Pular para o conteúdo principal

CONHEÇA 22 ALIMENTOS QUE SÃO INIBIDORES NATURAIS DA FOME

Benefícios das amêndoas
© Fornecido por Abril Comunicações 
S.A. Benefícios das amêndoas

Conheça 22 alimentos que são inibidores naturais da fome 

1. Amêndoas
Por serem ricas em proteína, fibras e gordura não saturada, elas aumentam a sensação de saciedade.
2. Café
Cheio de cafeína, é capaz de mascarar a fome e a fadiga, já que age como um estimulante e aumenta os níveis de atenção.
3. Gengibre
Sua propriedade termogênica promove saciedade além da queima de gordura corporal.

4. Abacate
Rico em fibras, deixa aquela sensação de estômago cheio. “No entanto, por ser bastante calórico, deve ser consumido com moderação”, explica Gabriela Cilla, nutricionista da Estima Nutrição, em São Paulo.
5. Pimenta-caiena
Contém uma substância chamada capsaicina, que suprime o apetite e eleva a temperatura do corpo. Consuma moderadamente pois pode agredir o estômago e o intestino.
Maçã picada e seus banefícios
© Fornecido por Abril Comunicações S.A. Maçã picada e seus banefícios
6. Maçã
Apresenta boa concentração de fibras solúveis que aumentam a sensação de saciedade.
7. Ovo
“Graças às proteínas em sua composição, ele auxilia na redução do apetite durante o dia”, esclarece a especialista.
8. Água
A bebida, quando ingerida antes do almoço, distende o estômago, dando a impressão de que estamos satisfeitos, diminuindo a vontade de comer.
9. Batata-doce
O tubérculo, por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico, é absorvido aos poucos, favorecendo a sensação de saciedade.

inibidor-apetite
© image/jpeg inibidor-apetite
10. Sopa de vegetais
Quando servida quente, a sopa aquece o corpo assim que chega ao estômago, antecipando as mensagens de saciedade que são enviadas ao cérebro. “Além disso, ela contém uma grande variedade de fibras, o que estende o período sem fome”, conta Gabriela.
11. Chocolate amargo

Barra de chocolate amargo e seus benefícios
© Fornecido por Abril Comunicações S.A. Barra de chocolate amargo e seus benefícios

Compostos dessa gostosura, como os antioxidantes, retardam a digestão e fazem com que a saciedade apareça mais rápido.
12. Tofu
“Ele é uma ótima fonte de proteínas, vitaminas do complexo B, magnésio e ferro, nutrientes que ajudam a equilibrar os hormônios, melhorar o metabolismo da gordura e do carboidrato, minimizar a compulsão por doces e originar aquela sensação de saciedade.”

13. Chá-verde
Ele contém catequinas, que interagem com os receptores da leptina, hormônio relacionado à vontade de comer.
14. Mingau de aveia
As fibras presentes no preparo permitem que a glicose seja absorvida de maneira lenta e gradual, o que, por sua vez, regulariza a liberação de insulina. “Com baixo índice glicêmico, o mingau acaba promovendo a saciedade”, diz Gabriela.
15. Vegetais folhosos
Esses superalimentos são ricos em proteínas, fibras, antioxidantes, vitaminas do complexo B e ferro, nutrientes que ajudam a controlar o apetite.
16. Canela

Canela em pó e canela em pau
© Fornecido por Abril Comunicações S.A. Canela em pó e canela em pau

O tempero controla o índice glicêmico do sangue, reduzindo fome. “Para tirar proveito, acrescente uma colher de chá de canela ao leite, torrada ou chá todos os dias”, sugere a nutricionista.
17. Leite desnatado
Rico em proteínas de lenta e rápida absorção, promove a sensação de saciedade e queima da gordura abdominal.
18. Molho picante
“A ação termogênica promove a queima de gordura e o aumento da saciedade”, explica Gabriela.
19. Linhaça
Ela tem quatro vezes mais fibras que a aveia, prolongando o estado de saciedade. Isso ocorre porque a linhaça contribui para a liberação do hormônio colecistocinina, responsável por nos deixar com aquela sensação de que já comemos o suficiente.
20. Whey protein
As proteínas do leite (whey e caseína) fazem você se sentir mais satisfeita do que outras bebidas açucaradas.

21. Salada
“Suas vitaminas, fibras e água fazem com que o estômago esteja sempre parcialmente cheio e produza uma sensação de fartura por mais tempo.”
22. Suco de vegetais
Sua grande quantidade de fibras proporciona uma digestão gradual e promove saciedade de sobra.

Fonte:http://www.msn.com/pt-br/saude/nutricao/conhe%c3%a7a-22-alimentos-que-s%c3%a3o-inibidores-naturais-da-fome/ar-AAm92Gh?li=AAggPNl

Postagens mais visitadas deste blog

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …