Pular para o conteúdo principal

8 FATOS QUE MOSTRAM QUE O REFRIGERANTE É UM DESASTRE PARA A SAÚDE


8 Fatos que Provam que o Refrigerante é um Desastre para a Saúde

Muitos de nós bebem refrigerante conforme desejam. Eu esclareço a você que, o benefício nutricional dos refrigerantes é zero e muitos de nós sabemos que os refrigerantes são ruins para a saúde. Ele consiste principalmente de água filtrada e açúcares refinados. As pessoas dos Estados Unidos consomem mais refrigerantes do que qualquer outro país no mundo. Estima-se que o americano, em média, beba cerca de 57 litros de refrigerantes por ano.
Aqui estão 8 razões que vão fazer você pensar duas vezes antes de beber refrigerante.


Diabetes tipo 2

Muitos estudos ligam o consumo de sódio à diabetes tipo 2, já que esta doença afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Beber muito refrigerante diminuirá o nível de insulina, consequentemente, a resistência à insulina.


BPA

BPA é produto químico encontrado no revestimento das latas de refrigerante. Ele impede que ácidos reajam ao metal. O BPA está ligado à alteração hormonal, obesidade, câncer e infertilidade.

Pedras nos rins

Consumir muito refrigerante irá aumentar o fator de pedra nos rins.  Os pesquisadores analisaram por mais de oito anos, e descobriram que aqueles que consumiam mais refrigerante tiveram um risco 23% maior de desenvolver pedras nos rins. Enquanto tomar café, chá, cerveja, vinho e suco de laranja em vez disso, têm menos chance de pedra nos rins.


Aumenta a gordura e o peso

Consumir muito refrigerante aumenta a gordura corporal e o peso e, portanto, torna mais difícil queimar a gordura e perder peso.

Alto risco de acidente vascular cerebral

Um estudo de 2012 descobriu que beber mais de um refrigerante todos os dias aumenta em 83% a chance de acidente vascular cerebral do que outros que raramente bebem bebidas adoçadas com açúcar. Constatou-se que a alta ingestão de refrigerantes está associada com maior ganho de peso,  níveis mais elevados de açúcar e gorduras no sangue e hipertensão, os quais nos levam ao acidente vascular cerebral.

Ataque cardíaco

Um estudo de mais de duas décadas descobriu que aqueles que tomaram cerca de uma lata de refrigerante por dia tinham um risco 20% maior de ter um ataque cardíaco ou morrer de um ataque cardíaco do que aqueles que raramente consumiam bebidas açucaradas.


Risco de asma

Um estudo mostrou que que bebe mais do que meio litro de refrigerante por dia tem alto risco de asma e outras condições respiratórias.


Câncer

O corante caramelo encontrado em muitos refrigerantes é conhecido por causar câncer. De acordo com a Strict  Proposition da Califórnia, apenas 16 microgramas por pessoa, por dia, de 4-metilimidazole é suficiente para causar câncer, o qual é encontrado em refrigerantes, e há 200 microgramas em uma garrafa de 600 ml!



Aumento da pressão arterial

Os especialistas têm razões para crer que um consumo excessivo de frutose, em particular na forma de refrigerantes, leva a um aumento na pressão sanguínea.

Leia mais:

REFRI NUNCA MAIS - Uma Aula sobre a Fórmula e a Química da Coca-Cola e de Outros Refrigerantes






Estudo Consumo de Refrigerante vai te Envelhecer tão Rápido Quanto Fumar - 10 Razões para Evitá-lo






Fontes:
- Natural News: 8 Facts Soda Is Biggest Health Disastrous! 
Medical Daily: Soft Drink Dangers: 8 Ways Soda Negatively Affects Your Health
CNN: Stop Drinking Soda
Business Insider: 11 Reasons Why Soda Is Terrible For You

Fonte: http://www.anovaordemmundial.com/2015/09/8-fatos-que-provam-que-o-refrigerante-e.html#ixzz3l5VHfiN5

Postagens mais visitadas deste blog

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …