Pular para o conteúdo principal

ESTUDO DERRUBA MITO DA "BARRIGA DE CERVEJA" QUANDO EXISTE MODERAÇÃO

cerveja euatleta (Foto: Getty Images)

Cerveja: consumo moderado não tem relação com aumento da gordura abdominal (Foto: Getty Images)

Estudo derruba mito da "barriga de cerveja" quando existe moderação

O aumento no ganho de peso é consequência do excesso de calorias e ocorre por causa do desequilíbrio entre a ingestão e o gasto energético

No mês de setembro 2014 aconteceu o “7th European Beer and Health Symposium” (7º simpósio europeu de cerveja e saúde), em Bruxelas, na Bélgica, e o Eu Atleta esteve lá. Cientistas Europeus mostraram os benefícios do uso moderado e dos ingredientes contidos nos diferentes tipos de cervejas (cada cereal com sua propriedade) e efeitos na saúde.
De acordo com a nutricionista inglesa Kathryn O’Sullivan, estudos científicos derrubaram o mito da “barriga de cerveja” quando ela é consumida com moderação. O excesso de ganho de peso e o acúmulo de gordura abdominal é consequência da ingestão excessiva de calorias, um desequilíbrio entre a ingestão e o gasto energético (maior ingestão calórica e menor gasto energético).
A cerveja é composta por água, malte de cevada ou outros cereais, lúpulo e levedura de cerveja. Existe grande variedade de cervejas no mundo, variando a matéria-prima (tipo de cereal), processo de fabricação, composição e teor alcóolico. Contém diversas vitaminas e fibras.
Segundo a pesquisadora Rosa Lamuela (Universidade de Barcelona), a cerveja contém mais de 70 tipos de compostos polifenóicos (flavonoides: catequinas e epicatequinas) onde 70 a 80% são provenientes do malte e 20 a 30% do lúpulo. Possuem ação antioxidante e anti-inflamatória, oferecendo efeitos benéficos na redução do risco de doenças cardiovasculares, na pressão arterial, lipídeos séricos, resistência à insulina e marcadores inflamatórios.
Confira a quantidade de polifenóis em cada bebida:
- Cerveja 330 ml = 92 mg
- Vinho branco 150 ml = 48 mg
- Vinho tinto 150 ml = 300 mg

A ingestão moderada de até 30g de álcool\dia, não tem correlação com aumento da gordura abdominal, apenas o consumo maior do que 48g de alcool\dia de qualquer bebida alcóolica tem correlação positiva com aumento da circunferência abdominal.
Estudo romeno, apresentado pela Dra. Corina Zugravu, confirmou que não há relação entre circunferência abdominal e consumo moderado de cerveja. O aumento da circunferência abdominal e do Índice de massa corporal (IMC) está relacionado com o consumo excessivo de qualquer tipo de bebida alcóolica.
O consumo moderado de cerveja, 330ml para mulheres e 660ml para homens, associado à prática esportiva, alimentação equilibrada e abandono do tabagismo pode fazer parte de um estilo de vida saudável. O importante é ter MODERAÇÃO.
Comparação do valor calórico da cerveja em relação ao vinho:
- 330 ml cerveja (4% teor alcóolico) = 112 calorias
- 175 ml de vinho tinto (13% teor alcóolico) = 139 calorias
- 175 ml de vinho branco (11,8% teor alcóolico) = 130 calorias


Fonte:http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/2014/10/estudo-derruba-mito-da-barriga-de-cerveja-quando-existe-moderacao.html

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …