Pular para o conteúdo principal

PODEROSAS BERRIES : VEJA COMO ESTAS FRUTINHAS PODEM AJUDAR NOS CUIDADOS DE BELEZA E DA SAÚDE

  (Foto:  )

Poderosas berries: veja como essas frutinhas podem ajudar nos cuidados de beauté e da saúde

18/06/2013 - 19h53 - Atualizado 19h27 


Pode até parecer que as berries já deram o suco que tinham que dar, afinal que mulher antenada ainda não ouviu falar, por exemplo, do negócio da China que é a goji berry? Mas, ela não é a única. "Todas as berries possuem antocianinas (que conferem sua coloração vermelho-arroxeada) e flavonóides. Ambos são responsáveis pelas propriedades antioxidantes dessas frutas, ou seja, elas ‘limpam’ o organismo dos radicais livres que podem causar danos celulares", resume a dermatologista Carla Vidal.

Apesar de ser um assunto muito discutido, os benefícios proporcionados por essas frutinhas ainda são um mistério a ser desvendado, especialmente no ramo da beleza. “Ainda que pareça um assunto esgotado, para a ciência ainda é bem novo poder afirmar coisas como, por exemplo, a quantidade a ser consumida”, explica a nutricionista Maria Gandini. 

O que se sabe com certeza é que pesquisas científicas recentes têm, sim, reforçado a força desses alimentos como coadjuvantes na busca por um corpo mais delgado e um rosto mais conservado, com resultados iniciais que vão do combate ao envelhecimento, celulite e flacidez a ajuda no emagrecimento. “Esses estudos também dizem que o importante é a frequência do consumo. As berries devem ser incluídas dentro de uma alimentação equilibrada e de forma variada. Mas atenção: elas são saudáveis, mas têm calorias, como qualquer fruta. Por isso, também não se pode exagerar nas quantidades”, alerta a profissional

Confira a seguir como cada uma das berries pode te ajudar na missão barriga - e rugas - negativa(s)! 

  (Foto:  )

http://vogue.globo.com/beleza/noticia/2013/06/poderosas-berries-veja-como-essas-frutinhas-podem-ajudar-nos-cuidados-de-beaute-e-da-saude.html

Quatro receitas para incorporar as berries ao seu dia a dia

Frutas vermelhas são poderosos antioxidantes e podem ser incorporadas em sobremesas, no café da manhã e em sucos refrescantes

19/06/2013 - 06h01 - Atualizado 20h03 

  (Foto:  )
Que as berries têm muitos benefícios para a saúde e para a beleza, isso você já sabe. Mas como consumir essas frutas no dia a dia para tirar o maior proveito possível delas? Por incrível que pareça, a resposta é: congeladas.

"O ideal seria consumir imediatamente após a colheita ou após curto período de refrigeração, porque as frutas vermelhas em geral são muito frágeis, tanto do ponto de vista físico, como dos seus compostos bioativos, com perda do valor nutricional. Mas, como com o ritmo de vida atual é praticamente impossível consumir uma fruta após a colheita, o método de congelamento é o mais indicado para reter a qualidade dessas frutas durante o armazenamento", explica a médica nutróloga Cristiane Coelho.
  (Foto:  )
Na dúvida de qual escolher? "As berries apresentam baixo valor calórico, grande quantidade de fibras, vitaminas e minerais", diz a dermatologista Carla Vidal, justificando que, em média, 100g dessas frutinhas (pense em amora, framboesa, cranberry, açaí, morango, mirtilo e goji berry) tem 52 calorias e ainda podem te ajudar a segurar o ponteiro da balança no lugar: um estudo da Universidade de Cambridge em que um grupo consumia açúcar com um punhado de berries e outro o consumia sozinho, a glicemia pós o consumo era bem menor naqueles que comiam as berries junto com o carboidrato simples.

"Isso pode ser indício de que elas ajudam a segurar a fome e a manter o nosso açúcar do sangue mais equilibrado, e isso pode ajudar com manutenção do peso", conta a nutricionista Maria Gandini. Gostou? Então anote as receitas e incorpore as berries ao cardápio do dia a dia.
  (Foto:  )
Fonte:http://vogue.globo.com/beleza/noticia/2013/06/quatro-receitas-para-incorporar-berries-ao-seu-dia-dia.html


  (Foto:  )

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …