pronto o suco da luz, que substitui um café da manhã, limpa e mineraliza o sangue, libera líquidos retidos no corpo, promove a revascularização de tecidos, melhora a circulação sanguínea e melhora a disposição. O suco da luz deve ser tomado diariamente em jejum, pela manhã.


LEITE DE CASTANHA-DO-PARÁ E AMÊNDOAS

INGREDIENTES:

→ 2 águas de côco

→ Polpa dos côcos

→ 50g de Castanhas-do-Pará hidratadas

→ 40g de Amêndoas hidratadas

→ 50g Tâmaras hidratadas sem caroço ou uvas passa.


MODO DE FAZER:

Colocar as sementes de Castanha-do-Pará, Amêndoas e Tâmaras sem caroço para hidratar (deixar em recipientes de vidro separados durante 8 horas ou na noite anterior). Colocar uma ou duas águas de côco no liquidificador. Abrir o côco e raspar a polpa. Adicionar as sementes germinadas, a polpa do côco e as tâmaras hidratadas. Bater bem até a mistura ficar homogênea. Colocar a mistura para coar em pano de voal esticado numa tigela de vidro. Coar em 2 ou 3 etapas para facilitar a coagem. Rendimento: 800mL. O Leite de Castanha-do-Pará e amêndoas oxida em três dias, sendo recomendável conservar por até 2 dias em geladeira.

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.



LEITE DE CASTALIM e QUINUA

INGREDIENTES:

→ 2 águas de côco

→ Polpa dos côcos

→ 50g de Castanhas-do-Pará hidratadas

→ 40g de Amêndoas hidratadas

→ 50g Tâmaras hidratadas sem caroço

→ 30g de Gergelim branco com casca

→ 20g de quinua

Colocar as sementes de quinua, gergelim branco, castanha-do-Pará, amêndoas e tâmaras para germinar (deixar em recipientes de vidro separados durante 8 horas ou na noite anterior). Quantidades aproximadas: quinua – 30g, gergelim branco – 40g, castanha-do-Pará – 50g, amêndoas – 40g. Colocar uma ou duas águas de côco no liquidificador. Abrir o côco e raspar a polpa. Adicionar as sementes germinadas, a polpa do côco e as tâmaras hidratadas. Bater bem até a mistura ficar homogênea. Colocar a mistura para coar em pano de voal esticado numa tigela de vidro. Coar em 2 ou 3 etapas para facilitar a coagem. Rendimento: 800mL. O Leite de Castalim e quinua oxida rapidamente, durando apenas 1 dia em geladeira.

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.


MOUSSE DE AMORA (GELÉIA DE AMORA)

INGREDIENTES:

→ 50g de linhaça (hidratar em água por 8 horas)

→ 60g de tâmaras secas (hidratar em água por 2 horas)

→ uma porção de amoras frescas

→ polpa de côco verde

MODO DE PREPARO:

Bater em liquidificador e servir em tigelas com cobertura de castanha-do-Pará ralada ou servir como geléia para passar no pão.


SUCO DE AMORA (NÉCTAR DE AMORA) 

INGREDIENTES:

→ uma porção de amoras frescas

→ 2 águas de côco

→ polpa de côco

→ beterraba ou uvas (opcional)

MODO DE PREPARO:

Bater os ingredientes no liquidificador, e depois coar em um pano fino de voal. Servir gelado de preferência.



SUCO DE ACEROLA COM LARANJA (ACERANJA)

INGREDIENTES:

→ Uma porção de acerolas frescas;

→ Laranjas maduras (se possível orgânicas);

→ 1 águas de côco (opcional)

MODO DE FAZER:

Lavar bem todas as frutas. Espremer as laranjas com a ajuda de um espremedor, para obter o suco. Colocar o suco de laranja no liquidificador. Em seguida, adicionar as acerolas frescas. Para um suco ainda mais gostoso, coloque água de côco ao bater no liquidificador. Não coloque açúcar ou mel, o doce da laranja já deixa seu suco delicioso.


SUCO DE ABACAXI, LARANJA E MANGA (ABACARANGA)

INGREDIENTES:

→ Um abacaxi maduro;

→ Laranjas maduras (se possível orgânicas);

→ Uma manga madura;

→ 1 águas de côco (opcional)

MODO DE FAZER:
Espremer as laranjas com a ajuda de um espremedor, para obter o suco. Colocar o suco de laranja no liquidificador, sem as sementes. Em seguida, colocar o abacaxi descascado e cortado no liquidificador. Cortar a manga em fatias e colocar no liquidificador. Bater bem e coar em pano de voal. Passar da tigela para uma jarra de vidro. Para um suco ainda mais gostoso, coloque água de côco ao bater no liquidificador. Não coloque açúcar ou mel, o doce das frutas já deixa seu suco delicioso.

SUCO DE ABACAXI COM BETERRABA (ABACARRABA)

INGREDIENTES:

→ Um abacaxi maduro;

→ 1 beterraba grande ou duas médias;

→ 1 água de côco (opcional)

MODO DE FAZER:
Descascar e cortar o abacaxi, e colocar no liquidificador. Colocar a beterraba cortada em fatias. Adicionar uma água de côco. Coar no pano de voal. Passar da tigela para uma jarra de vidro. Servir gelado ou com gelo.



VITAMINA DE LEITE DE CASTANHA COM BANANA E MAMÃO

INGREDIENTES:

→ Leite de Castanha-do-Pará e amêndoas;

→ 1 banana nanica madura;

→ 1 mamão formosa maduro.

MODO DE FAZER:

Colocar o leite de castanhas no liquidificador. Adicionar as bananas e o mamão. Bater por 2 minutos. Não há necessidade de coar. Se tiver à disposição, coloque também uma atemóia ou pinha! Fica delicioso! 



MILK SHAKE DE MORANGO COM LEITE DE CASTANHA

INGREDIENTES:

→ Leite de Castanha-do-Pará e amêndoas;

→ uma porção de morangos orgânicos;

MODO DE FAZER:

Preparar o leite de castanha-do-Pará e amêndoas. Colocar o leite de castanha no liquidificador e adicionar os morangos (de preferência orgânicos). Se quiser, adicione mais polpa de côco, para ficar mais cremoso. Não há necessidade de coar. Se houver necessidade de adoçar mais, pode-se adicionar tâmaras ou uvas passas hidratadas. Recomenda-se não utilizar qualquer tipo de açúcar ou mel.


ACHOCOLATADO DE LEITE DE CASTANHA-DO-PARÁ E AMÊNDOAS

INGREDIENTES:

→ 2 águas de côco;

→ Polpa dos côcos;

→ 50g de Castanhas-do-Pará hidratadas;

→ 40g de Amêndoas hidratadas;

→ 50g Tâmaras hidratadas sem caroço;

→ Cacau em pó;

→ Mel (opcional).

MODO DE FAZER:

Colocar as sementes de Castanha-do-Pará, Amêndoas e Tâmaras sem caroço para hidratar (deixar em recipientes de vidro separados durante 8 horas ou na noite anterior). Colocar uma ou duas águas de côco no liquidificador. Abrir o côco e raspar a polpa. Adicionar as sementes germinadas, a polpa do côco e as tâmaras hidratadas. Adicionar o cacau em pó. Bater bem até a mistura ficar homogênea. Colocar a mistura para coar em pano de voal esticado numa tigela de vidro. Coar em 2 ou 3 etapas para facilitar a coagem. Rendimento: 800mL. Se quiser o achocolatado mais doce, adicione um pouco de mel ao bater no liquidificador. Se você já tiver feito o Leite de Castanha-do-Pará e amêndoas, basta acrescentar o cacau em pó e bater no liquidificador.


TORTA DE BANANA

INGREDIENTES:

→ Uma porção de amendoim germinado;

→ Uma porção de trigo germinado;

→ Azeite;

→ Sal marinho;

→ 4 bananas nanicas maduras;

→ 30g de semente de linhaça hidratada;

→ 50g Tâmaras hidratadas sem caroço;

→ Baunilha em fava;

→ Um limão galego;

→ Polpa de côco;

→ Água de côco;

→ 25g de Castanha-do-Pará;

→ 20g de amêndoas;

MODO DE FAZER:
Preaquecer o forno em temperatura baixa antes de começar a massa. 

Massa: Bater o amendoim germinado no multiprocessador ou liquidificador. Colocar em uma travessa de vidro. Em seguida, bater o trigo germinado e adicionar à massa. colocar um pouco de azeite e uma pitada de sal marinho. Misturar bem até que a massa fique bem homogênea. Estender na travessa de vidro. Desligar o forno e colocar a massa para desidratar. 

Recheio: Bater no liquidificador 4 bananas nanicas maduras, linhaça germinada, tâmaras hidratadas polpa de côco, baunilha em fava, um limão galego, polpa de côco e água de côco até que o recheio adquira a consistência desejada. 

Cobertura: pode ser feita com castanha-do-pará, baru ou amêndoas batidas no liquidificador e com uvas passas escuras e claras. Utilize sua criatividade para enfeitar a cobertura, fazendo desenhos vivos. A massa não deve estar quente ao receber o recheio. Servir à temperatura ambiente ou conservar em geladeira por algumas horas e servir gelado.

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.



TORTA DE MORANGO

INGREDIENTES:

→ Uma porção de amendoim germinado;

→ Uma porção de trigo germinado;

→ Azeite;

→ Sal marinho;

→ Uma porção de morangos orgânicos;

→ Leite de Castanha-do-Pará;

→ 30g de semente de linhaça hidratada;

→ Polpa de côco;

→ 30g de tâmaras hidratadas;

→ Água de côco;

→ 25g de Castanha-do-Pará;

→ 20g de amêndoas;

MODO DE FAZER:

Preaquecer o forno em temperatura baixa antes de começar a massa. 

Massa: Bater o amendoim germinado no multiprocessador ou liquidificador. Colocar em uma travessa de vidro. Em seguida, bater o trigo germinado e adicionar à massa. colocar um pouco de azeite e uma pitada de sal marinho. Misturar bem até que a massa fique bem homogênea. Estender na travessa de vidro. Desligar o forno e colocar a massa para desidratar.

Recheio: morangos orgânicos, leite de castanha-do-Pará, linhaça germinada, polpa de côco, tâmaras hidratadas e água de côco até que o recheio adquira a consistência desejada.

Cobertura: morangos cortados, castanha-do-pará ralada, baru ou amêndoas batidas no liquidificador e uvas passas escuras e claras. Use sua criatividade. A massa não deve estar quente ao receber o recheio. Servir à temperatura ambiente ou conservar em geladeira por algumas horas e servir gelado.

CHOCOLATE DE ABACATE (ABACOLATE)

INGREDIENTES:

→ Um abacate maduro;

→ Polpa de côco;

→ 30g de tâmaras hidratadas;

→ Mel;

→ Cacau em pó;

→ Amendoim levemente torrado;

→ 30g de semente de linhaça hidratada;

→ Água de côco.

MODO DE FAZER:
Bater um abacate maduro, polpa de côco, tâmaras hidratadas, mel, cacau em pó, amendoim, linhaça germinada e um pouco de água de côco até a consistência desejada. Bater castanha-do-Pará, amendoim ou amêndoas junto com a mistura. Se sobrar castanhas ou amêndoas batidas polvilhar em cima do chocolate quando for servir. Servir o chocolate com frutas secas, fazendo docinhos de damascos, docinhos de bananas em rodelas, tâmaras e nozes, ou utilizar como recheio em tortas vivas (torta de abacolate).


TORTA DE ABACOLATE (CHOCOLATE DE ABACATE)

INGREDIENTES:

→ Uma porção de amendoim germinado;

→ Uma porção de trigo germinado;

→ Azeite;

→ Sal marinho;

→ Um abacate maduro;

→ Polpa de côco;

→ 30g de tâmaras hidratadas;

→ Mel;

→ Cacau em pó;

→ Amendoim levemente torrado;

→ 30g de semente de linhaça hidratada;

→ Água de côco.

→ Banana nanica em rodelas;

→ Uvas passa;

→ Pólen de abelhas.

MODO DE FAZER:
Preaquecer o forno em temperatura baixa antes de começar a massa. 

Massa: Bater o amendoim germinado no multiprocessador ou liquidificador. Colocar em uma travessa de vidro. Em seguida, bater o trigo germinado e adicionar à massa. colocar um pouco de azeite e uma pitada de sal marinho. Misturar bem até que a massa fique bem homogênea. Estender na travessa de vidro. Desligar o forno e colocar a massa para desidratar.

Recheio: Bater um abacate maduro, polpa de côco, tâmaras hidratadas, mel, cacau em pó, amendoim, linhaça germinada e um pouco de água de côco até a consistência desejada. Bater castanha-do-Pará, amendoim ou amêndoas junto com a mistura. Colocar suavemente o abacolate sobre a massa da torta. 

Cobertura: Fazer a decoração (cobertura) com castanhas-do-Pará polvilhadas, amêndoas polvilhadas, bananas em rodelas, uvas passas e pólen de abelhas. Desenhe o que quiser nas tortas, use sua criatividade! Se desejar maior consistência, colocar em geladeira por algumas horas. Perfeita para comemorar aniversários com saúde, paz e alegria! 


SORVETE DE AÇAÍ DOS DEUSES

INGREDIENTES:

→ 2 Polpas de 100mL de açaí extra (com pouca água);

→ 2 bananas nanicas bem maduras;

→ ½ mamão formosa maduro;

→ Mel (opcional);

→ Amendoim levemente torrado e descascado;

→ Polpa de côco;

→ Pólen de abelhas

→ Nozes;

→ Amêndoas;

→ Suco de uva natural (sem açúcar) (opcional);

→ Água de côco (opcional).

MODO DE FAZER:

Colocar para torrar ½ xícara de amendoim cru para torrar em travessa de vidro (deixar de 10 a 15 minutos). Colocar no liquidificador ½ mamão formosa e 2 bananas nanicas maduras, nessa ordem. Em seguida, adicionar 2 polpas de açaí concentrado (cada uma de 100mL). Triturar as polpas com uma faca. Colocar polpa de côco no liquidificador. Bater por 2 minutos. Se desejar, colocar um pouco de mel. Se houver dificuldade para bater a mistura, adicionar água de côco ou suco de uva roxo. Tirar o amendoim do forno (cuidado para não torrar demais!) e descascar. Soprar a casca do amendoim. Adicionar ½ xícara de amendoim torrado e descascado no liquidificador. Deixar bater por 4 segundos, para que os flocos de amendoim não desapareçam. Servir em tigelas colocadas previamente na geladeira (para ficar ainda mais geladinho). Fazer a cobertura com rodelas de banana nanica, pólen de abelhas, nozes a amêndoas trituradas. Bater uma polpa de cupuaçu junto também vai muito bem. O mamão pode ser substituído pela manga, fica uma delícia também! 


RECEITAS VIVAS SALGADAS


ALMÔNDEGAS DE TRIGO E CASTANHA-DO-PARÁ AO MOLHO SUGO

INGREDIENTES:

→ Uma porção de trigo germinado;

→ Uma porção de Castanha-do-Pará;

→ Trigo para quibe;

→ Cebolinha;

→ Azeite;

→ Sal marinho;

→ Limão-galego

MODO DE FAZER:

Colocar as sementes de trigo e Castanha-do-Pará para hidratar por 8 horas em um recipiente de vidro. Depois escorrer a água e manter o trigo sempre úmido até a raiz brotar. Bater o trigo germinado em um liquidificador. Colocar em uma travessa. Bater a Castanha-do-Pará hidratada em um liquidificador e adicionar à massa. Adicionar o trigo para quibe hidratado, cebolinha, azeite, sal e um limão. Misturar bem e fazer as bolinhas. Levar ao forno por poucos minutos para não matar as sementes. Sugestão de acompanhamento: molho sugo (molho de tomates orgânicos com uva passa, polpa de côco, tomate seco, ervas finas, alho desidratado e pimenta calabresa). 

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.



ABACATE CORTADINHO COM LIMÃO

INGREDIENTES:

→ 250g de abacate maduro;

→ Azeite;

→ 1 limão galego ou tahiti;

→ Cebolinha fresca cortada;

→ Cebola crua (opcional);

→ Tomate orgânico (opcional);

MODO DE FAZER:

Descascar um abacate bem maduro. Em seguida, cortar o abacate em cubinhos numa tigela de vidro. Adicionar limão-galego, azeite e cebolinha. Misturar bem os cubinhos. Se preferir, adicione também tomates orgânicos e cebola. O abacate cortadinho é muito fácil e rápido de se fazer, acompanha basicamente qualquer prato e pode ser feito diariamente no almoço ou jantar. È excelente para acompanhar outros pratos, principalmente para suavizar pratos muito salgados ou muito temperados. Não deve ser guardada em geladeira, pois oxida facilmente. Servir frio.


PÃO ESSÊNIO (PÃO DE JESUS)

INGREDIENTES:

→ 250g de trigo germinado;

→ 30g de gergelim branco ou preto;

→ 20g de quinua germinada;

→ 20g de linhaça germinado;

→ Azeite;

→ Orégano;

→ Ervas finas;

→ Sal marinho;

Colocar as sementes de trigo e/ou gergelim e/ou gergelim preto e/ou quinua e/ou linhaça para germinar por 8 horas. Bater as sementes de trigo germinadas em um liquidificador. Chacoalhar o liquidificador para que todos os grãos sejam moídos. Colocar em uma travessa. Adicionar as outras sementes germinadas, um fio de azeite e sal marinho. Misturar bem até que a massa fique homogênea. Estender a massa e levar ao forno desligado pré-aquecido por 20 minutos. Se tiver a oportunidade, desidrate seu pão essênio ao sol, coberto por rede de voal. Servir com pasta de tofu com alho, pasta de abacate (guacamole), pasta de tomate, pasta de tofu com tahine, pasta de grão-de-bico, pasta de amendoim, pasta de berinjela, pesto de ervas finas ou geléias naturais. Pode ser feito também com sementes de aveia germinadas ou aveia em flocos grossos hidratada. 

Receita extraída do livro “Lugar de Médico é na Cozinha”, Dr.Alberto Gonzalez, com adaptações.


RECEITAS DE PASTAS PARA SUBSTITUIR MANTEIGA, MARGARINA, REQUEIJÃO E SIMILARES 

PASTA DE TOFU COM TOMATE SECO

INGREDIENTES:

→ 250g de Tofu orgânico;

→ 150g de Tomate seco;

→ Azeite;

→ Orégano;

→ Alho desidratado;

→ Pimenta calabresa (1/2 pitada);

→ Cebolinha fresca cortada;

→ Salsa;

→ Polpa de côco; 

→ Sal marinho;

→ Azeite;

→ Molho shoyu Daimaru ou similar (sem glutamato, açúcar e conservantes);

MODO DE FAZER:

Colocar um tofu de 250g no liquidificador. Adicionar aproximadamente 150g de tomate seco (escorrer o excesso de óleo vegetal em papel toalha e tirar a casca). Adicionar azeite, orégano, alho desidratado, pimenta calabresa, cebolinha fresca, salsa, polpa de côco, sal marinho, azeite e molho shoyu. Se houver dificuldade ao bater no liquidificador, colocar um pouco de água mineral ou água de côco. Servir com o pão essênio.



PASTA DE GUACAMOLE SALGADA (ABACATE) 

INGREDIENTES:

→ 250g de abacate maduro;

→ Azeite;

→ 1 limão galego ou tahiti;

→ Cebolinha fresca cortada;

→ Sal marinho;

→ Cebola crua (opcional);

→ Tomate orgânico (opcional);

→ Castanha-do-Pará (opcional);

→ Temperos a gosto (Curry, orégano e ervas finas) (opcional). 

Descascar um abacate bem maduro. Em seguida, amassar com um garfo em uma tigela de vidro (não usar liquidificador). Adicionar limão-galego, azeite, cebolinha e sal marinho. Misturar bem a pasta. Se preferir, adicione também tomates orgânicos, cebola e castanha-do-Pará. A pasta de abacate é muito fácil e rápida de se fazer, pode ser feita diariamente nas refeições matinais. Não deve ser guardada por muito tempo em geladeira, pois oxida facilmente. Servir com o pão essênio.



PASTA DE TOFU COM TAHINE (TOFUHINE)

INGREDIENTES:

→ 250g de Tofu orgânico;

→ 50g a 100g de Tahine;

→ Azeite;

→ Molho Shoyu daimaru ou similar (sem açúcar, corantes ou glutamato);

→ Orégano;

→ Polpa de côco;

→ Água de côco;

→ Cebolinha fresca cortada;

MODO DE FAZER:

Colocar um tofu de 250g no liquidificador. Adicionar o tahine (pasta de gergelim tostada). Adicionar azeite, shoyu, um pouco de orégano, polpa de côco e cebolinha. Se houver dificuldade ao bater no liquidificador, colocar um pouco de água de côco até adquirir a consistência desejada. Servir com pão essênio.

PASTA DE BERINJELA AGRIDOCE

INGREDIENTES:

→ 250g de berinjela orgãnica;

→ 1 pimentão amarelo;

→ 1 pimentão vermelho;

→ 2 dentes de alho;

→ 1 cebola pequena;

→ Castanha-do-Pará;

→ Amêndoas;

→ Orégano;

→ Cebolinha;

→ Azeite;

→ Polpa de côco;

→ Óleo de côco

→ Uvas passa claras ou escuras;

→ Sal marinho;

→ Mel.

MODO DE FAZER:

Ralar 3 berinjelas orgânicas, reservar o suco da berinjela em uma vasilha. Cortar 2 pimentões amarelos, 2 pimentões vermelhos, 2 dentes de alho e uma cebola pequena. Triturar castanha-do-Pará e amêndoas com a ajuda de um pilão. Adicionar à mistura. Colocar um pouco de missô e amassar bem para pegar o gosto. Em seguida, adicionar uvas passas claras ou escuras e um pouco de mel. Adicionar orégano, cebolinha, azeite e um pouco de sal marinho. Pegar aproximadamente metade da mistura e colocar para bater no liquidificador com o suco da berinjela que foi reservado e óleo de côco. Devolver a pasta batida para a tigela de vidro e misturar bem com o restante da pastaaté ficar homogênea. Servir com pão essênio.

PESTO DE CASTANHA-DE-CAJU COM ERVAS FINAS

INGREDIENTES:

→ 150g de Castanha-de-Caju;

→ 150mL de azeite;

→ Molho Shoyu daimaru ou similar (sem açúcar, corantes ou glutamato);

→ Ervas finas (Orégano, Salsa, Tomilho, etc.)

→ Alho desidratado;

→ Manjericão;

→ Pimenta calabresa;

MODO DE FAZER:

Tritura a Castanha-de-Caju com um pilão de madeira em recipiente apropriado. Colocar em um vidro com tampa larga. Adicionar o azeite, o molho shoyu, as ervas finas, o alho desidratado, o manjericão e a pimenta calabresa. Misturar bem até ficar homogêneo. Servir com pão essênio.



SANDUÍCHE DOS DEUSES (NO PÃO FOLHA)

INGREDIENTES:

→ Pão folha integral (sem açúcar e sem farinha branca);

→ 1 beterraba;

→ 1 cenoura;

→ Pasta de Tofu com tomate seco ou Pasta de Guacamole;

→ Pesto de Castanha-de-Caju com ervas finas;

→ Salada Orgânica (Alface, Alface roxa, Rúcula, Radichio, etc.);

→ Brotos diversos (Feijão, Girassol, Alfafa, etc.) (variar a acada dia);

→ 30g de Castanha-de-Caju triturada;

→ Molho de Gergelim; 

→ Temperos diversos (Curry, Salsa, Orégano, Alho desidratado, Pimenta calabresa);

→ Azeite;

→ Molho shoyu Daimaru ou similar (sem glutamato, açúcar e conservantes);

→ Damasco cortado em pedaços pequenos.

MODO DE FAZER:

Estender o pão folha em uma pia limpa ou em prato largo. Em seguida passar a Pasta de Tofu com tomate seco ou Pasta de Guacamole por todo o pão. Ralar a cenoura e a beterraba. Colocar sobre o diâmetro do pão, em linha reta. A dicionar a salada orgãnica bem picadinha, os brotos, a castanha-de-caju, o molho de gergelim, os temperos diversos, o azeite, o molho shoyu e o damasco cortado em pedaços, sempre em linha reta, por sobre o diâmetro do pão. Fechar as duas abas do pão e servir.

Fonte:http://www.ecologiamedica.net/2010/10/receitas-vivas-projeto-semente-nativa.html

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …