Pular para o conteúdo principal

PASSO A PASSO PARA UM JANTAR VEGANO COMPLETO

Resultado de imagem para JANTAR VEGANO

Passo a passo para um jantar vegano completo

Muitas pessoas não sabem, mas o veganismo é um movimento, uma filosofia e um estilo de vida que tem como principal pilar o respeito pelos animais, e, por isso, o uso dos bichos na comida é completamente descartado. A gastronomia vegana tem como base principal ingredientes da terra e naturais, característica que é comprovadamente mais sustentável. Para provar que tal vertente não restringe o prazer de comer, nós, da empresa S Simplesmente, reunimos algumas receitas cheias de sabores, texturas e cores. Acreditamos que a preocupação em suprir suas necessidades nutricionais com criatividade e prazer não pode ser esquecida, independente do estilo do vida e comida eleitos. O responsável pelo cardápio apresentado a seguir é o chef Thiago Medeiros, ele idealizou um jantar colorido e rico em sabores brasileiros.

Salada de erva-doce com abacaxi e chia

Entrada leve é temperada com limão siciliano


  (Foto: Divulgação )
Salada de erva-doce com abacaxi e chia















Rendimento: 4 porções 

Ingredientes

3 bulbos de erva doce cortados em lâminas
1 abacaxi pérola cortado em cubos médios
1 cebola roxa em meias luas
Sumo de 2 limões sicilianos
1 punhado de hortelã fresca
1 punhado de rúcula
4 colheres de sopa de azeite extra virgem
1 pitada de sal rosa do himalia
1 colher de sopa de chia

Modo de preparo

Em um bowl, junte todos os ingredientes, exceto a chia, e deixe marinando por pelo menos 1 hora. Sirva com a chia por cima.

Creme de cenoura com maracujá

Prato saudável ganha sabor extra da fruta


  (Foto: Divulgação )
Creme de cenoura com maracujá
















Rendimento: 4 porções

Ingredientes
4 cenouras médias cortadas em rodelas
1 maracujá azedo
1 ramo de alecrim
1 cebola média cortada em cubos médios
1 cubo de 3x3 cm de gengibre picado finamente
2 colheres (de sopa) de azeite extra virgem
1 pitada de sal rosa do himalaia
1 litro de caldo de legumes caseiro
Granola Salty S Simplesmente a gosto
Modo de preparo
Em uma caçarola, refogue a cebola, o alecrim e o gengibre em um fio de óleo de girassol por alguns minutos
Em seguida, adicione as rodelas de cenoura e deixe por aproximadamente cinco minutos, mexendo sempre. Adicione, então, o caldo de legumes, baixe o fogo e cozinhe com a panela tampada por 20 minutos ou até que a cenoura fique macia
Bata tudo com a ajuda de um mixer até ficar homogêneo e finalize com sal rosa e azeite extravirgem. Sirva com a granola salgada da S Simplesmente por cima (opcional)

Bobó de cogumelos e farofa de castanha

Versão alternativa leva abóbora japonesa


  (Foto: Divulgação )
Bobó de cogumelos com farofa de castanha-do-pará
















Rendimento: 4 porções

Ingredientes
1 kg de cogumelo paris
4 dentes de alho picados finamente
2 cebolas cortadas em cubos pequenos
2 talos de alho-poró picados finamente
1 pimenta dedo-de-moça picada finamente
1 abóbora japonesa média cortada em cubos grandes
500 ml de caldo de legumes
4 colheres (de sopa) de azeite
1 pitada de sal rosa do himalaia
Modo de preparo
Numa frigideira anti-aderente, saltear os cogumelos no alho-poró com um fio de óleo de girassol e reservar. Em outra panela, suar o alho, a cebola e a pimenta dedo-de-moça no óleo de girassol e em seguida juntar os cubos de abóbora. Abaixar o fogo e cozinhar  com a panela tampada por aproximadamente 15 minutos. Então adicionar o fundo de legumes e, com a ajuda de um mixer, bater até que fique homogêneo. Voltar para a panela e juntar os cogumelos. Servir com farofa de castanha-do-pará.

Farofa de Castanha do Pará

Ingredientes
​500 g de farinha de mandioca
300 g de farofa de castanha-do-pará
3 cebolas médias cortadas em cubos pequenos
100 ml de azeite

Modo de preparo
Refogue a cebola no azeite até elas ficarem douradas, acrescente a farinha de mandioca e mexa até que fique cozida. Junte a farofa de castanha-do-pará e sirva.

Mousse de banana com cacau

Aprenda: sobremesa saudável e deliciosa


  (Foto: Divulgação )
Mousse de banana com cacau e xerém de caju
















Rendimento: 4 porções

Ingredientes

4 bananas maduras congeladas
100 ml de leite de castanha de caju
2 colheres (de sopa) de cacau em pó
2 colheres (de sopa) de nibs de cacau
1 colher (de sopa) de óleo de coco
1 colher (de sopa) de xarope de agave
1 colher (de sopa) de xerém de caju
Modo de Preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador com exceção do xerém de caju. Servir com esse por cima.

Fonte:http://casavogue.globo.com/LazerCultura/Comida-bebida/Receita/noticia/2015/08/passo-passo-para-um-jantar-vegano-completo.html

Postagens mais visitadas deste blog

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…

TIPOS DE SAIS USADOS NA CULINÁRIA E SUAS PROPRIEDADES

Tipos de Sais e suas Diferenças
Nós sabemos que o sal é um nutriente obrigatório na dieta de qualquer pessoa, todos precisam de sal para viver, mas é preciso muito cuidado no consumo do sal. O cloreto de sódio é responsável por males perigosos como hipertensão e doenças cardiovasculares. Existem alguns tipos de sal e acredite, muitos podem substituir o sal de mesa refinado, o vilão desta história toda! Saiba das diferenças. Sal refinado ou de mesa: É o mais comum e o mais usado no preparo de alimentos. É dissolvido e recristalizado a temperatura e pressão controladas em instalações industriais. De acordo com as leis brasileiras, o sal de cozinha deve ser acrescido de iodo para se evitar o bócio. Light: o sal light foi criado para diminuir a quantidade de sódio consumido, já que este mineral adere à parede das artérias, contribuindo para elevar a pressão sanguínea. O sal light possui menos da metade de sódio encontrada no sal branco refinado. No entanto, o sabor é um pouco amargo. Flor de …

O QUE SÃO BIOFLAVONÓIDES ?

São pigmentos vegetais hidrossolúveis, que dão cor às cascas, caules, flores, folhas, frutos, raízes e sementes das plantas, cujas variantes catalogadas já somam mais de 1.200, dividas em inúmeros subgrupos – flavonas, flavonóides, flavononas, isoflavonas etc.      Os bioflavonóides foram descobertos pelo Prêmio Nobel Albert Szent-Gyorgyi durante o processo de tentativa de isolar a vitamina C. A primeira propriedade por ele observada foi a ação protetora que exerciam sobre a capilaridade ao interromper o sangramento das gengivas. Estudos subseqüentes mostraram, no entanto, que os bioflavonóides não respondiam às definições das vitaminas, assim como não era possível identificar sintomas típicos para sua deficiência – razões alegadas pelo FDA, em 1968, para declará-los terapeuticamente ineficientes e proibir a sua prescrição médica. Esses argumentos, porém, não foram suficientes para interromper as pesquisas, que logo constataram a interdependência dos bioflavonóides com a vitamina C – …