Pular para o conteúdo principal

SAIBA COMO DESCOBRIR E TRATAR ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES

Saiba Como Descobrir Alergias e Intolerância Alimentares

Saiba Como Descobrir Alergias E Intolerância Alimentares

Existem diversos tipos de alergias e intolerâncias alimentares, a intolerância é mais comum e menos grave, já as alergias são mais perigosas e podem gerar risco de morte.


Apesar das diferenças, ambas precisam de um diagnóstico o mais rápido possível para que a pessoa possa ter qualidade de vida.
A alergia alimentar afeta de 6 a 8% das crianças com menos de três anos de idade e até 3% dos adultos.
Ela é uma reação do sistema imunológico que ocorre logo após a ingestão de um determinado alimento.
Os sintomas mais comuns são: erupção, ruborização e comichão generalizadas da pele, congestão nasal, sensação de obstrução, espirros e olhos lacrimejantes, além de náuseas, vômitos, cãibras abdominais e diarreia.
Já a intolerância alimentar é a dificuldade para digerir determinadas substâncias presentes nos alimentos.
A mais comum é a intolerância ao leite, que afeta 70% dos brasileiros, sendo que cerca de 60% nem sabem, de acordo com a Universidade Federal de São Paulo.
Os sintomas mais comuns são: diarreia ou prisão de ventre ou alternância entre eles, barriga inchada, gases, enjoo, vômito e dor abdominal – cólicas intestinais.
Se você tem algum desses sintomas é fundamental fazer o teste para descobrir se existem alimentos que seu organismo rejeita e que estão impactando negativamente a sua saúde.
A Terapeuta Ortobiomolecular Kellen Calixto, da Clínica Haya, indica a Biorressonância: “é um teste não invasivo, rápido, sem efeitos colaterais e para todas as idades”.
Ela analisa perturbações nos processos orgânicos e a capacidade de resposta do organismo aos alimentos testados. Com isso, aponta quais alimentos são indicados para consumo e quais devem ser evitados.
A Biorressonância detecta alergia/intolerância de mais de 300 alimentos, entre eles:
– Ovo;
– Leite;
– Frutos do mar (camarão, caranguejo, lagosta);
– Soja;
– Glúten;
– Peixe;
– Amendoim.

Fonte:http://www.vidaplenaebemestar.com.br/bem-estar/alimentacao/saiba-como-descobrir-alergias-e-intolerancia-alimentares

Biorressonância

Ainda uma novidade para a maioria dos brasileiros, a Biorressonância já é utilizada na Alemanha, Áustria, Suíça, Portugal e Espanha por profissionais da medicina convencional e terapeutas. Na China, esta técnica já é usada na maioria dos hospitais pediátricos e cresce cada vez mais na Austrália e Reino Unido.

O que é Biorressonância

Ressonância bioenergética ou biorressonância é o campo da medicina energética que detecta e trabalha com informações de frequência eletromagnética gerada pelo corpo. Bio refere-se a um organismo vivo e ressonância significa ‘vibrar em harmonia com’. É um método de análise indolor que atua nos desequilíbrios causadores de distúrbios e não possui efeitos colaterais, sendo 40 mil vezes mais sensível que a ressonância magnética.

Como surgiu


Em 1950, o Dr. Reinholt Voll, médico alemão, desenvolveu uma técnica para monitorar eletronicamente as mudanças na energia do corpo. Ele observou pela diferença de impedância (resistência elétrica) da pele, que as características elétricas dos meridianos contêm importantes informações a respeito dos órgãos do corpo.

Posteriormente, a indústria Vega desenvolveu o VEGATEST Expert, que reuniu a técnica milenar da Acupuntura com o moderno conhecimento da medição de ondas eletromagnéticas, o que possibilitou o surgimento do teste de Biorressonância, que é 40 mil vezes mais sensível que a ressonância magnética.

O QUE É VEGA TESTING?

O teste VEGA é uma técnica reguladora bioenergética que tem suas origens na acupuntura e na homeopatia.
VEGA Testing é uma síntese de conhecimento médico chinês antigo e tecnologia ocidental de ponta.
A saúde da doença começa em um nível informativo / energético e, portanto, os sintomas de um desequilíbrio de energia (distúrbios funcionais) podem e ocorrem muito antes de qualquer morfologia patológica ser evidente.
O primeiro sinal de anormalidade no corpo é uma carga elétrica. Se as cargas elétricas anormais continuam por tempo suficiente, então, eventualmente, mudanças estruturais ocorrerão. A máquina VEGA mede esses fenômenos bioenergéticos registrando a mudança na condutividade da pele após a aplicação de uma pequena tensão. O teste VEGA é um método para medir uma mudança em um ponto de acupuntura. Ao colocar uma substância de teste na medição
Circuito o praticante pode facilmente observar essas mudanças. O teste de várias ampolas fornece ao médico uma avaliação energética da saúde dos órgãos, tecidos e sistemas corporais específicos, além de indicar a afetividade de um remédio particular.
A localização da fonte de uma resposta anormal é realizada colocando extratos homeopáticos neste circuito elétrico. Utilizando as condutas de energia natural do corpo, através do Bio-Feedback, um instrumento informatizado auxilia na avaliação e tratamento da doença do paciente.

COMO ESTÁ USANDO TESTE DE VEGA?

As informações recebidas do VEGA TEST EXPERT podem sugerir:
• O nível de estresse de cada órgão ou parte do corpo.
• Os principais órgãos que estão sob o maior estresse.
• Estresse psicológico
• A presença de irritantes ambientais,
• Infecção viral ou bacteriana
Alergias alimentares e químicas
• Infestação por fermento
• Distúrbios digestivos
• Metais pesados ​​ou produtos químicos
• substâncias nocivas, venenos
• Pesticida / contaminação por inseticida
• Deficiências de vitaminas e minerais.
• Campos de perturbação dental
• Estresse geopático

PORQUE O TESTE VEGA?

O teste VEGA é particularmente indicado em problemas de saúde para os quais a causa é desconhecida, se há uma série de problemas de saúde, houve um problema de saúde recorrente ou um problema que não responde ao tratamento, ou qualquer situação que implique uma aparência complicada ou Imagem de sintoma vaga.
Com a informação fornecida pelo teste de VEGA, o praticante pode obter uma melhor visão da natureza e localização da condição do paciente como base para um tratamento eficaz, de modo que o tempo de tratamento pode ser minimizado.
Através de Bio-feedback, seu corpo selecionará o remédio mais apropriado para você. Este processo também determina a potência, quantidade e duração precisas necessárias para eliminar os obstáculos que desbloquearão a habilidade inata do corpo para curar-se. Esses remédios incluem ervas, nutrientes e homeopáticos.
O teste VEGA pode ser usado para monitorar o progresso que um paciente está fazendo, sem ter que reaver testes laboratoriais caros.
O VEGATEST EXPERT também pode realizar testes de energia e fornecer seu índice biológico, e muito mais.

PORQUE O TESTE DE VEGA É IMPORTANTE PARA EVITAR A DOENÇA?

Em vez de procurar anormalidades de estrutura, o teste VEGA é um indicador de desarmonia de energia que, ao longo do tempo, pode afetar a estrutura. O teste de Vega pode fornecer informações sobre distúrbios funcionais antes de se manifestar como doença clinicamente diagnosticada.
A MEDICINA FUNCIONAL traça os motivos da doença em perturbações regulatórias energéticas de todo o corpo, que aparecem como chamados distúrbios funcionais.
Exemplos de distúrbios funcionais incluem:
• Fadiga / baixa energia
• Reduzir a imunidade
• Alergias
• Distúrbios digestivos
• Disbiose com infecção por fungos
• Pobre concentração
• Ansiedade e depressão
Problemas indefinidos na cabeça, abdômen e nas costas
Com o teste VEGA, o praticante não pode diagnosticar estados de doença médica, pois estes são baseados nas mudanças de morfologia ou órgãos e tecidos. O profissional VEGA testa e avalia os distúrbios energéticos e energéticos.

O QUE PODE ESPERAR DURANTE O SEU TRATAMENTO?

O VEGATEST exige que o paciente mantenha um eletrodo ligado à máquina; A outra extremidade do circuito é uma caneta que é aplicada para apontar um dedo, dedo ou palma da mão.
A leitura do circuito "aberto" é notada. Ampolas de substâncias que representam tecidos de órgãos, alérgenos, medicamentos, mercúrio dentário, etc., são então colocadas na grade de teste das máquinas.
As descargas elétricas mínimas desses pontos servem como sinais de informação sobre a condição dos órgãos e sistemas do corpo. Os materiais, que têm um efeito adverso no campo elétrico do corpo, causam aumento de resistência e queda de indicador. Os medicamentos, que irão contrabalançar essa resistência, podem ser usados ​​diretamente para tratar o corpo.
VEGA Testing é uma forma rápida, eficaz e não invasiva de testes.
Você não deve ser testado VEGA se:
• VocÊ esta grávida
• Você tem arritmia cardíaca grave ou bloqueios
• Você tem um pacemaker
• Você tem circulação lábil ou um coração fraco
Antes do teste VEGA você deve:
• Não use maquiagem ou hidratantes à prova.
• Não coloque cremes, loções, óleos ou esmaltes de unha nos pés / mãos para os 3 dias anteriores ao teste.
• Não use colchões de nylon ao teste.
• Não tome café ou chá menos de 2 horas antes do teste.
• Não comer menos de 1 hora antes do teste (a menos que diabético).
• Beba muita água no dia do seu teste. 30 ml por 1 kg de peso corporal).
O VEGATEST EXPERT oferece um dos avanços mais emocionantes da medicina moderna para aparecer nos últimos anos.
Esta técnica não é evasiva. Nada penetra na pele. O uso desta máquina combinada com a tecnologia de hoje resulta em uma ferramenta única e altamente precisa para medir e equilibrar os meridianos do corpo.

Fonte:http://maureenfinck.com/vega-testing/


Como funciona

Células do nosso corpo geram impulsos elétricos minúsculos que interagem ou se comunicam com as células vizinhas. As células emitem continuamente e respondem a esses sinais. Estes sinais têm a forma de oscilações ou vibrações e o padrão de oscilação encontrado difere entre uma pessoa saudável e uma pessoa doente.

Toda a matéria tem a sua própria frequência vibracional, que pode ser mutável e influenciada na presença de diversos fatores como: emoções, pensamentos, parasitas indesejáveis, metais pesados, radiação, sons, nutrientes celulares e cores que, juntos ou isoladamente, contribuem para o desequilíbrio orgânico e o aparecimento de doenças.

Se uma célula tem uma boa saúde seu sinal será harmonioso e ressoa de forma livre com outras células do corpo. Se um agente patogênico (toxina, vírus, parasitas, etc.) ataca uma célula, então o sinal proveniente da célula torna-se distorcido. Os perfis do sinal são medidos por meio de eletrodos ligados ao corpo do paciente posicionados nas mãos ou nos pés. Estes eletrodos emitem ondas eletromagnéticas sobre o corpo, permitindo que o aparelho de biorressonância informe o laudo clínico do paciente.

Após o laudo, o tratamento pode ser feito utilizando a Terapia Quântica, que busca trazer o equilíbrio ao organismo através de compostos frequenciais, de desintoxicação iônica e/ou de biorregulação.

A Terapia Quântica é uma técnica terapêutica que estuda a saúde do ser humano do ponto de vista dos elementos biofísicos e das energias quânticas que o constituem.

medicina

Os procedimentos clínicos da Terapia Quântica são baseados nos recursos da Física Quântica e permitem a pesquisa dos fatores físico-químicos e emocionais que conduziram certo organismo ao desequilíbrio. Uma vez detectados os componentes, a Terapia Quântica consiste em aplicar os meios adequadamente metodizados, objetivando o equilíbrio homeostático do indivíduo. Uma vez eliminados os agravantes, as funções bioquímicas acontecerão de forma eficaz, reestruturando assim a função celular, a qual como consequência resultará no bem estar orgânico natural que se denomina SAÚDE.

Um dos recursos utilizados na Terapia Quântica é a Biorressonância, uma técnica amplamente utilizada na Europa, Estados Unidos e Japão, 40 mil vezes mais sensível que a ressonância magnética e com a vantagem de não ser invasiva e nem radioativa. Ela permite avaliar o estado geral de saúde ou em particular de um órgão ou sistema, efetuando uma análise bioenergética do corpo humano.

Dessa forma, a Terapia Quântica se resume em cinco passos:

1º Passo: Verificação clínica da presença de metais tóxicos, parasitas indesejáveis e radiação por meio da Biorressonância;

2º Passo: Verificação do desempenho funcional do processo digestivo, hepático e circulatório;

3º Passo: TERAPIA DESINTOXICANTE – Realização de um programa de desintoxicação orgânica, eliminando toxinas acumuladas devido ao desequilíbrio do metabolismo.

As intolerâncias alimentares são um dos tipos mais comuns de desequilíbrio e causam grande incômodo, porém mesmo quando não percebidas, irritam a parede do intestino aumentando sua permeabilidade, o que faz com que metais tóxicos sejam absorvidos pelo organismo. Esses metais tóxicos trazem uma série de sintomas, e em grande quantidade podem causar inúmeras doenças. Uma forma de tratá-las é a desintoxicação, que hoje em dia já conta com métodos modernos.

Um deles é por meio dos compostos frequenciais, que contém padrões quânticos (energia e informação) e agem analogicamente como a homeopatia, a cromoterapia, os florais e outros meios sinérgicos, cuja ação é exercida pelo fenômeno da Biorressonância.

A desintoxicação também pode ser feita com o uso de um aparelho ligado diretamente na água de um escalda-pés. Os pés possuem inúmeros poros, o que os tornam pontos ideais para a expulsão de toxinas acumuladas do corpo. Esse aparelho é um emissor de padrões quânticos, que combina os campos informacionais à capacidade da água e interfere diretamente onde há desarmonia e amplia o equilíbrio vibracional integralmente.

Dessa forma, também é possível fazer uma biorregulação, ou seja, ativar a matriz energética de cada órgão ou sistema para harmonizar seu sinergismo quântico. O objetivo final é restabelecer a homeostase energética desses órgãos e sistemas.
Esse método é utilizado para desintoxicação de solventes agrotóxicos, pesticidas e metais tóxicos como alumínio, titânio, enxofre, urânio, cobalto, cromo, ferro, flúor, magnésio, mercúrio, níquel, cádmio, cobre, chumbo e zinco.

Pode ser utilizado também em pós-operatórios, para eliminar os efeitos tóxicos da anestesia.

Além disso, é coadjuvante no tratamento de acidose, acne, alergias, anemia, ansiedade, artrite, asma, bruxismo, dor, estresse, ferritina, insônia, osteoporose, rinite, sinusite, tensão pré-menstrual, urticária, vertigem, entre outros.

4º Passo: TERAPIA FUNCIONAL – Otimização dos hábitos alimentares associados à suplementação nutricional para melhorar o processo funcional do organismo.

5º Passo: TERAPIA REGENERATIVA – Conjuntamente ao processo funcional do organismo, adoção de uma suplementação voltada à regeneração do processo neuroendócrino, a fim de restabelecer o sistema nervoso.



Compostos Frequenciais na Biorregulação do Organismo

A água é um condutor que possui a capacidade de gravar informações chamada de memória da água. Atualmente existem transmissores que conseguem captar, ampliar e transmitir ondas vibratórias contendo informações específicas para bases condutoras, que podem ser florais ou alimentos.
Essa tecnologia se chama Hadô Japonês. São equipamentos biofísicos que utilizam o princípio do Hadô para transferir informações a produtos. O Hadô é uma energia infinitamente pequena, em movimento. Tudo no universo emana Hadô. É o princípio físico da ressonância.

Dessa maneira são produzidos os compostos frequenciais, que são produtos que contém padrões quânticos (energia e informação) com objetivos específicos, ocorrendo assim um melhor aproveitamento de suas propriedades. Eles funcionam pelos mesmos princípios da homeopatia, da cromoterapia, dos florais e de outros meios sinérgicos, cuja ação é exercida pelo fenômeno da biorressonância.

A ação dos compostos frequenciais é biofísica e baseada nos conceitos da física de frequência, vibração e ressonância. Por isso, não há nenhuma contraindicação para o seu consumo, inclusive por crianças, pois agem somente neutralizando vibrações negativas, preservando microrganismos favoráveis ao nosso organismo.

Um exemplo de ação desses compostos é na eliminação de parasitas. As parasitoses atingem cerca de 25% da população mundial. Déficit no desenvolvimento físico e cognitivo, além de quadros de desnutrição, anemias e depressão estão relacionados com parasitoses.

Nesses casos, eles agem energeticamente, equilibrando o conjunto de parasitas negativos com os microrganismos positivos, criando um ambiente inóspito para os parasitas indesejáveis e facilitando sua eliminação pelo sistema imunológico.

Já os metais tóxicos, quando acumulados no organismo, desencadeiam reações químicas que atrapalham o funcionamento e desempenho de tecidos e órgãos de acordo com sua afinidade. Evitar a contaminação hoje em dia é praticamente impossível, pois eles estão presentes na água, nos alimentos, nos cosméticos, nos medicamentos, em utensílios domésticos, entre outros.

Os compostos frequenciais neutralizam as frequências negativas que o metal gera no organismo com sua vibração, impedindo-o de interferir nos processos orgânicos.

Também é possível por meio dos compostos frequenciais reequilibrar energeticamente o hipotálamo e a hipófise, que são as glândulas responsáveis por parte da sinalização e da modulação hormonal do organismo. Compostos por padrões florais e frequenciais, eles agem como moduladores do eixo hipotálamo-hipofisário e de seus alvos de ação em várias glândulas endócrinas.

Assim, são tratados distúrbios alérgicos, imunológicos e emocionais, ansiedade ou sentimento de tristeza, de baixa autoestima e apatia, dificuldade de atenção, distúrbios glandulares e neurológicos, como os processos neurodegenerativos, e ainda processos estagnados de cura de traumas ou tumores.

Os compostos frequenciais são utilizados na Terapia Quântica, ou Terapia Ortobiomolecular e Terapia Frequencial, uma técnica terapêutica que estuda a saúde do ser humano do ponto de vista dos elementos biofísicos e das energias quânticas que o constituem. Seu objetivo é restabelecer o equilíbrio bioenergético dos elementos celulares, para que os sistemas orgânicos retornem ao estado de equilíbrio denominado saúde.

A Terapia Quântica oferece ainda respostas eficientes para os seguintes casos:
– Modulação de radiações eletromagnéticas;
– Modulação de intolerâncias alimentares e medicamentosas;
– Melhora na imunidade;
– Auxílio no tratamento de distúrbios endocrinológicos;
– Redução de toxicidade orgânica;
– Auxílio no tratamento de neoplasias;
– Melhora no estado orgânico em geral.

Fonte:http://clinicahaya.com.br/blog/biorregulacao/

Postagens mais visitadas deste blog

ALTERNATIVAS NATURAIS PARA DIMINUIR A LIPOPROTEÍNA 'A'

Comer peixe que tenha bastante ácidos graxos ômega-3 pode diminuir os níveis de lipoproteína (a)
O QUE É A LIPOPROTEÍNA 'A'
A lipoproteína (a) [Lp(a)] consiste numa partícula semelhante à LDL e a apolipoproteína específica (a) [apo(a)], que é covalente ligada à apoB da partícula semelhante à LDL. As concentrações plasmáticas de Lp(a) são altamente hereditárias e controladas principalmente pelo gene da apolipoproteína (a) [LPA] localizado no cromossoma 6q26-27. As proteínas apo(a) variam em tamanho devido a um polimorfismo de tamanho [KIV-2 VNTR], que é causado por um número variável de repetições kringle IV no gene LPA. Esta variação de tamanho ao nível do gene é também expressa ao nível da proteína, resultando em proteínas apo(a) com 10 a > 50 repetições kringle IV (cada variável do kringle IV consiste em 114 aminoácidos). Estes tamanhos variáveis ​​das apo(a) são conhecidos como "isoformas apo (a)". Existe uma correlação geral inversa entre o tamanho da isoforma a…

ALOE VERA : A MARAVILHA PROIBIDA

Aloe Vera: A Maravilha ProibidaAloe Vera é geralmente chamada de a planta milagrosa, a cura natural, dentre outros nomes que sobreviveram por 4.000 anos dentro dos quais essa planta tem beneficiado a humanidade. George Ebers em 1862 foi o primeiro a descobrir o uso da Aloe na antiguidade em um antigo manuscrito egípcio datado de 3500 AC, o qual foi de fato uma coleção sobre ervas medicinais. Outros pesquisadores desde então descobriram que a planta era usada também pelos chineses e indianos antigos. Médicos gregos e romanos como Dioscorides e Plínio usavam Aloe obtendo maravilhosos efeitos e legendárias sugestões que persuadiram Alexandre O Grande a capturar a ilha de Socotra no Oceano Índico com o intuito de obter sua rica plantação de Aloe para curar seus soldados feridos nas guerras. As rainhas egípcias Nefertiti e Cleópatra taxaram grandiosamente a Aloe como sendo o melhor tratamento de beleza. Naqueles tempos beleza e saúde estavam intimamente ligadas, muito mais que estão atualme…

OVOS - QUANTOS POSSO COMER POR DIA ?

Ovos — Quantos Posso Comer por Dia?

Os ovos são uma fonte ampla­mente disponível, barata e ver­sátil em ter­mos de pro­teí­nas, cál­cio e vit­a­m­i­nas. Eles tam­bém são fre­qüen­te­mente asso­ci­a­dos a efeitos adver­sos como prob­le­mas de coles­terol e dia­betes. No entanto, a pesquisa atual mostra que o con­sumo mod­er­ado de ovos pode ser seguro e bené­fico para adul­tos saudáveis. A ingestão diária depen­derá de uma série de fac­tores, incluindo a história da saúde, sexo e nível de activi­dade da pessoa.


Nutrição

Famosos por seus altos níveis de pro­teína e cál­cio, os ovos con­têm uma série de vit­a­m­i­nas e min­erais impor­tantes. Um único ovo cozido grande tem ape­nas 78 calo­rias, mas ofer­ece 6,29 g de pro­teína, 25 mg de cál­cio, 0,59 mg de ferro e 112,7 mcg de col­ina. O ovo con­tém 22 mcg de ácido fólico, 260 UI de vit­a­m­ina A, 44 UI de vit­a­m­ina D e 176 mcg de luteína e de zeax­an­tina, bem como peque­nas quan­ti­dades de muitas das vit­a­m­i­nas do com­plexo B.
Coles­…