Pular para o conteúdo principal

NUTRICIONISTA REVELA OS 8 ERROS MAIS COMUNS ENTRE QUEM ESTÁ DE DIETA

Os erros mais comuns entre quem está de dieta (Foto: Vogue Paris / Agosto 2012)
Está fazendo dieta há dias, semanas (ou até meses) e, ainda assim, não consegue emagrecer? Talvez o problema esteja em pequenos hábitos que, apesar de parecerem inofensivos, podem atrapalhar consideravelmente a sua perda de peso.

Para tirar todas as suas dúvidas, a nutricionista funcional Flavia Cyfer, do carioca Espaço Longevita, revelou os 8 erros mais comuns que as pessoas cometem quando estão de dieta. Descubra!

1. Comer sementes ou nozes, amêndoas ou castanhas em excesso
“Comer castanhas e sementes faz parte de uma dieta saudável, até mesmo de emagrecimento, desde que consumidas com moderação. O grande problema é justamente esse: a moderação!
Sempre peço aos pacientes para separarem a porção exata que devem consumir, e nunca carregar o pote todo das oleaginosas. É um verdadeiro sacrifício parar de comer esse snack crocante, e quando a pessoa se dá conta... Comeu bem mais do que devia e ingeriu muitas calorias! Adeus dieta."


2. Não comer carboidratos
“Existem várias estratégias para perda de peso, inclusive a dieta com restrição total de carboidratos. No entanto, ainda que se escolha esse tratamento, ele deve ser temporário. O carboidrato, quando bem escolhido, gera energia e evita que a massa muscular seja queimada, além da gordura. O carboidrato refinado, ou mesmo o excesso do bom carboidrato são erros determinantes para o fracasso da dieta. Entretanto, não consumir carboidrato algum também pode promover um efeito rebote e fazer com que a pessoa depois compense a ingestão, recuperando e até ganhando mais gordurinhas."



3. Beliscar
“Beliscar atrapalha a ‘contabilidade’, ou seja, a noção da quantidade de alimentos e calorias que efetivamente estamos ingerindo ao longo do dia. O beliscar em geral é fruto da ansiedade, e se está difícil controlar o impulso de mastigar o tempo todo, opte por palmito, aipo, cenoura ou tomate cereja."

4. Se pesar muitas vezes na semana
“Nosso peso sofre oscilações constantes durante o dia. Além disso, precisamos dar um tempinho para que o emagrecimento comece a acontecer. Se a pessoa estiver malhando, corre o risco de estar perdendo gordura e ganhando músculos ao mesmo tempo. E aí a perda do peso pode ficar mascarada. Por todos esses motivos, ficar se pesando toda hora pode dar a falsa impressão que a dieta não está funcionado e acabar desmotivando à toa... Minha dica é: tire fotos todas as segundas feiras (de frente, perfil e costas). É o melhor parâmetro.  E se a sessão de fotos for na segunda, fará pensar duas vezes antes de pisar na bola final de semana!”


Dieta  (Foto: Vogue Espanha/Reprodução)
5. Evitar gorduras
“Evitar completamente as gorduras (boas, claro) vai fazer  com que a saciedade não aconteça. O intestino pode piorar, e até mesmo os hormônios sexuais ficarem prejudicados. Gordura como o azeite, óleo de abacate e ômega 3 possuem ainda efeitos anti-inflamatórios que ajudam o emagrecimento. Só usar com moderação”. 

6. Planejar dietas rigorosas demais
“Dietas extremamente restritivas são praticamente impossíveis de executar. Planeje dietas viáveis, para evitar mais uma desistência da sua meta e outra frustração pra coleção”.

7. Comer refeições diet em excesso
“Muita gente acha que diet significa liberado. Errado. Diet significa que houve retirada  de algum componente, e nem por isso o alimento ou produto é menos engordativo. Ele pode não ter açúcar, mas estar repleto de gordura ou sódio. E o pior: pode conter adoçantes perigosos e tóxicos , e que a longo prazo contribuem para a retomada do peso inicial."

8. Não se planejar quando for comer fora de casa
“Ninguém faminto respeita a dieta. Não confie. Nem mesmo em  você! Quando a fome aparece de verdade , e  não há nenhuma opção light, a dieta vai pro espaço certamente. Por isso, antes de jantar fora, faça uma refeição ‘pré saída’ para garantir a saciedade  e que seu pedido seja apenas uma saladinha!”


Fonte:http://vogue.globo.com/beleza/fitness-e-dieta/noticia/2016/01/nutricionista-revela-os-8-erros-mais-comuns-entre-quem-esta-de-dieta.html





Postagens mais visitadas deste blog

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …